Formado nas categorias de base do Palmeiras, o goleiro Gilmar trilhou uma trajetória de dez anos em defesa das cores alviverdes, contando os períodos como amador, entre 1973 e 1977, e profissional, entre 1977 e 1983.

Alcançou a posição de titular no gol do Verdão a partir do Campeonato Paulista de 1978, quando o ídolo Emerson Leão deixou o Parque Antarctica no segundo semestre daquela temporada, e até hoje está no top 10 dos goleiros que mais vestiram a camisa do Palmeiras em toda a história.

Uma das suas partidas mais marcantes foi no clássico contra o Corinthians, em 6 de agosto de 1981, no estádio do Pacaembu – naquela vitória palmeirense pelo placar de 1 a 0, ele foi decisivo e teve uma atuação perfeita, não sendo vazado pelo rival mesmo após um verdadeiro bombardeio.

Após se revezar com João Marcos na meta alviverde, sobretudo em 1983, Gilmar deixou o Palmeiras em 1984, quando Leão voltou ao clube. Foi negociado com o Bangu-RJ, pelo qual foi vice-campeão brasileiro em 1985 (seu segundo vice-campeonato nacional, já que havia substituído Leão na final do Brasileiro de 1978, contra o Guarani, após a expulsão do veterano no jogo de ida).

O goleiro ainda teve passagens pelo futebol português, defendendo o Nacional da Ilha da Madeira-POR e o Chaves-POR. Retornando ao Brasil, jogou por União São João-SP, XV de Jaú-SP, Juventus-SP, São Caetano-SP e Flamengo de Guarulhos, onde encerrou a carreira em 1998. Fez uma partida pela seleção brasileira em 1989, em amistoso contra a Seleção do Resto do Mundo.

Leir Gilmar da Costa 7 de julho de 1956
Marília-SP

Jogos:

289 (112 vitórias, 105 empates e 73 derrotas)

Estreia: Palmeiras 2x1 São Bento de Sorocaba-SP (22/6/1977)

Último jogo: Palmeiras 1x1 XV de Piracicaba-SP (17/12/1983)

Não foram encontrados vídeos cadastrados para GILMAR.

Desenvolvido por Foursys