Departamento de Comunicação

Autor do gol que fez com que o Palmeiras saísse com importantes três pontos do duelo diante do Athletico-PR na Arena da Baixada na noite desta quarta-feira (19), Raphael Veiga demonstrou estar contente com o resultado e ponderou sobre a pressão de o time vir de alguns jogos sem vitórias, apesar de invicto há oito duelos. Coincidentemente, contra o próprio Athletico-PR, no primeiro turno do Brasileirão de 2019, foi justamente do jogador o gol decisivo para o triunfo por 1 a 0 (esta partida, porém, fora disputada no Allianz Parque).

“Estou muito feliz pelo gol e pela primeira vitória no Brasileiro. Tem sempre uma pressão de vestir essa camisa. Acabamos ganhando um título que fazia tempo que o clube não ganhava e contra o maior rival. No Brasileiro, tínhamos dois empates. Esse gol foi para coroar o trabalho que a gente vem fazendo e é muito importante”, declarou Raphael Veiga. E completou: “A gente sabe que jogar bem é muito bom, mas ganhar é melhor ainda. Se pudermos jogar bem e ganhar, ótimo. Mas o principal é a vitória, que aconteceu hoje. Melhorar, sempre dá e é o que buscamos fazer a cada dia”.

Palmeirense desde a infância e revelado pelo Coritiba, clube pelo qual se profissionalizou em 2016,  Raphael Veiga foi contratado pelo Maior Campeão do Brasil como um dos reforços para a temporada de 2017 justamente após se destacar no Coxa.

No Couto Pereira, aliás, Veiga trabalhou e aprendeu muito com o ídolo palestrino Alex, com quem era constantemente comparado devido à forma de jogar, até mesmo pelo fato de ambos serem meias-armadores e canhotos.

No Palmeiras, o meio-campista estreou com gol diante da Chapecoense, no amisto que terminou com o placar de 2 a 2 – jogo em 29 de janeiro de 2017, que marcou uma ação solidária após o trágico acidente aéreo que havia acometido a maior parte da antiga delegação da agremiação adversária meses antes.

Mas como não teve muito espaço desde que chegou ao Verdão, que contava com um elenco recheado de jogadores na sua posição, Veiga, que em 2017 fez 22 jogos e marcou dois gols foi emprestado em 2018 ao Athletico Paranaense, onde se destacou, sendo titular absoluto e peça-chave na conquista do título da Copa Sul-Americana (o primeiro troféu internacional da história do clube do Paraná).

“Tenho muito respeito por tudo que vivi aqui. É um clube que está no meu coração pelo ano que tive, pelos amigos que fiz, pela comissão e estafe. Mas estou feliz pelo gol, sempre respeitando o Athletico-PR”, disse o atleta após a partida.

Em seu retorno, em 2019, o camisa 23 superou a marca de jogos e gols em sua temporada anterior no clube, somando 31 partidas e cinco bolas na rede. Ao todo, 66 jogos pelo Palmeiras (33 vitórias, 18 empates e 15 derrotas) e agora 9 gols. Curiosamente, todas as vezes em que o jogador fez gols, o Palmeiras jamais saiu derrotado de campo.

100ª PARTIDA DE DIOGO BARBOSA

Importante na jogada do gol de Raphael Veiga, que fez o Verdão sair vitorioso nesta noite, diante do Athletico-PR, ao arremessar cobrança lateral em direção à grande área, Diogo Barbosa fez sua 100ª partida com a camisa do Palmeiras, passando a figurar no seleto grupo de jogadores que possuem 100 ou mais jogos no atual elenco – grupo este que conta com Willian (172 jogos), Bruno Henrique (162), Felipe Melo (156), Vitor Hugo (156), Lucas Lima (125), Weverton (111) e Marcos Rocha (110). Campeão brasileiro logo em sua primeira temporada no clube, em 2018, Diogo soma 55 vitórias, 28 empates, 17 derrotas e seis assistências pelo Maior Campeão do Brasil.

O camisa 6 foi titular do time na campanha do deca e também no ano passado, destacando-se como um dos principais ladrões de bola do Campeonato Brasileiro 2019 e encerrando a competição na terceira colocação do quesito com 80 desarmes, contra 102 do segundo colocado, o volante Gregore, do Bahia, e 103 do líder, o companheiro de time Marcos Rocha.

DEFESA QUE NINGUÉM PASSA

No jogo diante do Athletico-PR, a defesa do Palmeiras passou intacta mais uma vez: o time é o segundo menos vazado dentre os clubes da série A na temporada 2020 e, assim como nas últimas temporadas, mantém ótimos números defensivos. Em 21 jogos disputados (sem contar torneios amistosos), o Verdão sofreu apenas dez gols, média de 0,47 gol por partida. Dos 20 clubes que disputam a Série A do Brasileiro, somente o Atlético-GO está na frente, com 0,33 (cinco gols em 15 jogos). O Internacional é o terceiro com 0,57 (13 gols em 23 partidas).

Além disso, o time comandado por Vanderlei Luxemburgo passou por 12 dos 21 duelos sem ser vazado – é o quarto colocado no ranking geral com índice de 57%, ao lado do Grêmio, com 57% (também com 12 vezes em 21 jogos), e atrás do Internacional, com 60,8% (14 em 23), e Atlético-GO, com 66,6% (dez em 15).

A defesa palmeirense que ostenta estes ótimos números tem como alguns de seus pilares a dupla de zaga formada por Felipe Melo e Gustavo Gómez, dupla essa titular na decisão do Campeonato Paulista de 2020 conquistado sobre o Corinthians (23º Estadual da história do Verdão). Ao todo, o Pitbull e o paraguaio somam 14 jogos juntos no ano (9 vitórias, 4 empates e 1 derrota) e apenas seis gols sofridos.

Por outro lado, o zagueiro Luan Garcia, titular na campanha do então inédito ouro olímpico pela Seleção Brasileira nos jogos do Rio 2016, assim como o goleiro Weverton, vem representando Felipe Melo à altura nestes jogos que o camisa 30 ficará fora (originalmente volante, mas recuado à zaga no início da temporada).

Este foi o 43º jogo de Luan e Gustavo Gómez juntos desde o início da dupla em 2018 (27 vitórias, 11 empates e 5 derrotas) – com eles em campo, o time sofreu 19 gols (média de 0,41 por partida). Neste ano, o dueto havia atuado outras três vezes (o último na primeira partida da final do Paulista, empate em 0 a 0 com o Corinthians em Itaquera), uma vitória, dois empates e um gol sofrido até este jogo de hoje.

Vale lembrar que Melo foi diagnosticado com lesão no posterior da coxa esquerda após a decisão do Paulista de 2020 (no dia 08 de agosto) e, desta forma, deve desfalcar o time por pelo menos quatro partidas (a estimativa é de que agora reste no mínimo mais uma).

Weverton, aliás, é outro personagem central desta defesa exemplar. O camisa 1 não sofreu gols em 60 partidas (já com esta) das 111 que jogou pelo Verdão, número que o coloca na terceira posição do ranking de goleiros com mais jogos sem ser vazado no Século XXI, atrás apenas de Marcos (107 jogos) e Fernando Prass (101). Em uma única temporada, é o recordista do Século XXI com 26 jogos sem sofrer gols em 2019.

Vale reforçar ainda que o arqueiro fechou o ano de estreia, em 2018, com 21 jogos sem sofrer gols. Em 2019, foram 26. E neste ano, já são 13 partidas intransponível em 22 disputadas. Se sair de campo mais sete vezes sem ser vazado nesta temporada, ele alcançará uma marca que não é atingida há 23 anos – o último goleiro a ficar três temporadas consecutivas sem sofrer gols em 20 ou mais jogos foi Velloso, em 1995 (28), 1996 (24) e 1997 (27).

Por fim, Weverton, outro ex-jogador do Athletico-PR (assim como Raphael Veiga), ostenta a segunda menor média de gols sofridos na história do Palmeiras. Vazado apenas 66 vezes em 111 jogos pelo Palmeiras, o guarda-metas 1 tem índice de 0,59, atrás só do paraguaio Benítez, com 0,54 (13 gols sofridos em 24 jogos em 1978); na terceira colocação, aparece o também paraguaio Gato Fernández, com 0,62 (22 gols em 35 jogos em 1994). São considerados somente goleiros com ao menos dez jogos disputados pelo Verdão.

Departamento de Comunicação

> GOLEIROS

Weverton

Um verdadeiro paredão. O goleiro titular palestrino manteve as boas apresentações neste início de temporada, atuando em todas as 20 partidas do Palmeiras em 2020, assim como Willian e Zé Rafael, e sofrendo apenas nove gols no total (sete no Campeonato Paulista). Foram 16 embates pelo Estadual, sendo 10 deles sem ser vazado.

Na primeira partida da grande decisão contra o Corinthians, pelo Campeonato Paulista, além de vestir a braçadeira de capitão, o camisa 1 foi o grande destaque do duelo com defesas importantes ao longo do primeiro tempo. Na volta, ele foi ainda mais importante: defendeu dois pênaltis para ajudar o time a levantar a taça. E não é de hoje que o arqueiro decide para o Verdão.

Em 2018, ano em que chegou ao clube, o jogador se tornou um dos protagonistas do título do Campeonato Brasileiro, inclusive conquistando a Bola de Prata e completando nove jogos sem tomar gols durante a temporada (884 minutos com acréscimos e 812 sem). Com este feito, o atleta passou a obter a segunda melhor marca da história do Palmeiras neste quesito, atrás apens de Zetti, com 12 jogos (1.238 minutos sem acréscimos), em 1987. De quebra, Weverton também é o primeiro acreano campeão na história do Brasileirão desde 1959.

O Campeonato Paulista 2020 é o segundo título de Weverton pelo Palmeiras (Cesar Greco/Palmeiras)

2ª menor média de gols sofridos na história do clube

Vazado apenas 66 vezes em 109 jogos pelo Palmeiras, Weverton detém a segunda menor média de gols sofridos na história do clube: 0,60, atrás apenas do paraguaio Benítez, com 0,54 (13 gols sofridos em 24 jogos em 1978). Na terceira colocação, aparece o também paraguaio Gato Fernández, com 0,62 (22 gols em 35 jogos em 1994). São considerados somente goleiros com ao menos dez jogos disputados pelo Verdão.

Além disso, Weverton não sofreu gols em 59 partidas dessas 109 que jogou pelo Verdão, número que o coloca na terceira colocação do ranking de goleiros com mais jogos sem ser vazado no Século XXI – Marcos (107 jogos) e Fernando Prass (101) lideram. Em uma única temporada, o atual camisa 1 é o recordista do Século XXI com 26 jogos sem sofrer gols em 2019.

Weverton fechou o ano de estreia, em 2018, com 21 jogos sem sofrer gols. Em 2019, foram 26. E, neste ano, já são 12 partidas intransponível em 20 disputadas. Se sair de campo mais oito vezes sem ser vazado nesta temporada, ele alcançará uma marca que não é atingida há 23 anos – o último goleiro a ficar três temporadas consecutivas sem sofrer gols em 20 ou mais jogos foi Velloso, em 1995 (28), 1996 (24) e 1997 (27).

No Verdão, ele defendeu quatro penalidades no ano de 2019: em amistoso diante do Guarani, pela Copa do Brasil diante do Internacional, pela Libertadores contra o Godoy Cruz-ARG e ante o Ceará pelo Brasileirão. Na final do Paulista 2020, foram mais duas nas cobranças alternadas contra o Corinthians. Vale lembrar que, pela Seleção Brasileira, ele defendeu uma cobrança na vitória por 5 a 4 nos pênaltis contra a Alemanha na final dos Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro, ajudando a garantir o então inédito ouro olímpico ao Brasil.

Números gerais:
> 109 Jogos (109 como titular) pelo Palmeiras
> 20 jogos (20 como titular) na temporada 2020
> 16 jogos (16 como titular) neste Campeonato Paulista
Estreia: 11/03/2018 – Ituano 0x3 Palmeiras – Campeonato Paulista
Último jogo: 08/08/2020 – Palmeiras 1 (4) x (3) 1 Corinthians – Campeonato Paulista
Último como titular: 08/08/2020 – Palmeiras 1 (4) x (3) 1 Corinthians – Campeonato Paulista

> ZAGUEIROS

Felipe Melo

Sempre marcado pelo jeito aguerrido e comprometido dentro de campo, o camisa 30 do Verdão ganhou um novo desafio em 2020: atuar como zagueiro. Levando consigo o bom posicionamento, os lançamentos precisos à longa distância e a tarja de capitão, Felipe Melo agradou o técnico Vanderlei Luxemburgo na zaga palmeirense. No Paulista, foram 13 jogos e um gol marcado – o primeiro da vitória por 2 a 0 sobre o Santo André, no Allianz Parque, que deu a vaga ao Alviverde para a semifinal da competição.

Capitão alviverde na final, Felipe Melo levantou a taça do Campeonato Paulista 2020 no Allianz Parque (Fabio Menotti/Palmeiras)

O companheiro de zaga mais frequente do jogador em 2020 tem sido Gustavo Gómez. A dupla atuou 14 vezes em 20 jogos nesta temporada e sofreu somente seis gols, com apenas uma derrota, além de nove vitórias e quatro empates.

Perto do Top 5 de jogadores que mais atuaram no Allianz Parque

Ao ser escalado para a segunda partida da final, Felipe Melo igualou os 67 jogos de Zé Roberto no Allianz Parque e alcançou o Top 5 de jogadores com mais partidas na casa palmeirense com essa configuração atual (inaugurada em 2014). Completam o ranking o volante Thiago Santos, com 71 partidas, o zagueiro Vitor Hugo, 73, o goleiro Fernando Prass, 86, e o atacante Dudu, recordista de jogos na arena, com 127 duelos.

O camisa 30 também se isolou no terceiro lugar entre os jogadores do elenco que mais atuaram, com 156 jogos desde que chegou ao clube, em 2017.

Em vitórias, o zagueiro é o líder do elenco e o 8º colocado no geral do Século XXI com 98 triunfos, atrás de Correa e Wendel, que dividem a 6ª posição com 101 – o 1º colocado é o ex-goleiro Marcos, com 182, e o segundo mais bem ranqueado do atual elenco é Bruno Henrique, 9º com 94, ao lado do ex-volante Pierre. Willian é o 11º com 92.

Felipe Melo está perto também de entrar para o Top 5 de artilheiros do atual elenco: são 12 bolas na rede contra 13 de Vitor Hugo, 14 de Luiz Adriano, 20 de Gustavo Scarpa, 28 de Bruno Henrique e 46 de Willian. Uma curiosidade: em todas as vezes que ele balançou as redes, o Palmeiras jamais saiu de campo derrotado (são oito vitórias e quatro empates).

Números gerais:
> 156 jogos (149 como titular), 12 gols e 5 assistências pelo Palmeiras
> 17 jogos (17 como titular) e 1 gol na temporada 2020
> 13 jogos (13 como titular) e 1 gol neste Campeonato Paulista
Estreia: 21/01/2017 – Chapecoense 1×1 Palmeiras – Amistoso
Último jogo: 08/08/2020 – Palmeiras 1 (4) x (3) 1 Corinthians – Campeonato Paulista
Último como titular: 08/08/2020 – Palmeiras 1 (4) x (3) 1 Corinthians – Campeonato Paulista

Gustavo Gómez

Raça e eficiência resumem muito bem o estilo de jogo de Gustavo Gómez, novamente fundamental para o Palmeiras terminar o Campeonato Paulista com a melhor defesa pelo quarto ano consecutivo. Com ele em campo, foram 13 jogos e apenas cinco gols sofridos.

O camisa 15, titular em todas as 17 partidas em que foi relacionado neste ano, foi o atleta de linha com mais tempo de jogo neste Paulista (1.253 minutos) e ainda fez um gol na competição, no triunfo por 3 a 1 contra o Mirassol.

Na 6ª rodada da competição, Gómez abriu o placar na vitória diante do Mirassol (Cesar Greco/Palmeiras)

Em 2019, ao lado de Luan na zaga, Gómez atingiu a expressiva marca de 1081 minutos consecutivos sem sofrer gols (sem considerar os acréscimos) – a série começou na quinta rodada do Paulista, contra o Corinthians, e terminou nas quartas de final da Copa do Brasil, contra o Internacional. Esta é a segunda maior sequência de uma dupla de zagueiros sem ser vazada na história do Palmeiras. O recorde ainda pertence a Marcio e Vágner Bacharel, que, em 1987, garantiram que o time ficasse por exatos 1.148 minutos intransponível (sem acréscimos).

Durante a campanha do decacampeonato brasileiro de 2018, Gómez e Luan já haviam contribuído para a equipe a estabelecer o recorde palmeirense de menos gols sofridos na história do Brasileirão de pontos corridos: apenas 26 tentos tomados (a marca anterior era de 32, na caminhada do título de 2016).

Números gerais:
> 75 Jogos (73 como titular) e 9 gols pelo Palmeiras
> 17 jogos (17 como titular) e 1 gol na temporada 2020
> 13 jogos (13 como titular) e 1 gol neste Campeonato Paulista
Estreia: 12/08/2018 – Palmeiras 1×0 Vasco – Campeonato Brasileiro
Último jogo: 08/08/2020 – Palmeiras 1 (4) x (3) 1 Corinthians – Campeonato Paulista
Último como titular: 08/08/2020 – Palmeiras 1 (4) x (3) 1 Corinthians – Campeonato Paulista

Luan

O camisa 13 entrou em campo seis vezes no Paulista de 2020, ganhando destaque após a lesão de Felipe Melo no embate contra a Ponte Preta, pela semifinal do torneio. O desfalque do capitão palestrino proporcionou a reedição da dupla com Gustavo Gómez, que rendeu bons frutos nas duas temporadas passadas, culminando com o título brasileiro de 2018 e com o recorde de 1081 minutos consecutivos sem sofrer gols (sem considerar os acréscimos).

Luan chegou ao Palmeiras em 2017, um ano depois de conquistar a medalha de ouro pelo Brasil nos Jogos Olímpicos, no Rio de Janeiro.

Na semifinal contra a Ponte Preta, Luan entrou na vaga de Felipe Melo na zaga (Cesar Greco/Palmeiras)

Números gerais:
> 91 Jogos (84 como titular), 5 gols e 1 assistência pelo Palmeiras
> 9 jogos (3 como titular) na temporada 2020
> 6 jogos (3 como titular) neste Campeonato Paulista
Estreia: 18/06/2017 – Bahia 2×4 Palmeiras – Campeonato Brasileiro
Último jogo: 05/08/2020 – Corinthians 0x0 Palmeiras – Campeonato Paulista
Último como titular: 05/08/2020 – Corinthians 0x0 Palmeiras – Campeonato Paulista

Vitor Hugo

Bem-humorado fora de campo, Vitor Hugo é o oposto dentro das quatro linhas. Mantendo a seriedade e a conhecida impulsão nas jogadas aéreas, o zagueiro se mostrou novamente importante na campanha de mais um título com o manto do Verdão – ele também esteve nas conquistas da Copa do Brasil de 2015 e do Campeonato Brasileiro de 2016.

Durante a ausência de Gustavo Gómez por conta da negociação do paraguaio para a renovação de contrato, o atleta fez dupla com Felipe Melo e não decepcionou, recebendo diversos elogios do treinador Vanderlei Luxemburgo.

Próximo de alcançar Top 10 de zagueiros-artilheiros e 50ª vitória no Allianz Parque

Autor de 13 gols em sua primeira passagem pelo clube, entre 2015 e 2017, Vitor Hugo está a uma bola na rede de entrar no top 10 de zagueiros-artilheiros do Verdão em todos os tempos, igualando Nen e Henrique na 9ª posição (ambos com 14 gols). Completam o ranking Júnior Baiano e Roque Júnior (16 gols), Daniel (18), Bianco Gambini (20), Cléber (21), Vágner Bacharel (22), Loschiavo (33) e Luis Pereira (36).

Com 155 jogos no total, o camisa 4 é o 3º zagueiro com mais partidas pelo clube no Século XXI, atrás apenas de Henrique (2º, com 161 partidas de 2008 2009 e de 2011 a 2014) e Maurício Ramos (1º, com 193 entre 2009 e 2013).

Terceiro na lista dos jogadores que mais atuaram no Allianz Parque na história com 73 partidas (atrás apenas de Dudu, com 127, e Fernando Prass, com 86), Vitor Hugo acumula 49 vitórias na arena palestrina – portanto, está a um passo do 50º triunfo no local.

Vitor Hugo está em sua segunda passagem pelo Verdão acumula números positivos pelo clube (Cesar Greco/Palmeiras)

Números gerais:
> 155 Jogos (155 como titular), 13 gols e 3 assistências pelo Palmeiras
> 4 jogos (4 como titular) na temporada 2020
> 3 jogos (3 como titular) neste Campeonato Paulista
Estreia: 17/01/2015 – Palmeiras 3×1 Shandong Luneng-CHI – Amistoso
Último jogo: 26/07/2020 – Palmeiras 2×1 Água Santa – Campeonato Paulista
Último como titular: 26/07/2020 – Palmeiras 2×1 Água Santa – Campeonato Paulista

> LATERAIS

Marcos Rocha

Suspenso no duelo com o Corinthians na retomada do calendário, Marcos Rocha foi protagonista nas vitórias sobre Água Santa e Santo André. Na primeira, triunfo alviverde por 2 a 1, deu a assistência para Ramires marcar de cabeça. Na segunda, fechou o placar de 2 a 0 com um gol já aos 49 minutos do segundo tempo, chegando à sexta bola na rede pelo clube.

Com três passes a gol nesta temporada (todos pelo Paulista), Marcos Rocha é o maior garçom do time no torneio estadual e no ano todo, igualando Dudu, que concedeu duas assistências pela Libertadores e uma pelo Paulista.

Em 2019, Marcos Rocha foi o segundo maior garçom do elenco, com sete passes a gol, ao lado de Gustavo Scarpa e atrás apenas de Dudu, com 18. Além disso, o lateral-direito fechou o Brasileirão de 2019 como o atleta que mais desarmou jogadas rivais com 103 interceptações, à frente de Gregore, do Bahia, vice com 102, e do também palmeirense Diogo Barbosa, terceiro com 80.

No geral, Marcos Rocha lidera o ranking de assistências do atual elenco ao lado de Willian e Lucas Lima, todos com 18.

Além de se destacar dando assistências para os companheiros de time, Marcos Rocha deixou o seu gol nas quartas de final contra o Santo André (Cesar Greco/Palmeiras)

Números gerais:
> 107 Jogos (105 como titular), 6 gols e 18 assistências pelo Palmeiras
> 15 jogos (15 como titular), 2 gols e 3 assistências na temporada 2020
> 12 jogos (12 como titular), 2 gols e 3 assistências neste Campeonato Paulista
Estreia: 18/01/2018 – Grêmio Novorizontino 0x3 Palmeiras – Campeonato Paulista
Último jogo: 08/08/2020 – Palmeiras 1 (4) x (3) 1 Corinthians – Campeonato Paulista
Último como titular: 08/08/2020 – Palmeiras 1 (4) x (3) 1 Corinthians – Campeonato Paulista

Mayke

Titular em duas partidas do Campeonato Paulista, sendo uma delas o primeiro clássico contra o Corinthians deste ano, Mayke foi importante para a conquista de mais um título pelo Verdão, assim como no Campeonato Brasileiro de 2018, quando ele faturou a Bola de Prata na oportunidade.

Mayke foi titular contra o Mirassol, em jogo válido pela 6ª rodada do Paulista (Cesar Greco/Palmeiras)

Números gerais:
> 88 Jogos (78 como titular), 2 gols e 7 assistências pelo Palmeiras
> 6 jogos (2 como titular) na temporada 2020
> 4 jogos (2 como titular) neste Campeonato Paulista
Estreia: 27/05/2017 – São Paulo 2×0 Palmeiras – Campeonato Brasileiro
Último jogo: 22/07/2020 – Corinthians 1×0 Palmeiras – Campeonato Paulista
Último como titular: 22/07/2020 – Corinthians 1×0 Palmeiras – Campeonato Paulista

Diogo Barbosa

Com a lesão de Matías Viña no primeiro jogo após a retomada do futebol paulista por conta da pandemia de Covid-19, Diogo Barbosa se tornou peça importante no time comandado por Vanderlei Luxemburgo nos confrontos decisivos do Estadual. O lateral-esquerdo assumiu a titularidade até a volta do uruguaio, que ocorreu no primeiro jogo da final.

Diogo Barbosa foi importante nas quartas de final e semifinal do torneio (Cesar Greco/Palmeiras)

Números gerais:
> 98 Jogos (87 como titular) e 6 assistências pelo Palmeiras
> 8 jogos (5 como titular) na temporada 2020
> 6 jogos (4 como titular) neste Campeonato Paulista
Estreia: 31/03/2018 – Corinthians 0x1 Palmeiras – Campeonato Paulista
Último jogo: 26/07/2020 – Palmeiras 2×1 Água Santa – Campeonato Paulista
Último como titular: 26/07/2020 – Palmeiras 2×1 Água Santa – Campeonato Paulista

Matías Viña

Contratado neste ano, o uruguaio foi uma grata surpresa. Muito aguerrido e com boa técnica, o jogador conquistou rapidamente a confiança da torcida e do técnico Vanderlei Luxemburgo, assumindo a titularidade da equipe. Na reta final da campanha do Verdão no Paulista, o atleta sofreu um profundo corte na cabeça e virou desfalque contra Água Santa, Santo André e Ponte Preta. Ele voltou na primeira partida da grande decisão contra o Corinthians, utilizando um capacete na cabeça como proteção. Na volta, no Allianz Parque, o lateral-esquerdo foi o autor da assistência para o gol de Luiz Adriano.

Depois de sofrer um corte na cabeça no primeiro jogo após a paralisação do Paulista, Viña voltou ao time para a disputa das finais (Cesar Greco/Palmeiras)

Números gerais:
> 9 Jogos (9 como titular) e uma assistência pelo Palmeiras
> 9 jogos (9 como titular) e uma assistência na temporada 2020
> 7 jogos (7 como titular) e uma assistência neste Campeonato Paulista
Estreia: 16/02/2020 – Palmeiras 3×1 Mirassol – Campeonato Paulista
Último jogo: 08/08/2020 – Palmeiras 1 (4) x (3) 1 Corinthians – Campeonato Paulista
Último como titular: 08/08/2020 – Palmeiras 1 (4) x (3) 1 Corinthians – Campeonato Paulista

Victor Luis

Torcedor declarado do Palmeiras desde a infância, Victor Luis honrou o manto em todas as vezes em que esteve dentro das quatro linhas pelo clube, inclusive na campanha do título brasileiro de 2018. Antes de acertar sua transferência por empréstimo para o Botafogo, o lateral-esquerdo foi bastante acionado pelo técnico Vanderlei Luxemburgo em 2020, entrando em campo oito vezes, sendo seis pelo Campeonato Paulista. A última partida do jogador pelo Estadual deste ano aconteceu no dia 20 de fevereiro, na vitória por 1 a 0 sobre o Guarani.

Victor Luis foi titular na goleada por 4 a 0 sobre o Ituano pela primeira rodada do Paulista (Cesar Greco/Palmeiras)

Números gerais:
> 113 jogos (95 como titular), 3 gols e 4 assistências pelo Palmeiras
> 8 jogos (6 como titular) na temporada 2020
> 6 jogos (5 como titular) neste Campeonato Paulista
Estreia: 09/03/2014 – Palmeiras 3×1 Paulista de Jundiaí – Campeonato Paulista
Último jogo: 20/02/2020 – Palmeiras 1×0 Guarani – Campeonato Paulista
Último como titular: 08/02/2020 – Ponte Preta 0x1 Palmeiras – Campeonato Paulista

> MEIO-CAMPISTAS

Bruno Henrique

As vitórias do Palmeiras no Campeonato Paulista fizeram Bruno Henrique atingir uma marca histórica pelo clube. Contra a Ponte Preta, pela semifinal, o jogador subiu da 10ª para a 9ª posição na lista dos jogadores que mais venceram pelo Alviverde no Século XXI, alcançando o ex-volante Pierre com 94 triunfos. Felipe Melo, o mais bem colocado do atual elenco, é o oitavo com 98, enquanto o líder é o ex-goleiro Marcos, com 182.

Além disso, com 28 gols em 159 jogos, o volante precisa de apenas mais uma bola na rede para figurar na lista dos 100 maiores artilheiros da história palmeirense em todos os tempos.

Se chegar ao 29º tento, dividirá a 100ª posição com Dudu (anos 60 e 70), Carlos Alberto Seixas (anos 80), Enéas (anos 80) e Magrão (anos 2000). De quebra, saltará da 5ª para a 3ª colocação na lista de volantes que mais fizeram gols na história do clube, dividindo posição com Dudu (anos 60 e 70) e Magrão (anos 2000) e ficando atrás apenas de Marcos Assunção (anos 2010), com 31 tentos, e do líder Zequinha (anos 50 e 60), com 40. Em média, Bruno faz um gol a cada 5,67 jogos, atrás só de Assunção, com um gol a cada 4,67 partidas.

Bruno Henrique está no Palmeiras desde 2017 e ostenta estatísticas positivas pelo clube (Cesar Greco/Palmeiras)

Números gerais:
> 159 jogos (133 como titular), 28 gols e 12 assistências pelo Palmeiras
> 16 jogos (9 como titular) e 1 assistência na temporada de 2020
> 12 jogos (5 como titular) e 1 assistência neste Campeonato Paulista
Estreia: 01/07/2017 – Palmeiras 1×0 Grêmio – Campeonato Brasileiro
Último jogo: 08/08/2020 – Palmeiras 1 (4) x (3) 1 Corinthians – Campeonato Paulista
Último como titular: 26/07/2020 – Palmeiras 2×1 Água Santa – Campeonato Paulista

Gabriel Menino

Apesar da pouca idade, o jovem jogador revelado pelas categorias de base do Palmeiras foi um dos grandes destaques da campanha palestrina no Campeonato Paulista. Com muita personalidade e determinação em campo, seja como volante ou improvisado como lateral-direito, o camisa 25 foi um dos sete jogadores que estiveram em campo nas seis partidas disputadas pelo Palmeiras desde a retomada do calendário após a pausa. Ao lado do amigo e também Cria da Academia Patrick de Paula, ele foi titular nos quatro jogos da fase de eliminatória.

Menino, que possui 19 anos, foi captado pela base do Palmeiras em 2017 e logo se destacou, inclusive sendo convocado para defender a Seleção Brasileira Sub-20 no Sul-Americano de 2019. Tem a polivalência como característica e chegou a atuar como lateral-direito nas partidas contra Mirassol, Guarani, Santos, Tigre-ARG e Corinthians (pela primeira fase).

#CriadaAcademia, Gabriel Menino mostra segurança e personalidade dentro de campo (Cesar Greco/Palmeiras)

Números gerais:
> 15 jogos (11 como titular) e 1 assistência pelo Palmeiras
> 15 jogos (11 como titular) e 1 assistência na temporada de 2020
> 12 jogos (9 como titular) e 1 assistência neste Campeonato Paulista
Estreia: 15/01/2020 – Palmeiras 0x0 Atlético Nacional de Medellín-COL – Florida Cup
Último jogo: 08/08/2020 – Palmeiras 1 (4) x (3) 1 Corinthians – Campeonato Paulista
Último como titular: 08/08/2020 – Palmeiras 1 (4) x (3) 1 Corinthians – Campeonato Paulista

Gustavo Scarpa

Conhecido pelo forte chute de longa distância, Scarpa utilizou esta qualidade em alguns jogos desta edição do Campeonato Paulista. Apesar de não ter iniciado nenhuma partida como titular, o atleta participou bem dos confrontos em que entrou e deixou sua marca ao balançar a rede na goleada por 4 a 0 sobre o Oeste.

Gustavo Scarpa comemora seu gol contra o Oeste durante partida válida pela 3ª rodada do Campeonato Paulista (Cesar Greco/Palmeiras)

Números gerais:
> 79 jogos (47 como titular), 20 gols e 9 assistências pelo Palmeiras
> 8 jogos (0 como titular) e 1 gol na temporada de 2020
> 8 jogos (0 como titular) e 1 gol neste Campeonato Paulista
Estreia: 04/02/2018 – Palmeiras 2×0 Santos – Campeonato Paulista
Último jogo: 08/08/2020 – Palmeiras 1 (4) x (3) 1 Corinthians – Campeonato Paulista
Último como titular: 17/11/2019 – Bahia 1×1 Palmeiras – Campeonato Brasileiro

Lucas Lima

Com a cobrança de escanteio para o gol de Felipe Melo contra o Santo André, nas quartas de final, Lucas Lima chegou a 18 assistências pelo Palmeiras (em 122 jogos) e alcançou a liderança do ranking do atual elenco ao lado de Willian e Marcos Rocha (18 assistências em 169 e 107 jogos, respectivamente). No ano, o camisa 20 tem dois passes diretos a gol, atrás só de Marcos Rocha e Dudu, com três. O meia atuou oito vezes como titular no Paulista e fez um gol, na goleada por 4 a 0 sobre o Ituano, na estreia da competição.

Lucas Lima deixou o seu gol no Paulista logo na primeira rodada da competição (Cesar Greco/Palmeiras)

Números gerais:
> 122 jogos (84 como titular), 10 gols e 18 assistências pelo Palmeiras
> 15 jogos (10 como titular), 2 gols e 2 assistências na temporada de 2020
> 13 jogos (8 como titular), 1 gol e 2 assistências neste Campeonato Paulista
Estreia: 18/01/2018 – Palmeiras 3×1 Santo André – Campeonato Paulista
Último jogo: 08/08/2020 – Palmeiras 1 (4) x (3) 1 Corinthians – Campeonato Paulista
Último como titular: 26/07/2020 – Palmeiras 2×1 Água Santa – Campeonato Paulista

Patrick de Paula

Alçado da base no início da temporada, o meio-campista de 20 anos foi ganhando espaço aos poucos e no final se tornou um dos símbolos da vitoriosa campanha do Verdão no Paulista. Titular da equipe nos cinco jogos desde a retomada do campeonato (sua maior sequência como profissional), ele foi o comandante do meio-campo alviverde atuando durante toda a fase eliminatória ao lado do também recém-promovido Gabriel Menino. Na decisão no Allianz Parque, Patrick mostrou toda a sua personalidade, converteu a última cobrança na disputa por pênaltis e sacramentou o título estadual palestrino.

Seu primeiro gol pelo time profissional na semifinal diante da Ponte Preta, pegando um rebote na entrada da área e acertando um chute de canhota no canto direito do goleiro, foi fundamental para que o Palmeiras vencesse pelo placar mínimo e avançasse à decisão. Ao todo neste ano, ele já atuou por 929 minutos em 14 partidas e, neste quesito, dentre os atletas oriundos da base, só fica atrás de Gabriel Menino, que atuou em 992 minutos em 15 jogos.

Patrick de Paula foi um dos destaques do time na retomada da competição (Cesar Greco/Palmeiras)

Patrick foi captado pelo Verdão enquanto atuava no futebol amador do Rio de Janeiro em 2017. Fazia inicialmente a função de meia armador e assumiu o protagonismo da equipe Sub-20 alviverde quando passou a jogar mais recuado, como primeiro volante (atuou até improvisado como zagueiro em algumas partidas das categorias de base).

Números gerais:
> 14 jogos (9 como titular) e 1 gol pelo Palmeiras
> 14 jogos (9 como titular) e 1 gol na temporada de 2020
> 11 jogos (8 como titular) e 1 gol neste Campeonato Paulista
Estreia: 15/01/2020 – Palmeiras 0x0 Atlético Nacional de Medellín-COL – Florida Cup
Último jogo: 08/08/2020 – Palmeiras 1 (4) x (3) 1 Corinthians – Campeonato Paulista
Último como titular: 08/08/2020 – Palmeiras 1 (4) x (3) 1 Corinthians – Campeonato Paulista

Ramires

Consagrado no futebol internacional, Ramires foi o jogador ideal para dar o toque de experiência que o meio de campo do Palmeiras precisava. Juntamente com Patrick de Paula e a Gabriel Menino, o atleta de 33 anos formou um trio que agradou bastante Vanderlei Luxemburgo nos últimos jogos do Estadual. O volante, inclusive, fez o seu primeiro gol com o manto palestrino no embate contra o Água Santa, no Allianz Parque.

O camisa 18 chegou ao clube em 2019, mas apenas nesta temporada conseguiu engatar uma sequência de partidas com a camisa do Maior Campeão do Brasil.

Ramires marcou seu primeiro gol pelo clube no jogo contra o Água Santa (Cesar Greco/Palmeiras)

Números gerais:
> 21 jogos (14 como titular) e 1 gol pelo Palmeiras
> 15 jogos (12 como titular) e 1 gol na temporada de 2020
> 11 jogos (10 como titular) e 1 gol neste Campeonato Paulista
Estreia: 20/07/2019 – Ceará 2X0 Palmeiras – Campeonato Brasileiro
Último jogo: 08/08/2020 – Palmeiras 1 (4) x (3) 1 Corinthians – Campeonato Paulista
Último como titular: 08/08/2020 – Palmeiras 1 (4) x (3) 1 Corinthians – Campeonato Paulista

Raphael Veiga

Bastante valorizado por Vanderlei Luxemburgo, o jogador permaneceu no elenco palestrino a pedido do treinador em 2020. No Paulista, Veiga entrou em campo nove vezes, sendo quatro como titular, e fez um gol, na vitória por 3 a 1 sobre o Mirassol.

Veiga marcou o segundo gol alviverde no triunfo sobre o Mirassol (Cesar Greco/Palmeiras)

Números gerais:
> 64 jogos (28 como titular), 8 gols e 2 assistências pelo Palmeiras
> 11 jogos (6 como titular) e 1 gol na temporada de 2020
> 9 jogos (4 como titular) e 1 gol neste Campeonato Paulista
Estreia: 21/01/2017 – Chapecoense 2×2 Palmeiras – Amistoso
Último jogo: 08/08/2020 – Palmeiras 1 (4) x (3) 1 Corinthians – Campeonato Paulista
Último como titular: 26/07/2020 – Palmeiras 2×1 Água Santa – Campeonato Paulista

Zé Rafael

Um dos três atletas com presença nos 16 jogos do Palmeiras no Paulista, Zé Rafael foi peça fundamental no esquema de Vanderlei Luxemburgo. Atuando como segundo volante, como meia centralizado ou como um meio-campista pelo lado esquerdo, exerceu funções táticas importantes, inclusive nas partidas decisivas contra o Corinthians. Deixou sua marca na campanha ao balançar a rede logo na primeira rodada da competição, na goleada por 4 a 0 sobre o Ituano fora de casa.

Zé Rafael comemora seu gol na vitória por 4 a 0 sobre o Ituano, na estreia do Paulista (Cesar Greco/Palmeiras)

Números gerais:
> 59 jogos (43 como titular), 8 gols e 7 assistências pelo Palmeiras
> 20 jogos (10 como titular), 1 gol e 2 assistências na temporada de 2020
> 16 jogos (8 como titular), 1 gol e 1 assistência neste Campeonato Paulista
Estreia: 23/01/2019 – Palmeiras 1×0 Botafogo-SP – Campeonato Paulista
Último jogo: 08/08/2020 – Palmeiras 1 (4) x (3) 1 Corinthians – Campeonato Paulista
Último como titular: 08/08/2020 – Palmeiras 1 (4) x (3) 1 Corinthians – Campeonato Paulista

> ATACANTES

Gabriel Veron

O promissor atacante de 17 anos participou de apenas seis partidas do Campeonato Paulista por causa de uma lesão no músculo posterior da coxa direita, sofrida na retomada dos treinos antes do reinício do Estadual, em julho. Veron desfalcou a equipe na reta final do torneio, que acabou com o título alviverde. Apesar de participar de poucos embates, ele ainda deu uma assistência para gol.

Gabriel Veron (à direita) deu o passe para o gol de Luiz Adriano contra o Mirassol (Cesar Greco/Palmeiras)

Números gerais:
> 12 jogos (3 como titular), 2 gols e 2 assistências pelo Palmeiras
> 9 jogos (3 como titular) e 1 assistência na temporada de 2020
> 6 jogos (3 como titular) e 1 assistência neste Campeonato Paulista
Estreia: 28/11/2019 – Fluminense 1×0 Palmeiras – Campeonato Brasileiro
Último jogo: 04/03/2020 – Tigre-ARG 0x2 Palmeiras – Conmebol Libertadores
Último como titular: 16/02/2020 – Palmeiras 3×1 Mirassol-SP – Campeonato Paulista

Iván Angulo

A história do atacante colombiano no time profissional do Palmeiras começou justamente na grande decisão do Campeonato Paulista – ele entrou nos minutos finais do primeiro encontro com o Corinthians, fora de casa.

Com isso, a lista de estrangeiros que jogaram pelo Palmeiras em todos os tempos aumentou: agora, são 113 gringos que já vestiram a camisa do Maior Campeão do Brasil. Considerando apenas os colombianos, o atacante de 21 anos é o oitavo – os outros são Rincón, Lozano, Asprilla, Muñoz, Armero, Mina e Borja.

Iván Angulo fez sua estreia pelo time principal palestrino no primeiro jogo da final (Cesar Greco/Palmeiras)

O Verdão é o clube paulista com o maior número de estrangeiros na história. Além dos oito colombianos, já fizeram ao menos uma partida pelo time principal alviverde mais 45 jogadores argentinos, 20 uruguaios, 12 italianos, 12 paraguaios, três chilenos, dois espanhóis, dois poloneses, dois portugueses, dois venezuelanos, um boliviano, um húngaro, um japonês, um peruano e um tcheco – leva-se em conta o local de nascimento, por isso o chileno naturalizado Valdivia entra como venezuelano e o paraguaio naturalizado Barrios entra como argentino.

Números gerais:
> 1 jogo pelo Palmeiras
> 1 jogo na temporada de 2020
> 1 jogo neste Campeonato Paulista
Estreia: 05/08/2020 – Corinthians 0x0 Palmeiras – Campeonato Paulista

Último jogo: 05/08/2020 – Corinthians 0x0 Palmeiras – Campeonato Paulista

Luan Silva

Aos 21 anos de idade, Luan é bem avaliado pela comissão técnica do Verdão. Contudo, algumas lesões atrapalharam o início da trajetória do atacante no clube, inclusive a sua participação no Campeonato Paulista desta temporada. Ele atuou em apenas uma partida, no empate em 1 a 1 com a Ferroviária.

O único jogo de Luan pelo Palmeiras foi na 9ª rodada do Paulista, contra a Ferroviária (Cesar Greco/Palmeiras)

Números gerais:
> 1 jogo (1 como titular) pelo Palmeiras
> 1 jogo (1 como titular) na temporada de 2020
> 1 jogo (1 como titular) neste Campeonato Paulista
Estreia: 07/03/2020 – Palmeiras 1×1 Ferroviária – Campeonato Paulista
Último jogo: 07/03/2020 – Palmeiras 1×1 Ferroviária – Campeonato Paulista
Último como titular: 07/03/2020 – Palmeiras 1×1 Ferroviária – Campeonato Paulista

Luiz Adriano

O experiente atacante é uma das referências do atual elenco palestrino. Com 33 jogos e 14 gols pelo clube, o camisa 10 colaborou intensamente com o troféu conquistado pelo Alviverde, fazendo três gols e ajudando os companheiros a chegarem com facilidade à meta adversária. O atleta atuou em 14 jogos do Paulista, sendo titular em 13 oportunidades.

Na partida decisiva contra o Corinthians, que terminou em 1 a 1, o centroavante recebeu cruzamento de Matías Viña para, de cabeça, abrir o placar no Allianz Parque.

Luiz Adriano marcou gol de pênalti na virada sobre o Água Santa, na última rodada da fase de grupos do Paulista (Cesar Greco/Palmeiras)

Números gerais:
> 33 jogos (30 como titular), 14 gols e 2 assistências pelo Palmeiras
> 18 jogos (17 como titular), 7 gols e 1 assistência na temporada de 2020
> 14 jogos (13 como titular), 3 gols e 1 assistência neste Campeonato Paulista
Estreia: 11/08/2019 – Palmeiras 2×2 Bahia – Campeonato Brasileiro
Último jogo: 08/08/2020 – Palmeiras 1 (4) x (3) 1 Corinthians – Campeonato Paulista
Último como titular: 08/08/2020 – Palmeiras 1 (4) x (3) 1 Corinthians – Campeonato Paulista

Rony

Reforço para esta temporada, Rony chegou para mostrar todo o seu talento pelos lados do campo. O comandante Vanderlei Luxemburgo costuma valorizar bastante o estilo de jogo do atacante, que foi titular em sete oportunidades durante o Paulista. A estreia do camisa 11 pelo clube aconteceu no clássico contra o Santos, em fevereiro.

Reforço para a temporada, Rony chegou ao Verdão em fevereiro de 2020 (Cesar Greco/Palmeiras)

Números gerais:
> 11 jogos (9 como titular) e 2 assistências pelo Palmeiras
> 11 jogos (9 como titular) e 2 assistências na temporada de 2020
> 9 jogos (7 como titular) neste Campeonato Paulista
Estreia: 29/02/2020 – Santos 0x0 Palmeiras – Campeonato Paulista
Último jogo: 08/08/2020 – Palmeiras 1 (4) x (3) 1 Corinthians – Campeonato Paulista
Último como titular: 05/08/2020 – Corinthians 0x0 Palmeiras – Campeonato Paulista

Wesley

Depois de brilhar em seu período de empréstimo no Vitória, o jovem retornou ao Palmeiras para ser uma opção de velocidade no ataque do time. Quando acionado, correspondeu e mostrou habilidade nas jogadas ofensivas do Verdão. Foram três jogos na campanha do título paulista.

Wesley participou da goleada sobre o Oeste, na 3ª rodada da competição estadual (Cesar Greco/Palmeiras)

Números gerais:
> 5 jogos (1 como titular) e 1 assistência pelo Palmeiras
> 5 jogos (1 como titular) e 1 assistência na temporada de 2020
> 3 jogos (1 como titular) e 1 assistência neste Campeonato Paulista
Estreia: 15/01/2020 – Palmeiras 0x0 Atlético Nacional de Medellín-COL – Florida Cup
Último jogo: 22/07/2020 – Corinthians 1×0 Palmeiras – Campeonato Paulista
Último como titular: 02/02/2020 – Bragantino 2×1 Palmeiras – Campeonato Paulista

Willian

Vice-artilheiro do Paulista com seis gols, Willian se destacou novamente vestindo a camisa do Palmeiras em uma campanha vitoriosa, assim como aconteceu no título brasileiro de 2018, quando deu o passe para Deyverson marcar o tento que confirmou o troféu para o clube. Com oito gols no total, o camisa 29 é o goleador máximo do Verdão em 2020 – balançou as redes também sobre o New York City, pela Florida Cup, e sobre o Tigre-ARG, pela Libertadores.

Contratado em 2017, Willian tem 46 gols pelo Palmeiras. É o terceiro maior artilheiro do clube no Século XXI (atrás somente de Vágner Love, com 54, e Dudu, com 70) e o 62º no geral (logo atrás de Renatinho, com 47, e Artime e Caetano, com 48). Foram 53 jogos e 17 gols em 2017, 68 jogos e 17 gols em 2018, 28 jogos e 4 gols em 2019 (ano em passou grande parte da temporada se recuperando de uma cirurgia no joelho) e, até aqui, 20 jogos e oito gols em 2020.

Com a transferência de Dudu para o Catar, o atacante se tornou o atleta do atual elenco com mais partidas (agora são 169, seguido por Bruno Henrique, com 159), gols (46, seguido por Bruno Henrique, com 28, e Gustavo Scarpa, com 20) e assistências (18, ao lado de Marcos Rocha e Lucas Lima).

Willian foi o artilheiro da equipe no Campeonato Paulista (Cesar Greco/Palmeiras)

Números gerais:
> 169 jogos (121 como titular), 46 gols e 18 assistências pelo Palmeiras
> 20 jogos (13 como titular), 8 gols e 2 assistências na temporada de 2020
> 16 jogos (11 como titular), 6 gols e 1 assistência neste Campeonato Paulista
Estreia: 29/01/2017 – Palmeiras 1×1 Ponte Preta – Campeonato Paulista
Último jogo: 08/08/2020 – Palmeiras 1 (4) x (3) 1 Corinthians – Campeonato Paulista
Último como titular: 08/08/2020 – Palmeiras 1 (4) x (3) 1 Corinthians – Campeonato Paulista

Dudu

Apesar de ter se transferido por empréstimo para o futebol do Catar neste ano, Dudu também fez parte da campanha vitoriosa do Palmeiras no Campeonato Paulista de 2020. Um dos principais nomes do clube nos últimos anos, o eterno camisa 7 palestrino disputou oito partidas pelo Estadual e marcou dois gols – a sua ultima aparição pela competição aconteceu no empate por 0 a 0 com a Inter de Limeira.

Protagonista nas conquistas da Copa do Brasil de 2015 e dos Campeonatos Brasileiros de 2016 e 2018, o “Baixola”, como era carinhosamente chamado pelos companheiros de elenco, é o único atleta com participação em campo em quatro títulos do Verdão no Século XXI.

Em 2016, com a tarja de capitão da equipe, foi eleito o melhor atacante do país por todas as agremiações, com direito ao prêmio da Bola de Prata e convocação para a Seleção Brasileira. No ano seguinte, Dudu voltou a receber a Bola de Prata com o vice-campeonato brasileiro do Alviverde. Já em 2018, em mais uma temporada com troféu do Brasileirão, o jogador levou a Bola de Ouro de melhor jogador da competição.

Dudu se despediu do Maior Campeão do Brasil com marcas históricas na bagagem: além de artilheiro ao marcar 70 gols, é o jogador de linha que mais atuou e venceu com a camisa do time paulista neste século, com 305 jogos e 174 vitórias, respectivamente. Ele também coleciona números expressivos dentro do Allianz Parque: quem mais jogou (127), venceu (90), balançou as redes (33) e deu assistências (35).

A última partida de Dudu pelo Campeonato Paulista de 2020 ocorreu no empate em 0 a 0 com a Inter de Limeira (Cesar Greco/Palmeiras)

Números gerais:
> 305 jogos (284 como titular), 70 gols e 78 assistências pelo Palmeiras
> 12 jogos (11 como titular), 2 gols e 3 assistências na temporada 2020
> 8 jogos (7 como titular), 2 gols e 2 assistências neste Campeonato Paulista
Estreia: 25/01/2015 – Palmeiras 3×2 Red Bull Brasil – Amistoso
Último jogo: 14/03/2020 – Palmeiras 0x0 Inter de Limeira – Campeonato Paulista
Último como titular: 14/03/2020 – Palmeiras 0x0 Inter de Limeira – Campeonato Paulista

Verdão encerra 1ª semana de pré-temporada e viaja com 28 atletas para a Florida Cup

O Palmeiras finalizou na manhã desta sexta-feira (10), na Academia de Futebol, a primeira semana de pré-temporada para o ano de 2020. Após fazerem trabalhos de ativação muscular no centro de excelência, os jogadores foram ao gramado e passaram por um circuito físico de força e potência. Na sequência, depois de almoçarem no refeitório, foram liberados e se reapresentarão no sábado (11) para a viagem aos Estados Unidos.

Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação_O Palmeiras encerrou a preparação para a a Florida Cup nesta sexta-feira (10)

> Clique aqui e confira as fotos do treino.

Durante a semana, além de exames e movimentações físicas na sala de musculação, no campo (com tiros de corrida controlados) e na caixa de areia, o elenco realizou atividades com bola, já implementando as ideias da comissão de Vanderlei Luxemburgo,  como, por exemplo, o jogo propositivo, a posse de bola e a marcação alta.

Ao todo, o Maior Campeão do Brasil embarcará com 28 jogadores para a disputa da Florida Cup, incluindo os jovens Lucas Esteves, Patrick de Paula, Gabriel Menino, Alan e Gabriel Veron, recém-promovidos do Centro de Formação de Atletas do clube, e os quatro que retornaram após um período de empréstimo: Vinicius Silvestre (CRB-AL), Pedrão (América-MG), Emerson Santos (Internacional) e Wesley (Vitória). O zagueiro Vitor Hugo, que operou a região inguinal no começo de dezembro, seguirá em São Paulo realizando seu cronograma especial de recuperação, enquanto o atacante Angulo está com a Seleção Colombiana para a disputa do Pré-Olímpico.

O Alviverde treinará domingo (12), segunda (13) e terça (14) em dois períodos em solo americano e estreará no torneio na quarta (15), contra o Atlético Nacional-COL. A outra partida será no sábado (18), diante do New York City-EUA. O primeiro duelo pelo Campeonato Paulista será no dia 22, ante o Ituano, no interior paulista, às 19h15.

Lista de convocados para a viagem:

Goleiros: Weverton, Jailson e Vinicius
Laterais: Marcos Rocha, Mayke, Diogo Barbosa, Victor Luis e Lucas Esteves
Zagueiros: Gustavo Gómez, Luan, Pedrão e Emerson Santos
Meio-campistas: Felipe Melo, Bruno Henrique, Ramires, Matheus Fernandes, Gabriel Menino, Patrick de Paula, Gustavo Scarpa, Lucas Lima, Raphael Veiga, Zé Rafael e Alan
Atacantes: Dudu, Luiz Adriano, Willian, Gabriel Veron e Wesley

Diogo Barbosa prevê evolução do time e elogia Mano Menezes: ‘Grande treinador’

Thiago Kimori
Departamento de Comunicação

Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação_Diogo Barbosa falou sobre o início do trabalho de Mano Menezes no PalmeirasCampeão da Copa do Brasil de 2017 com Mano Menezes, quando atuava pelo Cruzeiro, o lateral-esquerdo Diogo Barbosa sabe bem a forma de trabalhar do atual comandante palestrino. Conhecido por armar equipes com defesas sólidas, o jogador também vê características ofensivas nos times montados pelo treinador, que podem ser fundamentais para o sucesso palmeirense na temporada.

“Ele gosta de ter a posse de bola, então consequentemente criaremos bastante. Pela qualidade dos jogadores, ele entendeu que temos de ter a posse de bola, e nós já conseguimos trocar mais passes do que antes. Creio que ele armará jogadas e situações de jogo que farão o nosso time jogar melhor. Acredito que temos muito a crescer. Creio que as coisas melhorarão no estilo de jogo, do jeito que a torcida gosta, tendo posse, indo para cima e tendo padrão de jogo. É um treinador que acrescentará muito ao nosso time”, afirmou o atleta, negando que Mano seja um técnico que pensa somente em se defender.

“Eu não sei porque pensam isso. Eu trabalhei com ele em 2017 e nunca achei isso. Na época, ele fez o nosso time jogar ofensivamente, mas sempre o rotularam como retranqueiro. Ele gosta de se defender bem, não gosta de sofrer, mas também gosta que o time tenha a posse e te dá liberdade para fazer o que tem de característica. Ele sempre me deu liberdade para atacar, com jogadas por dentro e por fora”, comentou.

Com três vitórias seguidas, Diogo Barbosa elogiou o início de trabalho do comandante no Alviverde. “É uma sequência boa para nós, estávamos precisando disso. Foi bom para retomar a nossa confiança e trazer o torcedor de volta para o nosso lado. Foi importante a chegada do Mano, é um grande treinador e todos sabem. Aos poucos, ele vai colocando a sua metodologia no time. Ao longo desta semana, ele conseguirá por um pouco mais. O Mano tem uma forma de trabalhar que chama bastante o jogador para o seu lado, ele tem essa facilidade. Ele teve uma conversa bem franca conosco e isso trouxe uma proximidade rápida entre ele e os jogadores. Isso fez com que a gente pudesse ter uma confiança nele e no trabalho dele”, concluiu o jogador.

O próximo compromisso do Palmeiras será neste domingo (22), às 16h, contra o Fortaleza, na Arena Castelão, em Fortaleza-CE, pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro. Clique aqui e confira todas informações sobre venda de ingressos para esta partida.

D. Barbosa vê time mais forte após período de treinos e projeta duelo com Inter

Thiago Kimori
Departamento de Comunicação

Depois de um breve descanso e um período intenso de treinos por conta da paralisação para a Copa América, o Palmeiras volta a campo nesta quarta-feira (10), às 21h30, para enfrentar o Internacional, no Allianz Parque, pela partida de ida das quartas de final da Copa do Brasil. De olho na sequência da temporada, o lateral-esquerdo Diogo Barbosa valorizou as atividades realizadas nos últimos dias na Academia de Futebol.

Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação_Diogo Barbosa falou com a imprensa antes do treino desta terça-feira (09)

“Todas as equipes tiveram tempo para treinar, e nós também. Claro que vínhamos em uma sequência muito boa, mas, neste tempo em que tivemos para treinar, o Felipão usou para acertar algumas coisas que não apareciam nos jogos porque estávamos vencendo. Usamos este tempo para nos reforçar ainda mais. Tenho certeza de que voltaremos ainda melhores do que quando paramos”, disse o jogador, detalhando os treinamentos promovidos pelo técnico Luiz Felipe Scolari.

“Treinamos muito a nossa marcação, é uma coisa que o Felipão gosta de frisar bastante. A marcação de todo o time para a gente pressionar mais o adversário na perda da bola, ter um pouco da posse de bola quando estiver sofrendo ataques do adversário… Coisas para melhorar o nosso nível técnico para voltarmos melhores do que quando paramos. Não será de cara que isso se mostrará porque ficamos sem jogar, ninguém chegará e jogará em alto nível. Todos os times ficaram parados, creio que as equipes crescerão ao longo das competições”, contou.

Já sobre o encontro com o Inter, Barbosa alertou sobre a importância de obter um triunfo dentro da arena alviverde. “Eu imagino um jogo bem parecido como foi o do Brasileiro. São duas equipes que marcam muito e saem em velocidade ao ataque. Espero um jogo disputado, truncado, acho que os jogadores com mais qualidade podem fazer a diferença. Nós, em casa e com o apoio da torcida, buscaremos o resultado. Mas claro que temos de ter consciência para enfrentar o Inter, que é uma grande equipe e muito bem treinada”, afirmou o palmeirense, que, por outro lado, pede muita atenção nos dois duelos com o rival gaúcho.

“É mata-mata, são dois jogos, não podemos atacar de qualquer jeito e deixar a nossa defesa desguarnecida. Jogaremos em casa e buscaremos a vitória, mas temos consciência de que serão dois jogos. É mata-mata, tem de ter calma e saber jogar. Tenho certeza de que estaremos preparados para conseguir uma vitória na quarta”, declarou.

Por fim, Diogo Barbosa celebrou o seu bom momento com a camisa palestrina. “Eu me sinto muito feliz, as coisas voltaram a acontecer para o meu lado. Era o que eu esperava, eu vivi um 2018 muito complicado. As lesões atrapalharam o meu futebol. Agora estou atuando bem novamente e ajudando o Palmeiras. Conquistar essa Copa do Brasil com o Palmeiras seria muito bom, mas claro que temos de mostrar tudo novamente para conquistar o título. Temos de ter calma e cabeça boa. Será difícil, nunca foi fácil para o Palmeiras. Mas, com a força do grupo, tenho certeza de que conquistaremos grandes coisas pelo Palmeiras”, concluiu o lateral.

D. Barbosa valoriza bom início de ano no clube e afirma: ‘Estou bem confiante’

Thiago Kimori
Departamento de Comunicação

Depois de conviver com algumas lesões em 2018, o lateral-esquerdo Diogo Barbosa começou esta temporada da maneira como planejou. Com 15 jogos neste ano, o jogador se mostra muito satisfeito com o seu crescimento dentro de campo e projeta conquistas com o Verdão ao longo de 2019.

Fabio Menotti/Ag. Palmeiras/Divulgação_O lateral-esquerdo Diogo Barbosa falou com a imprensa antes do treino desta terça-feira (14)

“O ano passado foi uma coisa diferente para mim, as lesões me atrapalharam muito. Neste ano, graças a Deus, eu estou curado das minhas lesões e das sequelas que a lesão no pé deixou. Consequentemente, isso fez o meu futebol aparecer novamente. Tenho jogado o meu futebol e ajudado o Palmeiras a conseguir as vitórias. Estou feliz pelo meu crescimento e quero ajudar muito o Palmeiras neste ano”, disse. “Fico feliz por voltar a jogar bem. Quando vim para o Palmeiras, eu tinha o pensamento de continuar a evoluir dentro da minha carreira, mas as lesões me atrapalharam. Neste ano, eu estou bem confiante e quero aproveitar este momento para ajudar o Palmeiras”, completou.

O palmeirense também está animado com o rendimento do Alviverde na Conmebol Libertadores e no Campeonato Brasileiro. “O nosso time vem bem nos jogos, nem sempre dará para jogar bonito como a maioria das pessoas quer. Às vezes tem de ser eficiente, e a maioria dos jogos tem sido assim, a gente se defende bem e ataca bem. O futebol é resultado. Conseguindo os resultados, consequentemente as coisas acontecerão. As pessoas precisam ter ciência de que o futebol é resultado”, afirmou, comentando sobre o clássico deste sábado (18), às 19h, contra o Santos, no estádio do Pacaembu, pelo Brasileirão.

“Será um grande jogo, é um time de qualidade com jogadores rápidos que trocam de posição o tempo todo. Mas do nosso lado também temos uma equipe de qualidade, um treinador experiente e jogadores experientes. Eles estão jogando bem e nós também, creio que será um grande jogo e quem errar menos conseguirá a vitória”, declarou.

Já sobre as oitavas de final da Libertadores, contra o Godoy Cruz, da Argentina, Diogo Barbosa pediu atenção. “É um dos times que menos pontuou na fase de grupos, mas sabemos que time argentino é difícil e sabe jogar a Libertadores. Então não será essa facilidade toda que o pessoal está esperando”, falou. “O ano passado ficou de aprendizado. Neste ano, nós chegamos mais encorpados e sabendo jogar a competição”, emendou o lateral, que revelou o desejo de levantar o troféu do torneio internacional.

“Não tem como não pensar, é a competição que é o sonho de todos os jogadores. É o meu sonho, eu nunca conquistei e vários jogadores daqui também ainda não conquistaram. Essa competição é o desejo de vários atletas”, concluiu.

Thiago Kimori
Departamento de Comunicação

O Palmeiras já está em Buenos Aires, na Argentina, para se preparar para o duelo desta terça-feira (02), às 19h15, com o San Lorenzo-ARG, pela fase de grupos da Conmebol Libertadores. Apesar do 100% de aproveitamento no torneio, o lateral-esquerdo Diogo Barbosa sabe que o Verdão precisa ter muita atenção com o rival, principalmente por se tratar de um adversário tão tradicional.

“O Palmeiras não é favorito. O San Lorenzo está empolgado, jogando em casa e vem de partidas boas na Libertadores. Viemos com vontade de vencer e para jogar futebol, mas respeitaremos o San Lorenzo”, afirmou o jogador, alertando sobre o estilo de jogo das equipes argentinas.

Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação_Diogo Barbosa falou com a imprensa na manhã desta segunda-feira (01)

“Sabemos que os argentinos são aguerridos, disputam bem as partidas e são jogadores rápidos pelo que eu vi. Temos de ter bastante atenção e entrar mais ligados. Fizemos bons jogos na Libertadores. É seguir o ritmo e bastante focado, pois são jogos definidos no detalhe. Temos de igualar ou passar na vontade. Para ganharmos, temos de ter muita disposição”, disse.

O título da Libertadores, inclusive, é um dos objetivos de carreira do lateral. “Para nós, brasileiros, é diferente porque é um torneio sul-americano. Para muitos é a oportunidade para enfrentar times de outros países. Nunca venci essa competição, é sonho, competição que leva para o Mundial. Por isso que a Libertadores tem toda essa mística, esse desejo de vencer dos atletas. É o que nós buscamos”, declarou Diogo Barbosa.

Já sobre o segundo encontro com São Paulo pela semifinal do Campeonato Paulista, que acontecerá no domingo (07), às 16h, no Allianz Parque, o atleta preferiu não comentar. “Primeiramente estamos pensando no San Lorenzo, focaremos só na Libertadores. Se vencermos, encaminharemos bem (a classificação), temos de pensar aqui. Depois voltamos a atenção para a semifinal”, concluiu.

O Palmeiras lidera o Grupo F da Conmebol Libertadores com seis pontos conquistados e 100% de aproveitamento, seguido por San Lorenzo-ARG, com quatro, Melgar-PER, com um, e Junior Barranquilla-COL, que ainda não pontuou.

Diogo Barbosa lamenta revés no clássico e analisa: ‘Jogo resolvido em detalhes’

Departamento de Comunicação

Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação_Diogo Barbosa foi o titular na lateral-esquerda contra o CorinthiansEm partida válida pela 5ª rodada do Campeonato Paulista, o Palmeiras foi superado pelo Corinthians, por 1 a 0, no Allianz Parque, na tarde deste sábado (02). Após o revés, o lateral-esquerdo Diogo Barbosa analisou o resultado e ressaltou a imprevisibilidade dos clássicos regionais.

"É um clássico, né? Sempre é resolvido em detalhes. Tomamos o gol e fomos em busca do empate. Agora é manter a cabeça boa, temos o resto do campeonato pela frente”, disse o camisa 6.

No final do segundo tempo, o atacante Deyverson e o zagueiro corintiano Henrique se envolveram em uma confusão que acabou em cartão vermelho para o palmeirense. Diogo Barbosa falou sobre o lance e a atuação da arbitragem na partida.

“Na jogada da expulsão, o Deyverson levou um pisão do Henrique. Acho que o critério tem que ser o mesmo para os dois lados", comentou o jogador palmeirense.

Confiante, Diogo Barbosa cita evolução em campo e valoriza trabalho de Felipão

Thiago Kimori
Departamento de Comunicação

Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação_Diogo Barbosa falou com a imprensa na tarde desta terça-feira (21)Um dos destaques do futebol brasileiro em 2017, o lateral-esquerdo Diogo Barbosa tem mostrado evolução com a camisa do Palmeiras nesta temporada, sobretudo após a chegada do técnico Luiz Felipe Scolari. Prejudicado por uma lesão no início do ano, o jogador aproveitou a pausa para a Copa do Mundo para se recuperar fisicamente e ajudar o Verdão na sequência de 2018.

“O Felipão me deu muita confiança, ele conversou muito comigo. O time também começou a engrenar, conquistando resultados, e o meu futebol cresceu. Conforme o jogador ganha confiança, o futebol aumenta. Hoje estou com muita confiança, tenho vontade de conquistar títulos com o Palmeiras, melhorar o meu futebol e voltar à minha plena forma de jogo. Estou feliz com o meu crescimento, eu tenho uma autocrítica e estava muito incomodado. Estou feliz por voltar a jogar o que eu sei”, comentou o palestrino, recordando os seus primeiros embates com o manto do clube.

“O meu começo foi muito instável por conta das lesões, eu sofri muito e sentia muita dor, mesmo com proteção. Essa parada para a Copa do Mundo foi importante porque eu pude me preparar bem, tive pré-temporada, coisa que não tive no começo do ano. Eu pude cuidar do pé, que me incomodava bastante nos jogos”, disse.

Fundamental para o seu crescimento em campo, Felipão surpreendeu o atleta. “O que mais me impressionou é que ele é muito atualizado, não tem nada de diferente. Ele se atualizou muito, você vê os treinos e não é nada diferente dos técnicos da nova geração. O pessoal acha que ele é antigo (risos), mas ele é um cara que se atualizou bastante. Ele viveu muito tempo no futebol. Se ele não tivesse se atualizado, não teria conquistado tanta coisa como vem conquistando”, declarou, exaltando o trabalho realizado pelo treinador até o momento.

“Temos um grupo muito bom, e o professor Felipe tem rodado bem o time, dando oportunidade para os outros jogadores. Isso é importante, temos um grupo forte. Mesmo mudando peças, o elenco continua jogando bem e conseguindo vitórias, que é o mais importante. Mesmo com o calendário cheio, o Felipão tem conseguido fazer com que a gente consiga as vitórias”, afirmou. “Para os jogadores considerados titulares, motiva ainda mais. Quem não está jogando fica muito feliz, e quem é considerado titular tem de jogar muito porque os outros estão mostrando qualidade. É bom para todo mundo”, emendou.

O trabalho defensivo do Palmeiras também foi destacado pelo lateral. “O Felipão chegou e disse que queria consertar a casa, a defesa, mas não só a defesa como a parte defensiva do time. Hoje todos ajudam o time, até os atacantes. Isso facilita para nós ali atrás. Não é somente o trabalho do volante, mas de todos do time”, falou. “O importante é não tomar gol porque sabemos a qualidade que o time tem lá na frente. Se eles tiverem chances, eles farão. A gente conversa sobre isso, temos a mentalidade de que, se não tomarmos gol, consequentemente faremos um gol pela qualidade que o time tem”, completou Diogo Barbosa.

CONFIRA A ENTREVISTA DE DIOGO BARBOSA PELAS LENTES DA TV PALMEIRAS/FAM:

Diogo elogia período de treinos e exalta união do time após viagem à América Central

Thiago Kimori
Departamento de Comunicação

Fabio Menotti/Ag. Palmeiras/Divulgação_O lateral-esquerdo destacou o clima de união que existe no elenco alviverdeUm dos principais reforços do Palmeiras para esta temporada, o lateral-esquerdo Diogo Barbosa vive a expectativa de se firmar entre os titulares do time do técnico Roger Machado. Com duas lesões durante o primeiro semestre deste ano, o jogador ainda não conseguiu apresentar o mesmo futebol de 2017, quando foi um dos melhores atletas da posição no Brasil. Depois do longo período de treinos por conta da Copa do Mundo, o camisa 6 mira uma evolução com a camisa palestrina.

“Por uma infelicidade, eu me machuquei bem no início do ano. Eu não tive a pré-temporada que todos tiveram, então foi difícil para mim quando eu voltei. Essa parada foi muito boa porque eu pude me preparar bem. Eu nunca tive um histórico de lesões, mas no Palmeiras eu já tive duas. Isso é novo para mim, então preparei bastante o meu corpo para não acontecer mais. Usei esse tempo para me preparar fisicamente, emocionalmente e tecnicamente para desenvolver o meu melhor futebol, o futebol que me trouxe para cá”, declarou, mostrando confiança para desempenhar um bom papel dentro de campo.

“As lesões me atrapalharam muito. Quando eu voltei da primeira lesão, estava me sentindo melhor e começando a atuar novamente, eu tive outra lesão. Sei que fui contratado para assumir a posição, mas não pude apresentar o meu real futebol com a camisa do Palmeiras por causa das lesões. Tenho vigor para atacar e defender bem, preciso mostrar isso”, falou. “Tivemos um bom tempo para treinar e nos prepararmos para esta volta. Com certeza voltaremos melhor. Tivemos mais tempo do que no início do ano, isso nos ajudará na disputa dos campeonatos”, completou.

Diogo, inclusive, elogiou a viagem do Palmeiras pela América Central durante a disputa da Copa. “Foram 10 dias juntos. Além da viagem, nós, jogadores, acabamos ficando mais perto um do outro do que da própria família. Somos uma família, e tenho certeza de que esses 10 dias serviram para nos juntar ainda mais em prol dos grandes objetivos que virão pela frente. Temos de ser unidos o tempo todo, só assim conquistaremos grandes coisas neste ano”, finalizou o lateral.

O Verdão volta a campo na quinta-feira (19), às 20h, para enfrentar o Santos, no estádio do Pacaembu, pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro. Já no domingo (22), às 16h, será a vez de encarar o Atlético-MG, no Allianz Parque, novamente pelo torneio nacional – 15 mil ingressos foram vendidos antecipadamente para este duelo. Garanta o seu ingresso clicando aqui!

Diogo Barbosa vê ‘briga sadia’ pela titularidade no time com o grande amigo Victor Luis

Angelo Salvioni
Departamento de Comunicação

Sem saber o que é perder fora de casa na Conmebol Libertadores, o Palmeiras encara o Allianza Lima-PER pela 5ª rodada do torneio continental de olho na confirmação da liderança do Grupo 8. Com 10 pontos marcados – quatro a mais em relação ao Junior Barranquilla-COL –, o time garante a ponta com uma vitória simples diante dos peruanos, e o lateral-esquerdo Diogo Barbosa vê chances positivas de trazer os três pontos para o Brasil.

Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação _ O lateral-esquerdo soma sete partidas com a camisa do Palmeiras

"Eles não vivem um bom momento no campeonato deles e vão vir para cima para buscar a vitória e retomar a confiança. Vai ser difícil, temos de estar concentrados para trazer este triunfo. Jogos da Libertadores nunca são fáceis. Depois voltamos o pensamento ao Brasileiro, mas agora o pensamento é no Alianza Lima. Vamos buscar a primeira colocação do grupo e pensar jogo após jogo para voltar o foco ao Brasileiro", disse o camisa 6.

Contratado nesta temporada junto ao Cruzeiro, o atleta tem como concorrente pela posição na equipe Victor Luis, que retornou ao clube após atuar pelo Botafogo em 2017. Coincidentemente, os laterais já atuaram juntos no time carioca e hoje são grandes amigos. Para Diogo, a “dor de cabeça” de Roger Machado para o setor é boa.

"O Vitão é um amigo meu. Quando eu estava fora torcia muito por ele, pelo tanto que ele lutou e a vontade que tinha de voltar ao Palmeiras. Agora eu estou jogando e ele está feliz pelas minhas atuações. Eu torço pelo bem dele, e ele pelo meu. Briga sadia, de amigos. Quem tem a ganhar com isso é o Palmeiras. Nosso pensamento é sempre ajudar o Palmeiras a conquistar vitórias e campeonatos", falou.

Dentro de uma verdadeira maratona de jogos e viagens por várias competições, o elenco alviverde pouco descansa durante os intervalos. Para Diogo Barbosa, o papel do Núcleo de Saúde e Performance (NSP) do clube tem sido fundamental na recuperação do elenco. Além disso, o lateral elogiou o trabalho de Roger Machado ao longo da temporada com os atletas que tem.

"Claro que a sequência de jogos vai desgastando, alguns sentem mais, por isso temos um grupo que nos ajuda muito. Agora são momentos cruciais, temos de passar por isso. Os que tiverem desgaste terão de ser substituídos, porque um atleta cansado não vai conseguir render mais. Bom no Palmeiras é que temos opções para suprir ausências. Buscamos coisas grandes no ano e temos de passar por adversidades", finalizou Diogo.

‘Muito empolgado’, D. Barbosa elogia estrutura do clube e trabalho de Roger Machado

Thiago Kimori
Departamento de Comunicação

Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação_Diogo Barbosa vestirá a camisa 6Um dos grandes destaques do futebol brasileiro em 2017, Diogo Barbosa é o novo lateral-esquerdo do Palmeiras. Aos 25 anos e com metas a conquistar na carreira, o jogador assume a camisa 6 do Verdão com muita empolgação e vontade de fazer história no clube. Durante a sua apresentação oficial, nesta sexta-feira (05), na Academia de Futebol, o reforço expôs a satisfação por chegar ao Maior Campeão do Brasil.

“Eu estou muito empolgado no Palmeiras, foi uma escolha minha. É difícil sair de um clube pelo qual você foi campeão, mas saí porque tenho novos objetivos. E penso que o Palmeiras pode me ajudar muito com esses objetivos”, declarou. “Fiquei muito empolgado quando ele (Alexandre Mattos, diretor de futebol) me ligou e falou da estrutura. O atleta fica empolgado quando chega ao clube e vê toda essa estrutura para trabalhar, o atleta depende disso. Estou muito feliz por estar aqui, o Palmeiras será uma grande evolução em minha carreira. Tudo dependerá de mim, por isso tenho de me condicionar bem porque será um ano difícil”, emendou.

Barbosa também apontou as suas principais características dentro de campo. “Sou um jogador agudo, gosto muito de ajudar na parte ofensiva. No ano passado, eu aprendi muito com o Mano (Menezes) na parte defensiva, eu venho melhorando essa parte. Claro que um lateral muito ofensivo tende a não ser tão bom defensivamente, mas é uma parte que treino muito para não ser um lateral que só apoia e toma bola nas costas. Tenho certeza de que o Roger (Machado) continuará me ajudando a evoluir defensivamente”, afirmou, elogiando bastante o trabalho do treinador palmeirense.

“Hoje mudou muito, antes era muito trabalho físico (na pré-temporada). Hoje é trabalho com bola e físico. O Roger é muito inteligente, já deu para ver nesses dois dias. Ele tentará tirar o máximo dos atletas, é um cara que cobra bastante. Nós, atletas, temos de aproveitar o treinador atualizado que ele é. Ele ficou cinco meses sem clube por opção dele, estudou muito e nós temos de usufruir disso para fazermos grandes jogos e ajudar o Palmeiras”, relatou.

Amigos desde os tempos de Botafogo, o atleta se animou com a presença de Victor Luis no elenco do Palmeiras – ambos disputarão uma vaga na lateral esquerda no time de Roger Machado.  “O Victor é um amigo pessoal, é uma amizade verdadeira. Fico feliz porque o pessoal do Palmeiras o trouxe novamente, ele merece muito, afinal fez um bom ano no Botafogo. Será uma disputa sadia, e quem ganha é o Palmeiras”, completou o camisa 6.

Diogo Barbosa acerta com o Verdão; lateral fará exames na próxima semana

Departamento de Comunicação

O Palmeiras acertou com o seu primeiro reforço para a temporada 2018. Trata-se do lateral-esquerdo Diogo Barbosa, ex-Cruzeiro. O jogador de 25 anos virá a São Paulo-SP na próxima semana para realizar exames médicos e assinar contrato com o clube.

Natural da cidade de Terra Nova do Norte-MT, o atleta foi revelado pelo Vila Nova-GO. Na sequência, Diogo iniciou a carreira profissional no Vasco da Gama. Depois do time carioca, passou também por Sport, Guarani, Coritiba, Atlético-GO e Goiás.

Em 2016, quando vestiu a camisa do Botafogo-RJ, apareceu com destaque no cenário nacional e chamou a atenção do Cruzeiro, que o contratou no começo deste ano. Em Minas Gerais-MG, foram 59 partidas, dois gols e a conquista do título da Copa do Brasil.

Com a goleada por 5 a 1 sobre o Sport, na quinta (16), em duelo válido pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Verdão assegurou novamente presença direta na Conmebol Libertadores Bridgestone. O Alviverde disputou a competição continental em 2015 e 2016 também.