Com estilo de cabelo inconfundível e porte de centroavante trombador, o baiano se destacou como ídolo do Verdão por ser um atacante extremamente decisivo. Dentre seus gols, se destacam os históricos marcados frente ao Cruzeiro na finalíssima da Copa do Brasil de 1998 e o anotado contra o Deportivo Cáli no último jogo da Copa Libertadores do ano seguinte. Contra os mineiros, o atacante marcou em um chute completamente sem ângulo aos 44 minutos da etapa final, decidindo o título para o Alviverde. Contra os colombianos, Evair abriu o placar, e Zapata igualou. Porém, aos 30 minutos do segundo tempo, em mais um mortal cruzamento do lateral Júnior, Oséas estava bem colocado novamente e garantiu o 2 a 1 que levou a partida para os pênaltis e conduziu o time ao título.

Saiba mais:
>Especial: Libertadores 1999

Oséas Reis dos Santos 14 de maio de 1971
Salvador-BA

Posição: Atacante

Número de temporadas: 3

Clube anterior: Athletico-PR

Jogos:

172 (86 vitórias, 43 empates e 43 derrotas)

Estreia: Palmeiras 4x0 América-RN (20/07/1997)

Último jogo: Palmeiras 3x3 Flamengo (20/12/1999)

Gols: 65

Primeiro gol: Palmeiras 4x0 América-RN (20/07/1997)

Último gol: Palmeiras 1x0 Sport (15/09/1999)

Principais títulos:

Copa do Brasil em 1998; Copa Mercosul em 1998; Copa Libertadores da América em 1999

Desenvolvido por Foursys