Arqueiro do Palmeiras conquista medalhas no Parapan e garante vaga nas Paralimpíadas de Tóquio

O arqueiro Heriberto Roca fez bonito com a Seleção Brasileira no Parapan-Americano de Tiro com Arco, disputado entre os dias 22 e 28 de março, em Monterrey, no México. Além de conquistar duas medalhas de prata, o atleta também garantiu a vaga para os Jogos Paralímpicos de Tóquio, previstos para os meses de agosto e setembro deste ano.

“Eu fui além das minhas expectativas no torneio e consegui bater o meu recorde pessoal com 597 pontos após 72 flechas atiradas. Com esse resultado, também tivemos o recorde das Américas”, ressalta Heriberto, que se sagrou campeão brasileiro de Tiro com Arco Paralímpico Outdoor (70m) em dezembro de 2020.

Heriberto voltou para o Brasil com duas medalhas de prata (Foto: arquivo pessoal)

Atleta do Verdão desde 2020, Roca conquistou a primeira medalha na última quarta-feira (24) na prova por equipe mista no arco recurvo (arco composto por lâmina, punho e corda). Ao lado de Fabíola Dergovics e em uma distância de 70 metros, o atleta palestrino teve atuação de destaque e ficou próximo do ouro, que terminou com o México.

Já nas competições da última sexta-feira (26), foi a vez do arqueiro disputar a final do arco recurvo masculino. No combate, o atleta foi superado pelo placar de 6 a 2, mas garantiu mais uma vaga para o Brasil nas Paralimpíadas de Tóquio.

“Eu fui focado, sabia que existiam as vagas e que eu precisaria dar o meu melhor para conquistá-la. Na semifinal, o nosso técnico avisou que eu tinha conseguido a vaga, mas, ainda assim, queria mais e busquei a final. Estou muito feliz, essa será a minha terceira Paralimpíada em uma modalidade diferente e o meu objetivo é ficar entre os três melhores arqueiros do mundo”, destaca Heriberto, que foi atleta de basquete em cadeiras de rodas por 15 anos.

Arqueiro palestrino posa com companheiros de Seleção Brasileira no Parapan (Foto: arquivo pessoal)

Além de prometer dedicação para melhorar cada vez mais o seu desempenho, o atleta também sabe da importância de suas conquistas para a modalidade no país. “Quero ir até Tóquio para conquistar, pois isso é muito importante para o esporte paralímpico brasileiro de uma forma geral. Eu quero representar os deficientes e mostrar que nós temos capacidade de treinar, trabalhar e sermos atletas”, conclui.

O Brasil encerrou a participação no torneio com nove medalhas (duas de ouro, seis de prata e uma de bronze) e garantiu mais quatro vagas, de um total de cinco, para o país para os Jogos Paralímpicos de Tóquio.

Verdão promove peneira de futsal para garotos nascidos em 2014 e 2015

O Palmeiras iniciou nesta sexta-feira (05) as inscrições para a seletiva de futsal da temporada de 2021. A peneira é destinada para atletas da categoria Sub-7 (nascidos em 2014 e em 2015) e para participar, basta clicar aqui e preencher ao formulário.

Após a efetivação da autorização e confirmação da data, horário e local do teste por parte do Palmeiras, o interessado tem de comparecer à peneira com material e uniforme adequados à prática do futsal (chuteira de futsal, shorts, meião e camiseta). Além disso, os inscritos também devem portar o formulário de inscrição impresso, RG original e um atestado médico de 2021.

A categoria Sub-7 foi criada em 2020 pela Federação Paulista de Futsal (FPFS) e deve disputar pela primeira vez o Campeonato Paulista de Iniciação e o Torneio União de Clubes neste ano.

Arqueiros do Palmeiras conquistam pódio no Campeonato Brasileiro Paraolímpico de Tiro com Arco

Departamento de Comunicação

Os atletas Heriberto Roca e Cecília lida participaram do 14° Campeonato Brasileiro Paraolímpico de Tiro com Arco entre os dias 2 e 6 de dezembro e conquistaram as medalhas de ouro e bronze, respectivamente, em competição realizada no Clube Kaikan, em Goiânia (GO).

Arqueiro palestrino também garantiu vaga no Parapanamericano da modalidade em 2021 (Foto: Divulgação)

Heriberto compete na categoria recurvo masculino (arco composto por lâmina, punho e corda) e conquistou a vaga para a finalíssima ao terminar a semifinal na terceira colocação com 518 pontos e um total de 72 flechas atiradas.

“Por conta da pandemia enfrentamos dificuldades e adaptações nos treinos e na vida. Precisei me reinventar e tirar forças para mostrar o meu melhor. Com muita garra e determinação nós chegamos lá. O campeonato foi incrível, seguimos todas as normas e tivemos excelentes disputas. Conseguir o meu primeiro título de campeão brasileiro de Tiro com Arco Paralímpico Outdoor (70m) tem um significado ainda mais especial e, com muita honra, vou dar o meu melhor para representar o Brasil nos Jogos Parapanamericanos”, ressalta Heriberto.

Na modalidade, o objetivo é acertar as flechas o mais próximo possível do centro do alvo. Na categoria de Heriberto, o alvo fica posicionado a 70m de distância e é formado por 10 círculos, sendo que o mais externo vale um ponto e o central, 10 tentos.

Já Cecília, faz parte da categoria composto feminino, onde o arco possui duas polias nas extremidades. Além disso, a atleta também utiliza uma mira com lente de aumento. Por conta dessas diferenças, a distância para a categoria é de 50 metros e o seu alvo é composto por cinco círculos, que fazem a pontuação variar de cinco a 10 pontos.

Cecília conquistou o bronze na primeira competição com a camisa alviverde (Foto: Divulgação)

Para a recém-contratada pelo Palmeiras, a medalha de bronze também tem um sabor especial. Retornando a competir após uma lesão no ombro, a atleta somou 551 pontos na semifinal e destacou a conquista em solo goiano.

“Foi um campeonato de muitas superações para mim. Fiquei um tempo sem treinar por conta da pandemia e, ao retornar em ritmo intenso, senti uma piora na lesão do ombro. Durante o campeonato acabei passando mal, mas, no penúltimo dia, garanti a medalha de bronze. Fiquei bastante satisfeita com o resultado geral e com as minhas pontuações. Quero aproveitar e agradecer imensamente o meu instrutor, Luiz Paulo (também diretor da modalidade), que me ajudou de forma física e emocional para atingir esse resultado”, destaca Cecília.

Após o Campeonato Brasileiro, os atletas palestrinos, que estão em busca de uma vaga nas Paralimpíadas de Tóquio 2020 (adiada para 2021) e chegaram ao clube no meio deste ano, também participaram da seletiva para o IV Parapanamericano de Tiro com Arco, que será disputado na cidade de Monterrey, no México, entre os dias 22 e 28 de março de 2021.

Na disputa, estiveram presentes os arqueiros que ficaram entre os seis primeiros colocados no Round Classificatório de cada categoria do torneio nacional. Heriberto terminou em primeiro lugar e garantiu vaga na competição, enquanto Cecília ficou na terceira colocação e se tornou a primeira reserva.

Palmeiras abre inscrições para seletiva de basquete das categorias de base em 2021

Departamento de Comunicação

O Palmeiras abriu na tarde desta quarta-feira (25) as inscrições para os atletas interessados em fazer parte das categorias de base do basquete alviverde. Para participar do processo, é necessário clicar aqui e preencher gratuitamente a ficha de inscrição.

A seletiva é destinada para os atletas das categorias Sub-11, Sub-12, Sub-13, Sub-14 e Sub-15 (nascidos entre os anos de 2002 e 2006). O preenchimento do formulário não é garantia de seleção do jogador. As datas, horários e locais serão informadas em breve pelo Departamento de Basquete do clube.

Atletas do Palmeiras se destacam na 2ª edição do Festival Acroline de Ginástica Acrobática

Departamento de Comunicação

A equipe de ginástica do Palmeiras participou neste sábado (21) da 2ª edição do Festival Acroline de Ginástica Acrobática e Adaptada Inclusiva. Em virtude da pandemia do novo coronavírus, a competição foi realizada de forma virtual e, mesmo com a novidade no formato das disputas, as atletas do Verdão conquistaram resultados expressivos.

Esse foi o segundo torneio online da equipe de ginástica acrobática em 2020 (Foto: Divulgação)

Organizado pela Liga Nacional de Esportes Gímnicos (LINEG), o evento contou com a participação de 12 clubes e 121 ginastas do Brasil e do México. Além disso, a atividade teve 118 séries apresentadas. Na primeira fase, 10 ginastas palestrinas se apresentaram em sequências individuais (níveis A, B e C) e em duplas (a partir de sete anos). Já na segunda etapa, oito atletas avançaram de acordo com a pontuação final.

Participaram da competição as academias e clubes: Gym Acro (MG), Assedec Ginástica, Akros Ginástica Acrobática (DF), Ale Hop Escola de Circo, Grupo Acrobático Juliu’s do Brasil, Secretaria de Esportes, Lazer e Atividades Motoras (Selam), Sky Gym (MEX), Time dos Sonhos (Maiara Priscilla) e Zhenya Gimnasia (MEX). O próximo compromisso da equipe de ginástica acrobática do Verdão acontece no dia 5 de dezembro, também de forma online.

Ginastas realizam treinamentos virtuais desde o mês de março (Foto: Divulgação)

Confira as colocações das atletas do Palmeiras na 2ª edição do Festival Acroline de Ginástica Acrobática:

Individual

Larissa Julião – 2° lugar
11 a 13 anos – Nível A

Laura Sirelli – 2° lugar
11 a 13 anos – Nível C

Manuela Pereira – 4° lugar
11 a 13 anos – Nível C

Lara Castilho – 5° lugar
11 a 13 anos – Nível C

Jadhy Souza – 6° lugar
11 a 13 anos – Nível B

Lívia Castilho – 7° lugar
11 a 13 anos – Nível B

Isadora Brandassi – 11° lugar
11 a 13 anos – Nível C

Pares

Manuela Pereira e Isadora Brandassi – 4° lugar
7 a 12 anos – Nível E

Lara Castilho e Jadhy Souza – 5° lugar
10 a 15 anos – Nível E

Laura Sirelli e Maria Fernanda Galiotte – 5° lugar
Acima de 12 anos – Nível E

No retorno do técnico Adriano Geraldes, Verdão vence Corinthians no Estadual de Basquete Sub-17

Priscila Pedroso
Departamento de Comunicação

O Palmeiras venceu o Corinthians por 72 a 54 na noite da última quarta-feira (11), na casa do adversário, pela rodada de estreia do Campeonato Estadual de Basquete Sub-17. A partida marcou o retorno do técnico Adriano Geraldes ao comando da equipe palestrina.

Partida marca o retorno do técnico Adriano Geraldes ao comando da equipe palestrina com vitória (Foto: Michael Oliveira/Federados)

Na história recente do basquete palmeirense, o comandante conduziu o Sub-19 ao terceiro lugar da Liga de Desenvolvimento de Basquete (LDB) em 2018, além de conquistar o vice-campeonato paulista. O técnico ainda foi campeão brasileiro e estadual com o time Sub-16 do Verdão no mesmo ano.

Com esse incentivo e um elenco repleto de novos atletas, o Sub-17 do Palmeiras mostrou eficiência na defesa e foi superior no ataque conquistando ampla vantagem no placar. O cestinha da partida foi o atleta João Víctor Scopel com 18 pontos, seguido por Gustavo Santana e Gabriel Caldeira, ambos com 11 pontos. Recentemente, os dois primeiros representaram o clube em um tradicional evento do NBB, em São Paulo.

Equipe palestrina mostra eficiência na defesa e conquista excelente placar (Foto: Michael Oliveira/Federados)

A equipe Sub-17 alviverde retorna às quadras no próximo sábado (14) contra o time de Bauru, às 17h, no Ginásio da Instituição Toledo de Ensino – ITE, em Bauru-SP. Já o próximo confronto no Palestra Italia acontece apenas no dia 25 de março, às 17h, contra o Esperia.

De acordo com a orientação da FIBA (Federação Internacional de Basquete), da ConsuBasquet (Confederação Sul-Americana de Basquetebol) e da CBB (Confederação Brasileira de Basketball), a Federação Paulista de Basketball está suspendendo os campeonatos de todas as categorias, de 13 a 19 de março, em razão da pandemia do COVID-19.

Patinação do Verdão conquista 17 medalhas nos campeonatos Paulista e Estadual

Priscila Pedroso
Departamento de Comunicação

No primeiro torneio do ano, a equipe de patinação do Palmeiras fez bonito e conquistou 17 medalhas nos campeonatos Paulista e Estadual, disputados entre os dias 05 e 08 de março, no Clube Internacional de Regatas, em Santos-SP. No total, foram obtidos três ouros, sete pratas e dois bronzes, além de prêmios recebidos pelas quartas e quintas colocações.

Equipe se destacou na primeira competição de 2020 e se prepara para o Campeonato Brasileiro de Patinação (Foto: Divulgação)

Sob o comando dos treinadores Gabrielle Escudero e Felipe Cavalcanti, novo comandante e atleta com passagens pela Seleção Brasileira, e com auxílio técnico de Ana Beatriz Martins, o Verdão foi representado por 20 atletas. A maioria dos competidores treina há cerca de um ano na equipe alviverde e mostra bastante talento nos rinques.

Os patinadores que representaram o Verdão nos torneios foram Felipe Cavalcanti, Giulia Pasquarelli, Julia Kanecadan, Beatriz Marchioreto, Lara Sybine, Anita Tabourin, Julia Marinho, Julia Sadu, Lorena Noronha, Sofia Leizer, Julia Miranda, Isabella Rosa, Beatriz Nastri, Gabriela Pirillo, Maria Fernanda Diaz, Amanda Ricciotti, Giulia Haddad e Camila Martins.

O próximo compromisso do grupo será o Campeonato Brasileiro de Patinação, realizado entre os dias 26 de março e 05 de abril, em Joinville-SC.

Confira o desempenho do Palmeiras na competição:

CAMPEONATO PAULISTA

Brasileiro Figuras Obrigatória – Cadete
7º lugar – Giulia Pasquarelli

Brasileiro – Livre – Cadete
5º lugar – Giulia Pasquarelli

Brasileiro – Solo Dance – Cadete
5º lugar – Giulia Pasquarelli

Brasileiro – Solo Dance – Cadete – Masculino
1º lugar – Felipe Cavalcanti

CAMPEONATO ESTADUAL 

Figuras Iniciantes 11 anos
7º lugar – Julia Hydalgo

Figuras Obrigatórias iniciantes 13 anos
2º lugar – Julia Kanecadan
8º lugar – Beatriz Marchioreto
9º lugar – Iara Sybine
10º lugar – Anita Tabourin
12º lugar – Julia Marinho
13º lugar – Julia Sadu
18º lugar – Lorena Noronha
19º lugar – Sofia Leizer
20º lugar – Julia Miranda

Figuras Obrigatórias iniciantes 15 anos
11º lugar – Isabella Rosa
15º lugar – Beatriz Nastri

Figuras Iniciantes 17 anos 
2º lugar – Gabriela Pirillo

Figuras Avançados – até 11 anos
4º lugar – Manuela de Campos Moraes

Figuras Obrigatórias Adulto Nível 1
4º lugar – Amanda Ricciotti

Figuras Obrigatórias Adulto Nível 2
3º lugar – Maria Fernanda Diaz

Livre Nível 1 – até 14 anos
9º lugar – Lara Sybine

Livre Nível 1 – 15 anos
4º lugar – Amanda Ricciotti

Livre Nível 2 
4º lugar – Maria Fernanda Diaz

Livre Nível 3
1º lugar – Giulia Haddad

Solo Dance Iniciante 13 anos
4º lugar – Julia Marinho
5º lugar – Julia Kanecadan
7º lugar – Beatriz Marchioreto
9º lugar – Anita Tabourin
12º lugar – Lara Sybine

Solo Dance inicinte – até 17 anos
2º lugar – Gabriela Pirillo

Solo Dance inciante – até 15 anos
10º lugar – Isabella Rosa

Solo Dance Avançado – até 15 anos
2º lugar – Giulia Pasquarelli

Solo Dance Avançado Aberto
2º lugar – Camila Martins
4º lugar – Maria Fernanda Diaz

Solo Dance Avançado Adulto Silver
2º lugar – Amanda Ricciotti

Solo Dance Pré-internacional Sênior – a partir de 13 anos 
3º lugar- Maria Fernanda Diaz

Free Dance – até 13 anos
4º lugar – Julia Kanecadan
6º lugar – Julia Marinho
7º lugar – Anita Tabourin
8º lugar – Beatriz Marchioreto

Free Dance – até 17 anos
2º lugar – Gabriela Pirillo

Free Dance – a partir de 18 anos 
1º lugar – Maria Dernanda Diaz
5º lugar – Amanda Ricciotti

Atleta mirim do Palmeiras é campeão da 2ª etapa da Liga Nipo Brasileira de Tênis de Mesa

Departamento de Comunicação

O atleta Matheus Tambellini se sagrou campeão da 2ª etapa da Liga Nipo Brasileira de Tênis de Mesa na categoria Pré Mirim Masculino B, em torneio realizado no dia 8 de março, no Coopercotia Atlético Clube, em Cotia-SP.

No total, o mesatenista disputou seis jogos e saiu vencedor de todas as disputas. Logo no jogo de estreia, Tambellini venceu o adversário Theo Oliveira, do ACENJ Tênis de Mesa, pelo placar de 3 a 0. Já na partida final, o palmeirense repetiu o resultado, desta vez contra Enzo Marques, do clube Saldanha da Gama.

Palestrino venceu todas as seis disputas que participou (Foto: Divulgação)

O Palmeiras também esteve representado por outros nove atletas e conquistou outros dois resultados importantes na competição, foram eles, o 5º lugar na categoria Adulto C com o mesatenista Leonardo Costa e 5º lugar na categoria Pré Senior A com o atleta Eduardo Duclos.

Matheus Tambellini com a medalha de ouro do torneio da Liga Nipo Brasileira (Foto: Divulgação)

Confira os resultados do campeão Matheus Tambellini:

Jogo 1 – 3 x 0 – Theo Oliveira (adversário) – ACENJ (clube)
Jogo 2 – 3 x 1 – Luis Claudio Moreira (adversário) – Saldanha da Gama (clube)
Oitavas de final – 3 x 1 – Lucas Satoshi Sasaki (adversário) – ACREPA (clube)
Quartas de final – 3 x 2 – Pedro Augusto Vieira (adversário) – ACREPA (clube)
Semifinal – 3 x 0 – Yuuichi Hirose (adversário) – ACENBO (clube)
Final – 3 x 0 – Enzo Marques (adversário) – Saldanha da Gama (clube)