Departamento de Comunicação

O gol de Gustavo Gómez garantiu ao Verdão a vitória por 1 a 0 fora de casa pelo jogo de ida da Final da Copa do Brasil 2020, na Arena Grêmio, na noite deste domingo (28), contra os donos da casa: o zagueiro subiu mais alto do que todos na área, na cobrança de escanteio de Raphael Veiga, no primeiro tempo e, de cabeça, abriu a contagem. De quebra, o tento do paraguaio o colocou em um seleto grupo de zagueiros-artilheiros da história do Verdão, que conta com nomes como, dentre outros, os de Luís Pereira, Vágner Bacharel, Cléber, Júnior Baiano e Roque Júnior.

“Primeiro meu trabalho é defender, jogar para não tomar gol. A gente está trabalhando todos os dias para estar melhorando e ajudando o time a fazer gols”, declarou o defensor, que entrou para a lista dos dez zagueiros que mais fizeram gols pelo clube palmeirense nos 106 anos de história da agremiação.

Agora com 14 bolas na rede pelo Verdão, Gustavo Gómez igualou Nen e Henrique na nona colocação dessa lista. Eles estão atrás só de: Júnior Baiano e Roque Júnior (empatados em 7º, com 16 gols), Daniel (6º, com 18), Bianco Gambini (5º, 20), Cléber (4º, com 21), Vágner Bacharel (3º, com 22), Loschiavo (2º, com 33) e Luís Pereira (maior zagueiro-artilheiro da história palmeirense, com 36 bolas na rede).

7º artilheiro do atual elenco, atrás só de Willian, com 56, de Luiz Adriano, com 27, Raphael Veiga, 25 de Veiga e Gustavo Scarpa, com 22, e à frente de Felipe Melo e de Zé Rafael, ambos com 12), o camisa 15 nunca passou uma temporada em branco desde que chegou ao Palmeiras: além de seis gols pela temporada 2020, marcou cinco vezes em 2019 e outras três vezes em 2018 – 2020, portanto, passa a ser a temporada mais artilheira do defensor.

Gómez, aliás, é um dos três palmeirenses a ter marcado em todas as competições regulares disputadas nas competições oficiais da temporada atual – os outros são Raphael Veiga e Luiz Adriano. Ele balançou as redes uma vez pelo Paulistauma pelo Brasileiro, duas pela Copa do Brasil e duas pela Libertadores. Raphael Veiga pontuou uma vez no Paulista, 11 no Brasileiro até aqui (sendo o artilheiro do time na competição, seguido de Luiz Adriano, com dez), duas na Libertadores e outras quatro na Copa do Brasil (que também faz dele o artilheiro do time no torneio nacional), enquanto Luiz Adriano fez três gols pelo Estadual, dez pelo Brasileirão, cinco pela Libertadores e dois na Copa do Brasil.

Confira abaixo a lista dos maiores zagueiros-artilheiros da história do Verdão:


Luís Pereira
36 gols


Loschiavo
33 gols


Vágner Bacharel
22 gols


Cléber
21 gols


Bianco Gambini
20 gols


Daniel
18 gols


Júnior Baiano
Roque Júnior
16 gols


Gustavo Gómez
Henrique
Nen
14 gols

Departamento de Comunicação

No Catar para a disputa da Copa do Mundo de Clubes da FIFA 2020, o Palmeiras segue se preparando para o duelo deste domingo (07), às 15h, contra o Tigres-MEX, no Education City Stadium, em Doha, pela semifinal do principal torneio entre clubes do planeta. Em entrevista coletiva neste sábado (06), o zagueiro Gustavo Gómez projetou o primeiro compromisso do Verdão na competição.

“Creio que será um jogo disputado, são dois times grandes. Trataremos de mostrar a nossa força amanhã (domingo). O Tigres é um time muito grande e forte, mas faremos todo o possível para ter um resultado positivo”, declarou. “Creio que será difícil, mas estamos preparados. Marcaremos grandes atacantes, assim como fizemos no Brasileirão, e temos atacantes muito bons. Conhecemos o Gignac (atacante do Tigres) e estamos prontos e preparados para este desafio”, emendou.

O paraguaio pretende fazer história com o manto palestrino no Mundial. “Somos Palmeiras e faremos todo o possível para alcançar o nosso sonho. Por isso estamos aqui, daremos tudo o que podemos para conseguir este título tão sonhado para o Palmeiras. Seria muito lindo”, afirmou o defensor, comentando também sobre o país-sede da Copa do Mundo de Clubes da FIFA 2020.

“Pareceu um país lindo (Catar), estão preparando da melhor forma para o Mundial e tomara que eu esteja com o Paraguai aqui (na Copa do Mundo de Seleções, a ser realizada em 2022, no Catar). Meus parabéns à organização por toda a estrutura que nos dão”, concluiu Gómez.

O zagueiro Gustavo Gómez foi o capitão do Verdão na final da Conmebol Libertadores e levantou a taça ao lado de Felipe Melo (Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

Departamento de Comunicação

WEVERTON

Eficiente e decisivo, o goleiro foi fundamental durante a campanha vitoriosa do Verdão na Conmebol Libertadores 2020, atuando em todas as 13 partidas da competição – foi um dos atletas do elenco que mais jogaram, ao lado de Gustavo Gómez – e sofrendo apenas seis gols no total. No histórico triunfo por 3 a 0 contra o River Plate-ARG, na Argentina, pela partida de ida das semifinais, o arqueiro deu novo rumo ao duelo com defesas importantes antes do primeiro gol palestrino, marcado pelo atacante Rony, e a partir dali o Verdão tomou conta do confronto. Já no jogo da volta, pela primeira vez na temporada ele precisou fazer dez defesas em uma mesma partida e, assim, impediu que os argentinos devolvessem o placar de Buenos Aires.

Na grande decisão, Weverton mostrou a habitual segurança embaixo das traves e apareceu bem em pelo menos duas oportunidades do Santos. Ao final, repetiu o feito realizado com o Brasil nos Jogos Olímpicos do Rio 2016 e levantou mais um troféu no estádio do Maracanã, seu terceiro pelo Palmeiras em três anos de clube – os outros foram o Campeonato Paulista de 2020 (defendendo duas cobranças na disputa de pênaltis contra o Corinthians na final) e o Campeonato Brasileiro de 2018 (conquistando a Bola de Prata e, inclusive, completando nove jogos sem tomar gols durante a temporada (884 minutos com acréscimos e 812 sem), feito que lhe rendeu a segunda melhor marca da história do Palmeiras neste quesito, atrás apenas de Zetti, com 12 jogos (1.238 minutos sem acréscimos), em 1987). De quebra, Weverton tornou-se também o primeiro acreano campeão na história do Brasileirão desde 1959.

Recordes

Weverton é o 10º goleiro que mais jogou pelo Verdão em todos os tempos, com 151 partidas desde que estreou pelo clube em 2018 – o ranking é encabeçado por Emerson Leão, com 621 jogos, seguido por Marcos (533), Valdir de Morais (480), Velloso (458), Oberdan (353), Sérgio (333), Gilmar (290), Fernando Prass (274) e Primo (185).

Recentemente, o goleiro bateu uma marca que não era atingida havia 23 anos: chegou à terceira temporada consecutiva com 20 ou mais jogos sem sofrer gols, algo que não acontecia desde que Velloso não foi vazado por 28 partidas em 1995, 24 em 1996 e 27 em 1997. Foram 21 jogos sem ser vazado em 2018 e 26 em 2019, até então recorde de um arqueiro palmeirense em um mesmo ano neste século 21, mas, na atual temporada, o camisa 21 (usa a 1 na Libertadores) chegou a 30, batendo seu próprio recorde.

Com um total de 78 jogos sem levar gols desde que chegou ao Verdão, Weverton fica na terceira posição do ranking de goleiros com mais partidas sem ser vazado neste século, atrás apenas de Marcos (107) e Fernando Prass (101). Ele ainda ostenta a terceira menor média de gols sofridos na história do Palmeiras: vazado apenas 97 vezes em 151 jogos, o jogador tem índice de 0,64 gol por partida, está atrás só do paraguaio Benítez, com 0,54 (13 gols sofridos em 24 jogos em 1978), e do também paraguaio Gato Fernández, com 0,62 (22 gols em 35 jogos em 1994).

Atleta que soma mais minutos em campo na temporada atual, Weverton atuou em 62 dos 67 jogos do Palmeiras em 2020/21, mesmo números de Willian, presente em 62 dos 67 compromissos do time alviverde.

Números gerais:
> 151 jogos (151 como titular) pelo Palmeiras
> 62 jogos (62 como titular) na temporada 2020
> 13 jogos (13 como titular) pela Libertadores 2020

Jogos na Libertadores 2020:
Tigre-ARG 0x2 Palmeiras (1ª rodada – fase de grupos)
Palmeiras 3×1 Guaraní-PAR (2ª rodada – fase de grupos)
Bolívar-BOL 1×2 Palmeiras (3ª rodada – fase de grupos)
Guaraní-PAR 0x0 Palmeiras (4ª rodada – fase de grupos)
Palmeiras 5×0 Bolívar-BOL (5ª rodada – fase de grupos)
Palmeiras 5×0 Tigre-ARG (6ª rodada – fase de grupos)
Delfín-EQU 1×3 Palmeiras (Oitavas de final – ida)
Palmeiras 5×0 Delfín-EQU (Oitavas de final – volta)
Libertad-PAR 1×1 Palmeiras (Quartas de final – ida)
Palmeiras 3×0 Libertad-PAR (Quartas de final – volta)
River Plate-ARG 0x3 Palmeiras (Semifinal – ida)
Palmeiras 0x2 River Plate-ARG (Semifinal – volta)
Palmeiras 1×0 Santos (Final – jogo único)

LUAN

Com passagem pelo Vasco da Gama, Luan sente-se em casa jogando no Rio de Janeiro, e isso foi comprovado mais uma vez na grande decisão contra o Santos. Depois de ajudar a levar o Brasil à medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de 2016, com a grande final também sendo realizada no Maracanã, o defensor contribuiu bastante para o Palmeiras erguer o troféu da principal competição entre clubes das Américas novamente no estádio carioca.

Ao longo da campanha alviverde na Libertadores 2020, Luan marcou presença em oito das 13 partidas do clube, sendo cinco como titular da equipe. Ao lado do paraguaio Gustavo Gómez, o jogador formou uma zaga titular segura e bastante elogiada pelo técnico Abel Ferreira, começando pelo difícil compromisso com o Bolívar-BOL, na Bolívia, que terminou com vitória palmeirense por 2 a 1.

Ao lado de Gustavo Gómez, inclusive, Luan perdeu só uma vez na temporada e tem retrospecto geral de 59 jogos, 38 vitórias, 15 empates e só seis derrotas, com 28 gols sofridos (média de 0,47 gol sofrido por partida). Em 2019, Luan e Gómez atingiram a expressiva marca de 1081 minutos consecutivos sem sofrer gols (sem considerar os acréscimos), segunda maior sequência instransponível de uma dupla de zagueiros na história do Palmeiras – o recorde ainda pertence a Marcio e Vágner Bacharel, que, em 1987, garantiram que o time ficasse sem levar gols por exatos 1.148 minutos (sem acréscimos). Um ano antes, durante a campanha do decacampeonato brasileiro de 2018, eles já haviam contribuído para estabelecer o recorde palmeirense de menos gols sofridos na história do Brasileirão de pontos corridos: apenas 26 tentos tomados (a marca anterior era de 32, na caminhada do título de 2016).

Números gerais:
> 125 jogos (112 como titular), 5 gols e 1 assistência pelo Palmeiras
> 43 jogos (31 como titular) na temporada 2020
> 8 jogos (5 como titular) pela Libertadores 2020

Jogos na Libertadores 2020:
Tigre-ARG 0x2 Palmeiras (1ª rodada – fase de grupos)
Bolívar-BOL 1×2 Palmeiras (3ª rodada – fase de grupos)
Palmeiras 5×0 Bolívar-BOL (5ª rodada – fase de grupos)
Palmeiras 5×0 Delfín-EQU (Oitavas de final – volta)
Libertad-PAR 1×1 Palmeiras (Quartas de final – ida)
Palmeiras 3×0 Libertad-PAR (Quartas de final – volta)
Palmeiras 0x2 River Plate-ARG (Semifinal – volta)
Palmeiras 1×0 Santos (Final – jogo único)

GUSTAVO GÓMEZ

Sempre aguerrido e com uma capacidade de liderança fora do comum dentro das quatro linhas, Gustavo Gómez foi novamente decisivo em um título do Verdão, assim como já havia acontecido nas conquistas do Campeonato Brasileiro 2018 e do Campeonato Paulista 2020. O paraguaio foi titular em todas as partidas do time na Libertadores 2020, marcando, inclusive, dois gols ao longo da trajetória palmeirense – um deles contra o Libertad-PAR, clube formador do atleta, no primeiro encontro das quartas de final, no Paraguai.

Nas primeiras rodadas do torneio, o camisa 15 formou dupla principalmente com Felipe Melo, que havia mudado de posição com o técnico Vanderlei Luxemburgo, passando de volante para zagueiro. Após uma grave contusão no tornozelo, o Pitbull abriu espaço para Luan assumir a titularidade ao lado do paraguaio a partir da goleada por 5 a 0 sobre o Delfín-EQU, na partida de volta das oitavas de final.

A zaga Gómez e Luan foi derrotada só uma vez no ano (20 partidas, 13 vitórias, seis empates, uma derrota e apenas dez gols sofridos) e tem retrospecto geral de 59 jogos, 38 vitórias, 15 empates e só seis derrotas, com 28 gols sofridos (média de 0,47 gol sofrido por partida). Em 2019, Gómez e Luan atingiram a expressiva marca de 1081 minutos consecutivos sem sofrer gols (sem considerar os acréscimos), segunda maior sequência instransponível de uma dupla de zagueiros na história do Palmeiras – o recorde ainda pertence a Marcio e Vágner Bacharel, que, em 1987, garantiram que o time ficasse sem levar gols por exatos 1.148 minutos (sem acréscimos). Um ano antes, durante a campanha do decacampeonato brasileiro de 2018, eles já haviam contribuído para estabelecer o recorde palmeirense de menos gols sofridos na história do Brasileirão de pontos corridos: apenas 26 tentos tomados (a marca anterior era de 32, na caminhada do título de 2016).

Ao lado de Weverton, Gustavo Gómez foi o jogador do elenco com mais partidas na Libertadores 2020: 13 jogos. Apesar de ser constantemente convocado para a Seleção do Paraguai, ele também aparece como o jogador de linha que tem mais tempo em campo entre os jogadores do Verdão na temporada: somando os minutos do Paulista, da Copa do Brasil, da Libertadores e do Brasileiro, além dos amistosos (Florida Cup) – apenas o goleiro Weverton supera Gómez neste quesito.

Números gerais:
> 110 Jogos (107 como titular), 13 gols e 1 assistência pelo Palmeiras
> 51 jogos (50 como titular), 5 gols e 1 assistência na temporada 2020
> 13 jogos (13 como titular) e 2 gols pela Libertadores 2020

Jogos na Libertadores 2020:
Tigre-ARG 0x2 Palmeiras (1ª rodada – fase de grupos)
Palmeiras 3×1 Guaraní-PAR (2ª rodada – fase de grupos)
Bolívar-BOL 1×2 Palmeiras (3ª rodada – fase de grupos)
Guaraní-PAR 0x0 Palmeiras (4ª rodada – fase de grupos)
Palmeiras 5×0 Bolívar-BOL (5ª rodada – fase de grupos)
Palmeiras 5×0 Tigre-ARG (6ª rodada – fase de grupos)
Delfín-EQU 1×3 Palmeiras (Oitavas de final – ida)
Palmeiras 5×0 Delfín-EQU (Oitavas de final – volta)
Libertad-PAR 1×1 Palmeiras (Quartas de final – ida)
Palmeiras 3×0 Libertad-PAR (Quartas de final – volta)
River Plate-ARG 0x3 Palmeiras (Semifinal – ida)
Palmeiras 0x2 River Plate-ARG (Semifinal – volta)
Palmeiras 1×0 Santos (Final – jogo único)

Gols na Libertadores 2020:
Palmeiras 5×0 Tigre-ARG (6ª rodada – fase de grupos): primeiro gol
Libertad-PAR 1×1 Palmeiras (Quartas de final – ida): segundo gol

EMERSON SANTOS

Com poucas oportunidades no começo de 2020, Emerson Santos passou a ganhar destaque no time palmeirense após a chegada de Abel Ferreira. Na Libertadores 2020, o defensor entrou em campo seis vezes, com uma oportunidade de iniciar entre os titulares, na vitória por 3 a 1 sobre o Delfín-EQU, no Equador, pelo duelo de ida das oitavas de final. Como volante, função nova promovida pelo treinador português, o jogador também fez bonito nos confrontos com o River Plate-ARG, pelas semifinais.

O atual camisa 3 estreou pelo clube em 2018, justamente em um jogo de Libertadores (entrou aos 42 minutos do segundo tempo contra o Alianza Lima-PER, quando o Palmeiras já vencia por 3 a 1). O duelo seguinte à sua estreia foi na vitória por 3 a 1 diante do Junior Barranquilla-COL, também pela Libertadores de 2018 – nesta partida, ele atuou por 90 minutos pela primeira vez (ao lado de Luan).

Números gerais:
> 25 jogos (14 como titular) pelo Palmeiras
> 21 jogos (13 como titular) na temporada 2020
> 6 jogos (1 como titular) pela Libertadores 2020

Jogos na Libertadores 2020:
Palmeiras 5×0 Tigre-ARG (6ª rodada – fase de grupos)
Delfín-EQU 1×3 Palmeiras (Oitavas de final – ida)
Libertad-PAR 1×1 Palmeiras (Quartas de final – ida)
Palmeiras 3×0 Libertad-PAR (Quartas de final – volta)
River Plate-ARG 0x3 Palmeiras (Semifinal – ida)
Palmeiras 0x2 River Plate-ARG (Semifinal – volta)

EMPEREUR

Contratado ao longo da temporada 2020, Alan Empereur ganhou destaque na Libertadores 2020 ao ter uma atuação memorável na histórica vitória por 3 a 0 sobre o River Plate-ARG, no primeiro jogo das semifinais. Por conta de uma lesão de última hora de Luan, o jogador ganhou a oportunidade de fazer dupla com Gustavo Gómez e não decepcionou. Antes disso, o palestrino já havia participado da goleada por 5 a 0 sobre o Delfín-EQU, entrando no lugar de Gustavo Scarpa. Na final contra o Santos, ele fez a sua primeira partida da carreira no estádio do Maracanã.

Números gerais:
> 13 jogos (7 como titular) pelo Palmeiras
> 13 jogos (7 como titular) na temporada de 2020
> 4 jogos (2 como titular) pela Libertadores

Jogos na Libertadores 2020:
Palmeiras 5×0 Delfín-EQU (Oitavas de final – volta)
River Plate-ARG 0x3 Palmeiras (Semifinal – ida)
Palmeiras 0x2 River Plate-ARG (Semifinal – volta)
Palmeiras 1×0 Santos (Final – jogo único)

KUSCEVIC

O jovem defensor chileno foi muito importante no segundo encontro com o River Plate-ARG, no Allianz Parque, no embate de volta das semifinais, o primeiro dele na Libertadores 2020. Kuscevic entrou na lateral direita ao longo da partida, no lugar de Marcos Rocha, e colaborou bastante para o Verdão garantir a vaga na grande decisão da competição.

Números gerais:
> 8 jogos (5 como titular) pelo Palmeiras
> 8 jogos (5 como titular) na temporada de 2020
> 1 jogo (0 como titular) pela Libertadores 2020

Jogos na Libertadores 2020:
Palmeiras 0x2 River Plate-ARG (Semifinal – volta)

RENAN

Revelado pelas categorias de base do Palmeiras, o atleta participou da vitória por 3 a 1 sobre o Delfín-EQU, no Equador, pelas oitavas de final. O jovem, que atua como zagueiro e lateral-esquerdo, foi muito importante durante o período em que boa parte do elenco palestrino havia testado positivo para a Covid-19, emplacando grandes atuações com o manto alviverde também pelo Campeonato Brasileiro.

O atleta de 18 anos conquistou importantes títulos pela base do Palmeiras e da Seleção Brasileira desde o Sub-15 – entre eles, o bicampeonato paulista sub-15 (2016 e 2017), o Campeonato Paulista Sub-17 (2018), a Copa do Brasil Sub-17 (2019), a Supercopa do Brasil Sub-17 (2019) e o bicampeonato do Mundial de Clubes Sub-17 (2018 e 2019), pelo Verdão, além da Copa do Mundo Sub-17 em 2019, pelo Brasil. Ele chegou ao Palmeiras em 2015, aos 13 anos de idade, começou a jogar de lateral-esquerdo no início de 2019 por decisão do técnico Artur Itiro e agradou. Ganhou a polivalência como uma de suas características.

Números gerais:
> 7 jogos (6 como titular) pelo Palmeiras
> 7 jogos (6 como titular) na temporada 2020
> 1 jogo (0 como titular) pela Libertadores 2020

Jogos na Libertadores 2020:
Delfín-EQU 1×3 Palmeiras (Oitavas de final – ida)

VITOR HUGO

Campeão da Copa do Brasil 2015, do Campeonato Brasileiro 2016 e do Campeonato Paulista 2020, Vitor Hugo também fez parte da campanha do segundo título do Verdão na Libertadores. Foram três jogos do defensor nesta edição da competição sul-americana, todas com vitória do Alviverde. Além de ser importante dentro de campo, o atleta foi decisivo fora dele pela liderança e bom relacionamento com os companheiros de elenco.

Números gerais:
> 161 Jogos (157 como titular), 13 gols e 3 assistências pelo Palmeiras
> 10 jogos (6 como titular) na temporada 2020
> 3 jogos (0 como titular) pela Libertadores 2020

Jogos na Libertadores 2020:
Palmeiras 3×1 Guaraní-PAR (2ª rodada – fase de grupos)
Bolívar-BOL 1×2 Palmeiras (3ª rodada – fase de grupos)
Palmeiras 5×0 Bolívar-BOL (5ª rodada – fase de grupos)

MARCOS ROCHA

Marcos Rocha participou de nove jogos do Palmeiras na Libertadores 2020, todos como titular e registrando uma assistência, no gol de Rony durante a vitória por 3 a 0 sobre o Libertad-PAR, pelas quartas de final. Campeão do torneio sul-americano com o Atlético-MG, em 2013, o agora palestrino foi peça-chave na campanha vitoriosa do Verdão, pela qualidade dentro de campo e pela experiência vivida na competição.

Na marcante vitória por 3 a 0 sobre o River Plate-ARG, uma das mais importantes da história do clube na Libertadores, Rocha cumpriu com perfeição as suas funções táticas na estratégia montada pelo treinador Abel Ferreira, atuando como um terceiro zagueiro. Este é o terceiro título do lateral com o manto do Palmeiras – os outros são o Campeonato Brasileiro 2018 e o Campeonato Paulista 2020.

Números gerais:
> 138 jogos (132 como titular), 6 gols e 20 assistências pelo Palmeiras
> 46 jogos (42 como titular), 2 gols e 5 assistências na temporada 2020
> 9 jogos (9 como titular) e 1 assistência pela Libertadores 2020

Jogos na Libertadores 2020:
Palmeiras 3×1 Guaraní-PAR (2ª rodada – fase de grupos)
Bolívar-BOL 1×2 Palmeiras (3ª rodada – fase de grupos)
Guaraní-PAR 0x0 Palmeiras (4ª rodada – fase de grupos)
Palmeiras 5×0 Bolívar-BOL (5ª rodada – fase de grupos)
Delfín-EQU 1×3 Palmeiras (Oitavas de final – ida)
Palmeiras 3×0 Libertad-PAR (Quartas de final – volta)
River Plate-ARG 0x3 Palmeiras (Semifinal – ida)
Palmeiras 0x2 River Plate-ARG (Semifinal – volta)
Palmeiras 1×0 Santos (Final – jogo único)

MAYKE

Titular na vitória por 3 a 1 sobre o Delfín-EQU, no Equador, Mayke mostrou comprometimento e polivalência ao atuar como lateral-esquerdo naquela partida – sempre rápido em suas chegadas ofensivas, o palmeirense deu conta do recado e ajudou o Verdão a conquistar um resultado importante fora de casa pelas oitavas de final. Mayke faz parte do grupo de jogadores que também levantaram os troféus do Campeonato Brasileiro 2018 e do Campeonato Paulista 2020.

Números gerais:
> 112 jogos (93 como titular), 2 gols e 8 assistências pelo Palmeiras
> 30 jogos (17 como titular) e 1 assistência na temporada 2020
> 4 jogos (1 como titular) pela Libertadores 2020

Jogos na Libertadores 2020:
Palmeiras 5×0 Tigre-ARG (6ª rodada – fase de grupos)
Delfín-EQU 1×3 Palmeiras (Oitavas de final – ida)
Palmeiras 5×0 Delfín-EQU (Oitavas de final – volta)
Palmeiras 3×0 Libertad-PAR (Quartas de final – volta)

MATÍAS VIÑA

Eficiente defensivamente, Viña também mostrou força ofensiva ao longo da campanha vitoriosa do Palmeiras na Libertadores 2020, marcando dois gols e dando três assistências. Titular nas 12 partidas em que foi relacionado, o jogador não poupou energia para ajudar o Alviverde na principal competição de clubes da América do Sul. Foi dele o terceiro gol palestrino na vitória por 3 a 0 sobre o River Plate-ARG, na Argentina, após jogada ensaiada que pegou de surpresa a defesa rival.

Os três passes a gol feitos por Viña aconteceram nas vitórias por 5 a 0 contra Bolívar-BOL e Tigre-ARG, ambos realizados no Allianz Parque, pela fase de grupos. Contra os bolivianos, o lateral ajudou Wesley e Raphael Veiga a balançarem as redes adversárias, já contra o rival argentino foi Rony o beneficiado.

O uruguaio é um reforço que chegou neste ano do Nacional-URU e, apesar das poucas partidas pelo Verdão (43 ao todo), está na história do clube como o quinto uruguaio que mais defendeu a equipe em todos os tempos – completam a lista: Ventura Cambon (4º, com 53), Héctor Silva (3º, com 80), Villadoniga (2º, com 138) e Diogo (líder do ranking, com 146).

Números gerais:
> 44 jogos (43 como titular), 2 gols e 8 assistências pelo Palmeiras
> 44 jogos (43 como titular), 2 gols e 8 assistências na temporada 2020
> 12 jogos (12 como titular), 2 gols e 3 assistências pela Libertadores 2020

Jogos na Libertadores 2020:
Tigre-ARG 0x2 Palmeiras (1ª rodada – fase de grupos)
Palmeiras 3×1 Guaraní-PAR (2ª rodada – fase de grupos)
Bolívar-BOL 1×2 Palmeiras (3ª rodada – fase de grupos)
Guaraní-PAR 0x0 Palmeiras (4ª rodada – fase de grupos)
Palmeiras 5×0 Bolívar-BOL (5ª rodada – fase de grupos)
Palmeiras 5×0 Tigre-ARG (6ª rodada – fase de grupos)
Palmeiras 5×0 Delfín-EQU (Oitavas de final – volta)
Libertad-PAR 1×1 Palmeiras (Quartas de final – ida)
Palmeiras 3×0 Libertad-PAR (Quartas de final – volta)
River Plate-ARG 0x3 Palmeiras (Semifinal – ida)
Palmeiras 0x2 River Plate-ARG (Semifinal – volta)
Palmeiras 1×0 Santos (Final – jogo único)

Gols na Libertadores 2020:
Palmeiras 5×0 Bolívar-BOL (5ª rodada – fase de grupos): primeiro gol
River Plate-ARG 0x3 Palmeiras (Semifinal – ida): segundo gol

ESTEVES

O jovem lateral-esquerdo foi mais um atleta das categorias de base palmeirense a participar da campanha do título da Libertadores 2020. O jogador entrou ao longo da vitória por 3 a 1 sobre o Delfín-EQU, no Equador, em duelo válido pelas oitavas de final do torneio.

Cria da Academia, o jogador está no Palmeiras desde 2014, quando passou a integrar o elenco Sub-15, o jovem de 20 anos foi um dos destaques de uma geração que conquistou títulos inéditos e importantes pela base do clube, como a Copa do Brasil Sub-17 (2017), o Brasileiro Sub-20 (2018), a Copa RS Sub-20 (2018), a Copa do Brasil Sub-20 (2019) e o Bi Paulista Sub-20 (2018 e 2019), além de dezenas de taças no exterior. Em 2019, pelo Sub-20, Esteves disputou 38 partidas e marcou sete gols.

Números gerais:
> 9 jogos (4 como titular) pelo Palmeiras
> 8 jogos (4 como titular) na temporada de 2020
> 1 jogo (0 como titular) pela Libertadores 2020

Jogos na Libertadores 2020:
Delfín-EQU 1×3 Palmeiras (Oitavas de final – ida)

FELIPE MELO

Volante durante quase toda a carreira como jogador, Felipe Melo encarou um novo desafio em 2020: atuar como zagueiro. Ao lado de Gustavo Gómez, o Pitbull formou uma zaga de respeito na fase de grupos da Libertadores e acabou sendo um dos destaques do time, mesmo estando em uma nova função. O camisa 30, contudo, interrompeu a boa sequência no torneio por conta de uma grave lesão no tornozelo, deixando de disputar as fases de oitavas de final, quartas de final e semifinal, retornando apenas na grande decisão contra o Santos. Foram seis jogos com o atleta durante a campanha.

Apesar do período longe dos gramados, Felipe Melo segue como o atleta que mais vezes vestiu a braçadeira de capitão na temporada: foram 30 vezes iniciando uma partida com o adereço de autoridade máxima em seu braço, seguido de Gustavo Gómez, com 18.

Do atual elenco, Felipe Melo é o vice-líder em jogos no geral, atrás só de Willian. Na semifinal do Paulista diante da Ponte Preta, quando alcançou sua 155ª partida pela equipe, ele fez do Palmeiras o clube que mais defendeu na carreira (pelo Galatasaray-TUR, foram 154).

Números gerais:
> 173 jogos (164 como titular), 12 gols e 6 assistências pelo Palmeiras
> 34 jogos (32 como titular), 1 gol e 1 assistência na temporada 2020
> 6 jogos (5 como titular) pela Libertadores 2020

Jogos na Libertadores 2020:
Tigre-ARG 0x2 Palmeiras (1ª rodada – fase de grupos)
Palmeiras 3×1 Guaraní-PAR (2ª rodada – fase de grupos)
Guaraní-PAR 0x0 Palmeiras (4ª rodada – fase de grupos)
Palmeiras 5×0 Bolívar-BOL (5ª rodada – fase de grupos)
Palmeiras 5×0 Tigre-ARG (6ª rodada – fase de grupos)
Palmeiras 1×0 Santos (Final – jogo único)

DANILO

Uma das principais revelações do clube em 2020, Danilo é o típico volante que sabe defender e atacar. Discreto, porém muito eficiente, o jovem jogou como gente grande no triunfo palestrino por 3 a 0 diante do River Plate-ARG, na Argentina, formando com Patrick de Paula e Gabriel Menino um meio de campo totalmente criado nas categorias de base do Verdão. O camisa 28 terminou a Libertadores com 11 jogos (oito como titular), um gol e duas assistências.

Uma partida em especial da Libertadores ficará marcada para sempre na história de Danilo. Além de marcar o seu primeiro gol como profissional na goleada por 5 a 0 diante do Delfín-EQU, no Allianz Parque, pelas oitavas de final, o jovem também deu passe para Gabriel Veron anotar um dos tentos do Verdão na partida e acabou sendo decisivo para o triunfo palestrino. Nos 3 a 0 contra o River Plate-ARG, fora de casa, foi de Danilo a assistência para a arrancada inesquecível de Luiz Adriano rumo à meta adversária, que culminou no segundo gol alviverde. A final contra o Santos, no Maracanã, também foi marcante para o jovem, já que foi a sua estreia como jogador no estádio.

Figura constante nas convocações da Seleção Brasileira Sub-20, o jovem de 19 anos é o jogador oriundo da base que está há menos tempo no elenco profissional do Palmeiras – chamou a atenção da comissão técnica durante os treinos do Sub-20 na Academia de Futebol no início do segundo semestre e, desde então, não voltou mais para a base.

Meio-campista versátil que atua na contenção e na armação de jogadas, Danilo participou de alguns projetos sociais na sua cidade natal, Salvador (BA), e foi vice-campeão da segunda divisão do Campeonato Baiano pelo Cajazeiras, aos 16 anos, antes de chegar ao Palmeiras em 2018, quando foi captado para integrar o elenco Sub-17 e naquela mesma temporada já conquistou o título paulista da categoria. No Sub-20, o canhoto de 19 anos ganhou espaço ao final de 2019, contribuindo para a conquista de mais um título paulista. Foi ainda titular da equipe na Copa São Paulo deste ano, na qual disputou cinco jogos e marcou um gol.

Números gerais:
> 31 jogos (17 como titular), 1 gol e 2 assistências pelo Palmeiras
> 31 jogos (17 como titular), 1 gol e 2 assistências na temporada de 2020
> 11 jogos (8 como titular), 1 gol e 2 assistências pela Libertadores 2020

Jogos na Libertadores 2020:
Bolívar-BOL 1×2 Palmeiras (3ª rodada – fase de grupos)
Guaraní-PAR 0x0 Palmeiras (4ª rodada – fase de grupos)
Palmeiras 5×0 Bolívar-BOL (5ª rodada – fase de grupos)
Palmeiras 5×0 Tigre-ARG (6ª rodada – fase de grupos)
Delfín-EQU 1×3 Palmeiras (Oitavas de final – ida)
Palmeiras 5×0 Delfín-EQU (Oitavas de final – volta)
Libertad-PAR 1×1 Palmeiras (Quartas de final – ida)
Palmeiras 3×0 Libertad-PAR (Quartas de final – volta)
River Plate-ARG 0x3 Palmeiras (Semifinal – ida)
Palmeiras 0x2 River Plate-ARG (Semifinal – volta)
Palmeiras 1×0 Santos (Final – jogo único)

Gols na Libertadores 2020:
Palmeiras 5×0 Delfín-EQU (Oitavas de final – volta): primeiro gol

PATRICK DE PAULA

Autor da última cobrança de pênalti que deu o título do Campeonato Paulista 2020 ao Palmeiras, Patrick de Paula também contribuiu para o bicampeonato do clube na Libertadores desta temporada. Com um golaço de fora da área, o jovem abriu o marcador na goleada por 5 a 0 sobre o Delfín-EQU, resultado que colocou o Verdão nas quartas de final da competição. Contra o River Plate-ARG, na Argentina, fez bonito na vitória palmeirense por 3 a 0 ao formar um trio de respeito com Danilo e Gabriel Menino.

Captado pelo Palmeiras em 2017 quando atuava no futebol amador do Rio de Janeiro, sua cidade natal, Patrick fazia inicialmente a função de meia, mas assumiu o protagonismo na base quando passou a jogar mais recuado, como primeiro volante (atuou até improvisado como zagueiro em algumas partidas). Campeão brasileiro Sub-20 em 2018, faturou ainda a Copa do Brasil Sub-20 em 2019 e quatro títulos paulistas seguidos (2017, 2018 e 2019 pelo Sub-20 e 2020 pelo Profissional) no clube.

Números gerais:
> 44 jogos (32 como titular), 5 gols e 1 assistência pelo Palmeiras
> 44 jogos (32 como titular), 5 gols e 1 assistência na temporada de 2020
> 6 jogos (4 como titular) e 1 gol pela Libertadores 2020

Jogos na Libertadores 2020:
Palmeiras 3×1 Guaraní-PAR (2ª rodada – fase de grupos)
Palmeiras 5×0 Bolívar-BOL (5ª rodada – fase de grupos)
Delfín-EQU 1×3 Palmeiras (Oitavas de final – ida)
Palmeiras 5×0 Delfín-EQU (Oitavas de final – volta)
River Plate-ARG 0x3 Palmeiras (Semifinal – ida)
Palmeiras 1×0 Santos (Final – jogo único)

Gols na Libertadores 2020:
Palmeiras 5×0 Delfín-EQU (Oitavas de final – volta): primeiro gol

GABRIEL MENINO

De Menino, apenas o sobrenome. Gabriel foi uma das principais figuras do Palmeiras na histórica campanha da Libertadores 2020, com destaque para a atuação impecável na vitória por 3 a 0 sobre o River Plate-ARG, na Argentina. O camisa 25 deu trabalho ao rival argentino e impressionou a todos com a sua vontade e qualidade técnica durante o triunfo palmeirense. Contra o Bolívar-BOL, na Bolívia, ainda pela fase de grupos, marcou um dos gols mais bonitos desta edição do torneio e foi decisivo para a vitória do Verdão por 2 a 1. Ao todo, foram 12 jogos (11 como titular), três gols e uma assistência.

O gol contra o Bolívar-BOL, em setembro, foi o primeiro do camisa 25 como profissional, selando a vitória por 2 a 1, em La Paz, e o colocou como o terceiro jogador mais jovem a balançar a rede pelo Verdão na Libertadores: 19 anos, 11 meses e 16 dias, desbancando Keirrison, que em 2009 marcou contra o Real Potosí-BOL aos 20 anos, 1 mês e 26 dias – o recorde é de Gabriel Veron, que com 18 anos, um mês e 19 dias deixou sua marca contra o Tigre-ARG, em 21/10/2020, enquanto Gabriel Jesus é o segundo colocado com o gol aos 18 anos, 10 meses e 13 dias contra o River Plate-URU em 2016.

Contra o Delfín-EQU, no duelo de ida das oitavas, no Equador (vitória por 3 a 1), o camisa 25 também deixou a sua marca ao fazer o gol que abriu o placar. A Cria da Academia fez mais um na vitória por 3 a 0 diante do Libertad-PAR, em casa – jogo este que valeu a classificação às semifinais do Continental. Menino soma três gols pelo Verdão, todos pela Libertadores.

Natural de Morungaba (SP), ele foi captado pela base do Palmeiras em 2017, quando atuava no Guarani, e logo se destacou, inclusive sendo convocado para defender a Seleção Brasileira Sub-20 no Sul-Americano de 2019. Campeão brasileiro Sub-20 em 2018, faturou também a Copa do Brasil Sub-17 em 2017 e três títulos paulistas seguidos (2018 e 2019 pelo Sub-20 e 2020 pelo Profissional) no clube.

Números gerais:
> 54 jogos (47 como titular), 3 gols e 9 assistências pelo Palmeiras
> 54 jogos (47 como titular), 3 gols e 9 assistências na temporada de 2020
> 12 jogos (11 como titular), 3 gols e 1 assistência pela Libertadores 2020

Jogos na Libertadores 2020:
Tigre-ARG 0x2 Palmeiras (1ª rodada – fase de grupos)
Bolívar-BOL 1×2 Palmeiras (3ª rodada – fase de grupos)
Guaraní-PAR 0x0 Palmeiras (4ª rodada – fase de grupos)
Palmeiras 5×0 Bolívar-BOL (5ª rodada – fase de grupos)
Palmeiras 5×0 Tigre-ARG (6ª rodada – fase de grupos)
Delfín-EQU 1×3 Palmeiras (Oitavas de final – ida)
Palmeiras 5×0 Delfín-EQU (Oitavas de final – volta)
Libertad-PAR 1×1 Palmeiras (Quartas de final – ida)
Palmeiras 3×0 Libertad-PAR (Quartas de final – volta)
River Plate-ARG 0x3 Palmeiras (Semifinal – ida)
Palmeiras 0x2 River Plate-ARG (Semifinal – volta)
Palmeiras 1×0 Santos (Final – jogo único)

Gols na Libertadores 2020:
Bolívar-BOL 1×2 Palmeiras (3ª rodada – fase de grupos): primeiro gol
Delfín-EQU 1×3 Palmeiras (Oitavas de final – ida): segundo gol
Palmeiras 3×0 Libertad-PAR (Quartas de final – volta): terceiro gol

ZÉ RAFAEL

Apelidado carinhosamente de “trem” pelos companheiros de elenco, Zé Rafael contribuiu bastante com o Palmeiras ao utilizar a sua força física e qualidade técnica para liderar o meio de campo do time nas 12 partidas da Libertadores 2020 em que esteve presente, sendo seis como titular. Ele marcou duas vezes ao longo do torneio, na goleada por 5 a 0 sobre o Tigre-ARG, no Allianz Parque, pela fase de grupos, e no triunfo por 3 a 1 sobre o Delfín-EQU, fora de casa, pelas oitavas de final.

Números gerais:
> 98 jogos (75 como titular), 12 gols e 12 assistências pelo Palmeiras
> 59 jogos (42 como titular), 5 gols e 7 assistências na temporada de 2020
> 12 jogos (7 como titular) e 2 gols pela Libertadores 2020

Jogos na Libertadores 2020:
Tigre-ARG 0x2 Palmeiras (1ª rodada – fase de grupos)
Palmeiras 3×1 Guaraní-PAR (2ª rodada – fase de grupos)
Bolívar-BOL 1×2 Palmeiras (3ª rodada – fase de grupos)
Guaraní-PAR 0x0 Palmeiras (4ª rodada – fase de grupos)
Palmeiras 5×0 Tigre-ARG (6ª rodada – fase de grupos)
Delfín-EQU 1×3 Palmeiras (Oitavas de final – ida)
Palmeiras 5×0 Delfín-EQU (Oitavas de final – volta)
Libertad-PAR 1×1 Palmeiras (Quartas de final – ida)
Palmeiras 3×0 Libertad-PAR (Quartas de final – volta)
River Plate-ARG 0x3 Palmeiras (Semifinal – ida)
Palmeiras 0x2 River Plate-ARG (Semifinal – volta)
Palmeiras 1×0 Santos (Final – jogo único)

Gols na Libertadores 2020:
Palmeiras 5×0 Tigre-ARG (6ª rodada – fase de grupos): primeiro gol
Delfín-EQU 1×3 Palmeiras (Oitavas de final – ida): segundo gol

RAPHAEL VEIGA

Raphael Veiga tem sido um dos protagonistas do meio de campo do Palmeiras após a chegada do técnico Abel Ferreira, participando ativamente das jogadas ofensivas do time, inclusive com gols decisivos. O jogador já soma 18 gols na temporada 2020, sendo dois deles na Libertadores 2020 (nas goleadas por 5 a 0 contra Bolívar-BOL e Tigre-ARG, ambas no Allianz Parque), marca que o coloca na vice-artilharia da equipe, ao lado de Willian e atrás apenas de Luiz Adriano, com 20.

Ao ter entrado em campo no clássico contra o Corinthians, no Allianz Parque, o meia Raphael Veiga completou 100 jogos pelo Palmeiras e fez dois gols no duelo. Em 102 jogos desde janeiro de 2017, ele marcou 25 gols e concedeu seis assistências – em seus últimos 18 jogos disputados, Veiga marcou dez gols (média de 0,55 neste período). Ao todo, neste ano, Raphael Veiga soma 18 bolas na rede na temporada e, com isso, superou os nove gols que acumulou em 2018 pelo Athletico-PR e fez de 2020, de forma disparada, a temporada mais artilheira de sua carreira.

Além disso, com os 25 gols que possui, ele é, de forma isolada, o terceiro colocado dentre os principais artilheiros gerais do elenco atual, atrás só de Luiz Adriano, com 27, e de Willian Bigode, com 56.

Números gerais:
> 102 jogos (57 como titular), 25 gols e 4 assistências pelo Palmeiras
> 49 jogos (35 como titular), 18 gols e 2 assistências na temporada de 2020
> 10 jogos (6 como titular), 2 gols e 1 assistência pela Libertadores 2020

Jogos na Libertadores 2020:
Bolívar-BOL 1×2 Palmeiras (3ª rodada – fase de grupos)
Guaraní-PAR 0x0 Palmeiras (4ª rodada – fase de grupos)
Palmeiras 5×0 Bolívar-BOL (5ª rodada – fase de grupos)
Palmeiras 5×0 Tigre-ARG (6ª rodada – fase de grupos)
Palmeiras 5×0 Delfín-EQU (Oitavas de final – volta)
Libertad-PAR 1×1 Palmeiras (Quartas de final – ida)
Palmeiras 3×0 Libertad-PAR (Quartas de final – volta)
River Plate-ARG 0x3 Palmeiras (Semifinal – ida)
Palmeiras 0x2 River Plate-ARG (Semifinal – volta)
Palmeiras 1×0 Santos (Final – jogo único)

Gols na Libertadores 2020:
Palmeiras 5×0 Bolívar-BOL (5ª rodada – fase de grupos): primeiro gol
Palmeiras 5×0 Tigre-ARG (6ª rodada – fase de grupos): segundo gol

LUCAS LIMA

Sempre uma opção importante para cadenciar o jogo e dar qualidade nos passes para finalização, Lucas Lima entrou em campo quatro vezes nesta edição da Libertadores, com três participações como titular da equipe de Abel Ferreira. Campeão brasileiro em 2018 e paulista em 2020, o meia levantou a sua terceira taça pelo Verdão, a primeira em âmbito internacional.

Conhecido por sua técnica apurada e boa visão de jogo, Lucas Lima possui 21 assistências no total desde que chegou ao Palmeiras em 2018. Desta forma, ele é o vice-líder de passes a gol do atual elenco, atrás de Willian. Na atual temporada, ele é o líder em passe para finalizações.

Números gerais:
> 157 jogos (108 como titular), 10 gols e 21 assistências pelo Palmeiras
> 50 jogos (34 como titular), 2 gols e 5 assistências na temporada de 2020
> 4 jogos (3 como titular) pela Libertadores 2020

Jogos na Libertadores 2020:
Guaraní-PAR 0x0 Palmeiras (4ª rodada – fase de grupos)
Delfín-EQU 1×3 Palmeiras (Oitavas de final – ida)
Palmeiras 5×0 Delfín-EQU (Oitavas de final – volta)
Libertad-PAR 1×1 Palmeiras (Quartas de final – ida)

GUSTAVO SCARPA

Pouco utilizado no primeiro semestre, o meia Gustavo Scarpa viu a sua situação no Palmeiras mudar completamente após a chegada do técnico Abel Ferreira. Além de ser mais acionado, o jogador viveu a experiência de atuar como lateral-esquerdo. E o palmeirense não decepcionou, tendo boas chegadas ao ataque com cruzamentos perfeitos e arremates certeiros ao gol adversário.

As assistências de Scarpa resultaram em três gols do Palmeiras na Libertadores: o tentos de Gustavo Gómez no empate em 1 a 1 com o Libertad-PAR, fora de casa, e de Gabriel Menino na vitória por 3 a 0, novamente contra o rival paraguaio, desta vez no Allianz Parque, ambos duelos pelas quarta de final, além do gol de cabeça marcado por Viña contra o River Plate-ARG, na Argentina, pelas semifinais, após jogada ensaiada que pegou de surpresa os defensores rivais. Foi o terceiro do Verdão na ocasião.

Números gerais:
> 110 jogos (60 como titular), 22 gols e 15 assistências pelo Palmeiras
> 39 jogos (15 como titular), 3 gols e 6 assistências na temporada de 2020
> 6 jogos (5 como titular) e 3 assistências pela Libertadores 2020

Jogos na Libertadores 2020:
Bolívar-BOL 1×2 Palmeiras (3ª rodada – fase de grupos)
Palmeiras 5×0 Delfín-EQU (Oitavas de final – volta)
Libertad-PAR 1×1 Palmeiras (Quartas de final – ida)
Palmeiras 3×0 Libertad-PAR (Quartas de final – volta)
River Plate-ARG 0x3 Palmeiras (Semifinal – ida)
Palmeiras 0x2 River Plate-ARG (Semifinal – volta)

Gols na Libertadores 2020:
Palmeiras 3×0 Libertad-PAR (Quartas de final – volta): primeiro gol

RAMIRES

Multicampeão no futebol europeu e com o cobiçado título da Champions League na bagagem, Ramires também colaborou para a conquista palmeirense na Libertadores 2020, torneio de clubes mais importantes das Américas. Foram sete jogos no total, com quatro aparições na equipe titular.

Números gerais:
> 45 jogos (20 como titular) e 1 gol pelo Palmeiras
> 39 jogos (18 como titular) e 1 gol na temporada de 2020
> 7 jogos (4 como titular) pela Libertadores 2020

Jogos na Libertadores 2020:
Tigre-ARG 0x2 Palmeiras (1ª rodada – fase de grupos)
Palmeiras 3×1 Guaraní-PAR (2ª rodada – fase de grupos)
Bolívar-BOL 1×2 Palmeiras (3ª rodada – fase de grupos)
Guaraní-PAR 0x0 Palmeiras (4ª rodada – fase de grupos)
Palmeiras 5×0 Bolívar-BOL (5ª rodada – fase de grupos)
Palmeiras 5×0 Tigre-ARG (6ª rodada – fase de grupos)
Delfín-EQU 1×3 Palmeiras (Oitavas de final – ida)

BRUNO HENRIQUE

Capitão do Palmeiras no título do Campeonato Brasileiro 2018 e presente na conquista do Campeonato Paulista 2020, o volante Bruno Henrique esteve em cinco partidas da atual edição da Libertadores, sendo três como titular, todas elas durante a fase de grupos do torneio sul-americano. Apesar de ter mudado de equipe antes das oitavas de final, o atleta também faz parte da lista de campeões da Libertadores 2020.

Números gerais:
> 175 jogos (141 como titular), 28 gols e 12 assistências pelo Palmeiras
> 32 jogos (17 como titular) e 1 assistência na temporada de 2020
> 5 jogos (3 como titular) pela Libertadores 2020

Jogos na Libertadores 2020:
Tigre-ARG 0x2 Palmeiras (1ª rodada – fase de grupos)
Palmeiras 3×1 Guaraní-PAR (2ª rodada – fase de grupos)
Bolívar-BOL 1×2 Palmeiras (3ª rodada – fase de grupos)
Guaraní-PAR 0x0 Palmeiras (4ª rodada – fase de grupos)
Palmeiras 5×0 Bolívar-BOL (5ª rodada – fase de grupos)

RONY

Um dos principais nomes do Palmeiras na Libertadores 2020, Rony superou todas as expectativas ao marcar cinco gols e dar oito assistências ao longo das 11 partidas em que esteve presente na competição, além de ser eleito pela Conmebol como Melhor Jogador da Partida em quatro oportunidades. Um destes cinco tentos, inclusive, foi fundamental para o Verdão conquistar a histórica vitória por 3 a 0 sobre o River Plate-ARG, na Argentina. O camisa 11 abriu o marcador na casa do rival, dando início a uma noite que se tornou inesquecível para os palestrinos.

Rony é o principal artilheiro do Verdão na Libertadores 2020 com cinco bolas na rede, ao lado de Luiz Adriano. O camisa 11 marcou contra Bolívar-BOL (vitória por 5 a 0, em casa), Tigre-ARG (vitória por 5 a 0, em casa), Delfín-EQU (vitória por 3 a 1, fora), Libertad-PAR (vitória por 3 a 0, em casa) e River Plate-ARG (vitória por 3 a 0, fora).

O atacante também é o garçom máximo da edição 2020 da competição internacional, dentre todos os clubes, com oito passes a gol, além de ser também o líder isolado em participação em gols no torneio sul-americano, com 13 ações (ou seja, oito assitências e cinco bolas na rede). Os passes a gol de Rony foram para Willian contra o Tigre-ARG (vitória por 2 a 0, fora), Luiz Adriano contra o Guaraní-PAR (vitória por 3 a 1, em casa), Gabriel Menino contra o Bolívar-BOL (vitória por 2 a 1, fora), Gabriel Veron contra o Tigre-ARG (vitória por 5 a 0, em casa), Gabriel Menino e Zé Rafael contra o Delfín-EQU (vitória por 3 a 1, fora) e Gustavo Scarpa contra o Libertad-PAR (vitória por 3 a 0, em casa).

Números gerais:
> 45 jogos (34 como titular), 10 gols e 9 assistências pelo Palmeiras
> 45 jogos (34 como titular), 10 gols e 9 assistências na temporada de 2020
> 11 jogos (10 como titular), 5 gols e oito assistências pela Libertadores 2020

Jogos na Libertadores 2020:
Tigre-ARG 0x2 Palmeiras (1ª rodada – fase de grupos)
Palmeiras 3×1 Guaraní-PAR (2ª rodada – fase de grupos)
Bolívar-BOL 1×2 Palmeiras (3ª rodada – fase de grupos)
Palmeiras 5×0 Bolívar-BOL (5ª rodada – fase de grupos)
Palmeiras 5×0 Tigre-ARG (6ª rodada – fase de grupos)
Delfín-EQU 1×3 Palmeiras (Oitavas de final – ida)
Libertad-PAR 1×1 Palmeiras (Quartas de final – ida)
Palmeiras 3×0 Libertad-PAR (Quartas de final – volta)
River Plate-ARG 0x3 Palmeiras (Semifinal – ida)
Palmeiras 0x2 River Plate-ARG (Semifinal – volta)
Palmeiras 1×0 Santos (Final – jogo único)

Gols na Libertadores 2020:
Palmeiras 5×0 Bolívar-BOL (5ª rodada – fase de grupos): primeiro gol
Palmeiras 5×0 Tigre-ARG (6ª rodada – fase de grupos): segundo gol
Delfín-EQU 1×3 Palmeiras (Oitavas de final – ida): terceiro gol
Palmeiras 3×0 Libertad-PAR (Quartas de final – volta): quarto gol
River Plate-ARG 0x3 Palmeiras (Semifinal – ida): quinto gol

GABRIEL VERON

Cria da Academia e uma das grandes esperanças para o futuro alviverde, Gabriel Veron mostrou-se uma arma importante para o treinador Abel Ferreira na campanha vitoriosa da Libertadores. Com sete jogos (cinco como titular), três gols e uma assistência, o jovem conquistou o seu segundo troféu com a equipe profissional do Verdão – o primeiro foi o Campeonato Paulista.

Promovido ao elenco profissional no final da temporada passada, Gabriel Veron já está marcado na história do clube como o palmeirense mais jovem a fazer gol em Campeonato Brasileiro, Copa Libertadores e Copa do Brasil. Na competição continental, alcançou o recorde no dia 21/10/2020, ao fazer o quarto gol na vitória por 5 a 0 sobre o Tigre-ARG com 18 anos, um mês e 19 dias, superando Gabriel Jesus, que tinha 18 anos, 10 meses e 13 dias quando foi às redes no empate por 2 a 2 diante do River Plate-URU, em 16/02/2016. Veron voltou a marcar duas vezes pelo torneio sul-americano na goleada por 5 a 0 contra o Delfín-EQU, no Allianz Parque, pelas oitavas de final.

Natural de Assú-RN, Veron está no Palmeiras desde o Sub-15 e soma títulos por todas as categorias de base – inclusive, foi campeão paulista Sub-15, Sub-17, Sub-20 e Profissional pelo Verdão. Em 2018, foi também campeão mundial interclubes Sub-17 pelo Palmeiras, marcando gol na vitória por 4 a 2 sobre o Real Madrid na decisão e terminando a competição como o artilheiro e eleito o melhor jogador. Em 2019, sagrou-se bicampeão mundial com a vitória por 2 a 1 sobre o Leganés-ESP, além de campeão das Copas do Brasil Sub-17 e Sub-20. Com a Seleção Brasileira, conquistou a Copa do Mundo Sub-17 em 2019 e, mais uma vez, levou o prêmio de melhor jogador para casa.

Números gerais:
> 40 jogos (18 como titular), 11 gols e 6 assistências pelo Palmeiras
> 37 jogos (18 como titular), 9 gols e 5 assistências na temporada de 2020
> 7 jogos (5 como titular), 3 gols e 1 assistência pela Libertadores 2020

Jogos na Libertadores 2020:
Tigre-ARG 0x2 Palmeiras (1ª rodada – fase de grupos)
Bolívar-BOL 1×2 Palmeiras (3ª rodada – fase de grupos)
Guaraní-PAR 0x0 Palmeiras (4ª rodada – fase de grupos)
Palmeiras 5×0 Tigre-ARG (6ª rodada – fase de grupos)
Palmeiras 5×0 Delfín-EQU (Oitavas de final – volta)
Libertad-PAR 1×1 Palmeiras (Quartas de final – ida)
Palmeiras 3×0 Libertad-PAR (Quartas de final – volta)

Gols na Libertadores 2020:
Palmeiras 5×0 Tigre-ARG (6ª rodada – fase de grupos): primeiro gol
Palmeiras 5×0 Delfín-EQU (Oitavas de final – volta): segundo e terceiro gols

WESLEY

Apesar de ter sido prejudicado por uma grave lesão no meio da temporada, o atacante Wesley foi decisivo quando entrou em campo pela competição mais importante da América do Sul. Sempre ágil e habilidoso, ele realizou três jogos durante a campanha do Alviverde, com um gol e três assistências – duas no triunfo por 5 a 0 contra o Bolívar-BOL, no Allianz Parque, e uma nos 5 a 0 contra o Tigre-ARG, novamente na arena alviverde, ambos os duelos pela fase de grupos.

Natural de Salvador, o jogador de 21 anos foi captado em 2016, quando atuava pelo Jacuipense-BA, para reforçar o Sub-17. Na temporada seguinte, subiu para o Sub-20, categoria pela qual conquistou o Campeonato Brasileiro em 2018, a Copa do Brasil em 2019 e o tricampeonato paulista em 2017, 2018 e 2019. Emprestado ao Vitória-BA em maio do ano passado para adquirir experiência disputando a Série B do Brasileiro, teve bom desempenho: anotou cinco gols, deu três assistências, foi o segundo maior driblador da competição e o sexto jogador mais caçado.

Números gerais:
> 23 jogos (13 como titular), 4 gols e 6 assistências pelo Palmeiras
> 23 jogos (13 como titular), 4 gols e 6 assistências na temporada de 2020
> 3 jogos (2 como titular),1 gol e 3 assistências pela Libertadores 2020

Jogos na Libertadores 2020:
Guaraní-PAR 0x0 Palmeiras (4ª rodada – fase de grupos)
Palmeiras 5×0 Bolívar-BOL (5ª rodada – fase de grupos)
Palmeiras 5×0 Tigre-ARG (6ª rodada – fase de grupos)

Gols na Libertadores 2020:
Palmeiras 5×0 Bolívar-BOL (5ª rodada – fase de grupos): primeiro gol

WILLIAN

Vice-artilheiro do Palmeiras na Libertadores 2020 com quatro gols, atrás apenas de Rony e Luiz Adriano (ambos com cinco), Willian foi, mais uma vez, um dos destaques do clube na temporada. Experiente e com um total de 31 partidas no torneio internacional com o manto palestrino, o camisa 29 atuou em 10 jogos (cinco como titular) nesta edição. Os quatro gols de Willian na Libertadores 2020 foram anotados contra o Tigre-ARG (vitória por 2 a 0, fora), o Bolívar-BOL (vitória por 2 a 1, fora), novamente o Bolívar-BOL (vitória por 5 a 0, em casa) e o Delfín-EQU (vitória por 5 a 0, em casa).

Contra o River Plate-ARG, no jogo de ida, vitória por 3 a 0 fora de casa (não atuou no duelo de volta), ele chegou a 31 partidas pela competição continental e superou o volante Cesar Sampaio na lista dos atletas palmeirenses com mais jogos pela Libertadores em todos os tempos, se isolando na 5ª colocação – completam a lista o atacante Dudu (4º, com 34 jogos), o volante Galeano (3º, com 38 jogos), o meia Alex (2º, com 39 jogos) e o goleiro Marcos (líder da lista, com 57 jogos).

Willian segue como o atleta mais assíduo do Verdão na atual temporada, ao lado de Weverton: atuou em 62 dos 67 compromissos possíveis, assim como o goleiro. Além disso, Willian é o vice-artilheiro do time na temporada, atrás apenas de Luiz Adriano. O atacante é também o segundo maior goleador do Palmeiras neste século com 56 tentos (atrás só de Dudu, com 70) e aparece na 47ª posição da lista dos maiores artilheiros da história alviverde, ao lado de Zinho.

Jogador do atual elenco com mais partidas, gols e assistências, Willian é o 68º no ranking dos atletas com mais jogos na história do clube e o 6º entre os que têm mais vitórias neste século, com 114 triunfos – completam o ranking Márcio Araújo (5º, com 118), Valdivia (4º, com 122), Fernando Prass (3º, com 151), Dudu (2º colocado, com 174) e Marcos (líder com 182 vitórias).

As 211 partidas de Willian, inclusive, o colocam também no top 10 de palmeirenses com mais partidas neste século, na 6ª colocação, ao lado do volante Corrêa – completam o ranking o meia Valdivia (5º, com 241), o volante Márcio Araújo (4º, com 252), o goleiro Fernando Prass (3º, com 274), o atacante Dudu (2º, com 305) e o goleiro Marcos (líder no quesito, com 392).

Números gerais:
> 211 jogos (143 como titular), 56 gols e 22 assistências pelo Palmeiras
> 62 jogos (35 como titular), 18 gols e 6 assistências na temporada de 2020
> 10 jogos (5 como titular), 4 gols e 1 assistência pela Libertadores 2020

Jogos na Libertadores 2020:
Tigre-ARG 0x2 Palmeiras (1ª rodada – fase de grupos)
Palmeiras 3×1 Guaraní-PAR (2ª rodada – fase de grupos)
Bolívar-BOL 1×2 Palmeiras (3ª rodada – fase de grupos)
Guaraní-PAR 0x0 Palmeiras (4ª rodada – fase de grupos)
Palmeiras 5×0 Bolívar-BOL (5ª rodada – fase de grupos)
Palmeiras 5×0 Tigre-ARG (6ª rodada – fase de grupos)
Palmeiras 5×0 Delfín-EQU (Oitavas de final – volta)
Libertad-PAR 1×1 Palmeiras (Quartas de final – ida)
Palmeiras 3×0 Libertad-PAR (Quartas de final – volta)
River Plate-ARG 0x3 Palmeiras (Semifinal – ida)

Gols na Libertadores 2020:
Tigre-ARG 0x2 Palmeiras (1ª rodada – fase de grupos): primeiro gol
Bolívar-BOL 1×2 Palmeiras (3ª rodada – fase de grupos): segundo gol
Palmeiras 5×0 Bolívar-BOL (5ª rodada – fase de grupos): terceiro gol
Palmeiras 5×0 Delfín-EQU (Oitavas de final – volta): quarto gol

LUIZ ADRIANO

Ao lado de Rony, Luiz Adriano foi o principal artilheiro do Palmeiras nesta edição da Libertadores com cinco gols marcados. Com uma categoria diferenciada, o jogador também mostrou um arranque imparável no primeiro jogo contra o River Plate-ARG, pelas semifinais: Foi dele o segundo tento do Verdão no triunfo por 3 a 0, após disparar do meio de campo até a meta adversária. Ao todo, foram sete jogos, todos como titular.

Logo de cara, na primeira rodada da fase de grupos, o camisa 10 já deixou a sua marca na vitória por 2 a 0 sobre o Tigre-ARG, na Argentina. No duelo seguinte, com o Guaraní-PAR, no Allianz Parque, o atacante foi decisivo novamente e acrescentou mais um hat-trick na carreira ao marcar três vezes na vitória por 3 a 1 sobre os paraguaios.

Luiz Adriano figura, de forma isolada, na artilharia do time na atual temporada, com 20 gols, seguido de Willian Bigode e Raphael Veiga, ambos com 18. Além dos números absolutos, Adriano possui também a melhor média: 0,40 (20 gols em 49 jogos) contra 0,36 de Raphael Veiga (18 gols em 49 partidas). Com 27 gols desde que chegou ao Verdão, em 2019, o jogador é ainda o vice-goleador do elenco no geral, seguido de Raphael Veiga, com 25, e atrás só de Willian, com 56 bolas na rede.

Números gerais:
> 64 jogos (55 como titular), 27 gols e 5 assistências pelo Palmeiras
> 49 jogos (42 como titular), 20 gols e 4 assistências na temporada de 2020
> 7 jogos (7 como titular) e 5 gols pela Libertadores 2020

Jogos na Libertadores 2020:
Tigre-ARG 0x2 Palmeiras (1ª rodada – fase de grupos)
Palmeiras 3×1 Guaraní-PAR (2ª rodada – fase de grupos)
Guaraní-PAR 0x0 Palmeiras (4ª rodada – fase de grupos)
Palmeiras 5×0 Tigre-ARG (6ª rodada – fase de grupos)
River Plate-ARG 0x3 Palmeiras (Semifinal – ida)
Palmeiras 0x2 River Plate-ARG (Semifinal – volta)
Palmeiras 1×0 Santos (Final – jogo único)

Gols na Libertadores 2020:
Tigre-ARG 0x2 Palmeiras (1ª rodada – fase de grupos): primeiro gol
Palmeiras 3×1 Guaraní-PAR (2ª rodada – fase de grupos): segundo, terceiro e quarto gols
River Plate-ARG 0x3 Palmeiras (Semifinal – ida): quinto gol

BRENO LOPES

Apesar de não ter iniciado nenhuma partida entre os titulares, Breno Lopes foi uma opção interessante para Abel Ferreira dar velocidade ao ataque palestrino nas etapas finais dos jogos. E foi assim também na final: o atacante entrou aos 39 minutos do segundo tempo e marcou o gol do título nos acréscimos, aos 53.

Destaque no Campeonato Brasileiro da Série B com o Juventude, o atleta chegou ao Verdão em 2020 e colaborou para a conquista sul-americana, participando de cinco duelos: os dois com o Libertad-PAR, pelas quartas de final, os dois com o River Plate-ARG, pelas semifinais, e a finalíssima contra o Santos, no Maracanã, que, inclusive, marcou a estreia do jogador no estádio carioca.

Números gerais:
> 17 jogos (6 como titular) pelo Palmeiras, 2 gols
> 17 jogos (6 como titular) na temporada de 2020, 2 gols
> 5 jogos (0 como titular) pela Libertadores 2020, 1 gol

Jogos na Libertadores 2020:
Libertad-PAR 1×1 Palmeiras (Quartas de final – ida)
Palmeiras 3×0 Libertad-PAR (Quartas de final – volta)
River Plate-ARG 0x3 Palmeiras (Semifinal – ida)
Palmeiras 0x2 River Plate-ARG (Semifinal – volta)
Palmeiras 1×0 Santos (Final – jogo único)

GABRIEL SILVA

O jovem atacante de 18 anos, relevado pelas categorias de base do Palmeiras, fez três jogos pela Libertadores 2020, dando, inclusive, uma assistência para gol. Apesar da pouca idade, o palmeirense mostrou personalidade ao ser acionado pelo treinador Abel Ferreira.

Gabriel Silva chegou ao clube aos 13 anos, em 2015, e tem no currículo dois títulos do Mundial de Clubes Sub-17 – nas duas finais, aliás, ele deixou sua marca: primeiro na vitória por 4 a 2 sobre o Real Madrid na decisão de 2018, na Espanha, e depois na vitória por 2 a 1 sobre o Leganés-ESP em 2019, também na Espanha. Campeão paulista Sub-15, Sub-17, Sub-20 e Profissional pelo Verdão, marcou 40 gols em 46 jogos atuando pelo Sub-17 e pelo Sub-20 em 2019 e se destacou também por balançar as redes em todas as finais nacionais que disputou na temporada passada: Paulista Sub-17 (vice-campeão), Copa do Brasil Sub-17 (campeão), Supercopa do Brasil Sub-17 (campeão), Paulista Sub-20 (campeão), Brasileiro Sub-20 (vice-campeão) e Supercopa do Brasil Sub-20 (vice-campeão). Neste ano, tem seis gols em sete jogos entre Brasileiro Sub-20 e Copa do Brasil Sub-20.

Números gerais:
> 16 jogos (2 como titular) e 1 assistência pelo Palmeiras
> 16 jogos (2 como titular) e 1 assistência na temporada de 2020
> 3 jogos (0 como titular) e 1 assistência pela Libertadores 2020

Jogos na Libertadores 2020:
Delfín-EQU 1×3 Palmeiras (Oitavas de final – ida)
Palmeiras 5×0 Delfín-EQU (Oitavas de final – volta)
Libertad-PAR 1×1 Palmeiras (Quartas de final – ida)

DUDU

Um dos grandes nomes do Palmeiras nos últimos anos, o atacante Dudu não poderia ficar de fora da campanha do bicampeonato da Libertadores. Foram apenas duas partidas do jogador na atual edição do torneio (já que se transferiu para o futebol do exterior no meio da temporada), mas todas como titular e com direito a duas assistências para gol. Com isso, o eterno camisa 7 acumula cinco conquistas pelo Alviverde: Copa do Brasil 2015, Campeonato Brasileiro 2016 e 2018 e Campeonato Paulista 2020, além da Libertadores.

Números gerais:
> 305 jogos (285 como titular), 70 gols e 78 assistências pelo Palmeiras
> 12 jogos (11 como titular), 2 gols e 3 assistências na temporada de 2020
> 2 jogos (2 como titular) e 2 assistências pela Libertadores 2020

Jogos na Libertadores 2020:
Tigre-ARG 0x2 Palmeiras (1ª rodada – fase de grupos)
Palmeiras 3×1 Guaraní-PAR (2ª rodada – fase de grupos)

Departamento de Comunicação

Titular em todas as partidas do Palmeiras na Conmebol Libertadores 2020, Gustavo Gómez tem sido um dos pilares do time comandado pelo técnico Abel Ferreira, e não será diferente na grande final deste sábado (30), às 17h, contra o Santos, no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro-RJ. Nesta sexta-feira (29), no local da partida, o zagueiro falou com os jornalistas sobre a emoção de participar da decisão do principal torneio de clubes das Américas.

“É um orgulho jogar uma final de Libertadores, é o sonho de cada jogador e poucos conseguem chegar à final. Quando eu cheguei aqui (ao Palmeiras), era o meu maior sonho conquistar uma Libertadores. Obviamente trato de fazer o meu melhor pelo meu país também, é um orgulho ser paraguaio. O Arce já fez história aqui, quero fazer também”, declarou o defensor, citando o compatriota Arce, que conquistou a Libertadores de 1999 com o Alviverde.

O técnico Abel Ferreira e o zagueiro Gustavo Gómez (à direita) durante coletiva de imprensa (Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

“Estamos trabalhando e descansando bem para fazer um grande jogo. A ansiedade está aí, mas também temos de desfrutar o momento. É um momento único, poucos jogadores conseguem jogar a final da Libertadores. Tem pressão, ansiedade, mas a gente está desfrutando este momento”, falou. “O nosso time está preparado, estamos há alguns dias nos preparando para o jogo de amanhã. Estará quente, mas estamos nos hidratando, todos estão bem. Se Deus quiser, faremos um grande jogo”, completou.

Sobre a falta de torcedores no Maracanã, Gómez mostrou compreensão com o atual momento do mundo devido à pandemia de Covid-19. “Como todo mundo sabe, o melhor é ficar em casa e não fazer aglomeração. Não é o momento, temos de aceitar isso. Será uma final diferente, estamos mentalizando, focados. O nosso sonho está em 90 minutos”, concluiu o paraguaio.

A coletiva desta sexta-feira (29) foi no estádio do Maracanã (Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

Departamento de Comunicação

O Verdão iniciou na manhã desta sexta-feira (22), na Academia de Futebol, a preparação para o duelo com o Ceará, no domingo (24), às 16h, no Estádio Castelão, em Fortaleza-CE, pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro, e a novidade foi o zagueiro Gustavo Gómez, recuperado de uma lesão na virilha esquerda.

Gómez treinou pela primeira vez com o grupo e de forma integral. O defensor havia sentido a coxa na derrota para o River Plate-ARG, no dia 12 de janeiro, pela CONMEBOL Libertadores (no Allianz Parque), e foi desfalque contra Grêmio, Corinthians e Grêmio.

Além do paraguaio, Patrick de Paula e Gabriel Veron também trabalharam normalmente no campo, que contou com jovens do Sub-20, com os atletas reservas e com os que entraram no decorrer da partida diante do Flamengo, na quinta (21), em Brasília-DF, pelo Brasileirão: Gustavo Scarpa, Gabriel Silva, Pedro Acacio, Breno Lopes e Lucas Lima.

Os jogadores Gabriel Veron e Caio Cunha (à direita) durante treinamento na Academia de Futebol (Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

A comissão técnica de Abel Ferreira comandou um coletivo de 11 contra 11. Foram ensaiados transições, marcações, inversões de jogo, posicionamentos, entre outras coisas.

Os titulares, assim como alguns que foram a campo, chegaram de madrugada a São Paulo-SP, dormiram no centro de excelência e fizeram atividades de recovery pela manhã como botas pneumáticas, massagem, piscina aquecida etc.

O Maior Campeão do Brasil encerra a preparação na manhã deste sábado (23), às 10h. No primeiro turno, no dia 3 de outubro, o Alviverde venceu o Ceará por 2 a 1, com gols de Willian e Raphael Veiga.

O elenco alviverde se prepara para encarar o Ceará, em duelo válido pela 32ª rodada do Brasileiro (Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

Departamento de Comunicação

O Palmeiras treinou na tarde desta quinta-feira (17), na Academia de Futebol, em preparação para enfrentar o Internacional neste sábado (19), às 21h, no estádio Beira-Rio, pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com 41 pontos conquistados, o Verdão ocupa a quarta colocação do nacional.

A primeira atividade foi um treino técnico utilizando somente o terço central do gramado, com dois times e um curinga trocando passes verticais, horizontais e marcando em velocidade. O segundo trabalho foi um tático posicional com ênfase em transições, lançamentos, cruzamentos e finalizações, entre outros aspectos ofensivos.

O meio-campista Danilo durante treinamento na Academia de Futebol (Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

Em fase final de transição, o atacante Luiz Adriano começou a realizar algumas atividades integrado ao grupo – ele participou do aquecimento e do treino técnico com o elenco. No campo ao lado, o meio-campista Patrick de Paula deu sequência à transição física com os preparadores, e o zagueiro Alan Empereur realizou atividades físicas específicas.

O zagueiro Gustavo Gómez, que sofreu uma pancada na cabeça na vitória sobre o Libertad-PAR, pela CONMEBOL Libertadores, trabalhou normalmente com os companheiros no gramado. Os atacantes Rony e Gabriel Veron permaneceram na parte interna do centro de excelência para trabalhos individualizados de reforço muscular.

O Verdão volta a treinar nesta sexta-feira (18), às 10h, e viaja na sequência para a capital gaúcha.

A equipe de Abel Ferreira se prepara para o duelo com o Internacional, válido pela pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro (Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

Departamento de Comunicação

O empate por 1 a 1 contra o Libertad-PAR, fora de casa, na noite desta terça (08), teve sabor especial para alguns jogadores que conseguiram emplacar marcas pessoais, como Willian, que fez seu jogo de número 200 pelo Verdão, ou até mesmo marcas coletivas do time, como Gustavo Gómez, que marcou o 26º gol do Verdão nesta Libertadores – tento este que fez com que o clube atingisse um recorde neste século.

Willian Bigode segue alcançando números expressivos pelo Palmeiras e aumentando sua história no clube. Com o gol marcado sobre o Santos, no último final de semana, o atacante se isolou na artilharia da equipe na temporada, com 16 bolas na rede, e também igualou Vagner Love como o segundo maior goleador do Verdão no Século XXI, com 54 tentos. Agora, o jogador, no clube desde 2017, atingiu a expressiva marca de 200 jogos com a camisa alviverde, ao ter entrado em campo no segundo tempo. No atual elenco, Bigode é quem mais soma jogos (200), seguido de Felipe Melo (170), gols (54), seguido de Luiz Adriano (22) e assistências (20), ao lado de Lucas Lima.

”Acredito que o sonho de qualquer jogador é conseguir escrever o seu nome na história de um grande clube. De preferência, com títulos e marcas importantes. Graças a Deus, estou podendo viver isso tudo aqui no Palmeiras, que é uma das equipes mais tradicionais do continente. Para mim, isso é motivo de muito orgulho e felicidade. É uma honra atingir 200 jogos com essa camisa. Durante esses quatro anos de casa, sempre fui muito bem tratado por todos, sem exceção, e sempre me doei ao máximo para representar as tradições do Palmeiras da melhor forma possível. Espero seguir aumentado meus números de jogos e continuar ajudando o clube a conquistar mais títulos”, afirmou o jogador às vésperas da partida, falando sobre viver a expectativa de poder completar 200 jogos pelo Maior Campeão do Brasil, algo que, de fato, se consumou.

Somente na atual edição da Libertadores, Willian já marcou quatro gols. O último, na goleada por 5 a 0 sobre o Delfín, pelas oitavas de final, o colocou no top 4 do ranking de artilheiros do clube no torneio, com nove tentos, ao lado de Lopes Tigrão. O atacante está a duas bolas na rede de se igualar a Tupãzinho e Borja e três de alcançar o líder no quesito Alex. Com esses quatro gols na atual edição, aliás, é o artilheiro do time no torneio em 2020, ao lado de Luiz Adriano.

Além disso, com 29 partidas pelo Palmeiras na Libertadores completadas hoje, Bigode se igualou aos símbolos do time na época da Academia, Ademir da Guia e Dudu, no top 6 dos jogadores que mais vezes entraram em campo pelo clube no torneio, ficando a apenas um de César Sampaio, quinto colocado no ranking, com 30. Destes 29 jogos, Willian saiu de campo com a vitória 18 vezes, número suficiente para o colocar como quinto atleta com mais triunfos na competição sul-americana junto com Felipe Melo e Galeano. À sua frente, aparecem apenas Ademir da Guia e Alex (20), Dudu (21) e Marcos (27).

GUSTAVO GÓMEZ FAZ GOL HISTÓRICO EM LIBERTADORES

O único gol alviverde marcado na partida, de Gustavo Gómez, foi suficiente para que o Palmeiras alcançasse um recorde: o de melhor ataque em uma única edição de Libertadores no Século XXI. Em 2001, quando o Verdão chegou à semifinal da competição, fez 26 gols – até então, a edição recordista nesse século, isolada. Hoje, o Alviverde de 2020 iguala a temporada de 19 anos atrás como o melhor ataque, repetindo os 26 gols (em nove partidas até aqui).

Um dos pilares do sistema defensivo do Verdão e um dos responsáveis pela boa fase do momento do Verdão neste setor, pois, em 2020, ao lado de Luan, está invicto na zaga, com 16 partidas, dez vitórias, seis empates e apenas oito gols sofridos, Gustavo Gómez também sempre tem dado sua contribuição no ataque. O zagueiro nunca passou uma temporada em branco desde que chegou ao Palmeiras: além de quatro gols de 2020, marcou quatro vezes em 2019 e outras três vezes em 2018.

Gómez, inclusive, é um dos dois únicos jogadores palmeirenses em 2020 a terem disputado todas as nove partidas possíveis do Verdão na Libertadores até aqui. O outro é o goleiro Weverton.

Departamento de Comunicação

O zagueiro Gustavo Gómez vive um momento especial no Palmeiras. Um dos principais jogadores do atual elenco e sempre muito elogiado pela torcida, o defensor chegou à marca de 100 partidas com a camisa do Verdão na goleada por 5 a 0 sobre o Delfín-EQU, na quarta-feira (02), no Allianz Parque, pelas oitavas de final da Conmebol Libertadores. Muito esperançoso com o seu futuro no clube, o paraguaio valorizou o feito.

“Estou muito feliz por chegar a esta marca de 100 jogos com a camisa do Palmeiras. Agradeço aos meus companheiros, ao pessoal que trabalha aqui no Palmeiras e também à torcida. É muito gratificante para mim e espero seguir chegando a marcas importantes com a camisa do Palmeiras. Quero ajudar sempre, este é o meu objetivo. E quero ganhar muitos títulos, se Deus quiser”, afirmou.

Junto com o Alviverde na busca por mais um título da Libertadores, o camisa 15 reencontrará um velho conhecido nas quartas de final da competição internacional: o Libertad, do Paraguai, clube que revelou o atleta para o futebol. Apesar da forte ligação com a equipe paraguaia, Gómez demonstrou muito empenho para superar o próximo rival do Palmeiras no torneio.

“Tenho muitos amigos lá, pessoas que trabalham no clube. Como todos sabem, eu comecei a minha carreira no Libertad, todos me ajudaram muito. Tenho um carinho muito grande. Sempre falo com os meus companheiros que tenho na Seleção (Paraguaia) também. É um jogo especial para mim, mas estou focado no jogo. É um jogo importante para todo o time. Um jogo da Libertadores contra um time muito importante, estamos focados para este jogo”, disse, destacando a força do time de seu país.

“Desde que o Abel (Ferreira) chegou, estamos com a mentalidade de sair e buscar os três pontos fora de casa, ganhar o primeiro jogo de Copa fora para conquistar uma vantagem. Jogamos em casa da mesma forma, essa é a mentalidade. Mas, como todos sabem, jogos da Libertadores são muito difíceis. Estamos trabalhando para fazer o nosso melhor e fazer um bom jogo. Sabemos que o Libertad se classificou por algo, tem muitas qualidades. Os times que se classificaram têm muita qualidade, não há mais time pequeno”, falou. “Não há times fáceis, todo jogo a partir de agora é muito difícil. Estamos trabalhando para cada jogo. Mas, fora de casa, também buscaremos a vitória sempre”, completou.

Mas não é apenas a Conmebol Libertadores que desperta o interesse de Gustavo Gómez nesta temporada. “São três competições, brigaremos até o fim. Sabemos que a Copa do Brasil e a Libertadores estão mais perto, mas ainda temos jogos para fazer pelo Brasileiro. Brigaremos pelas três competições. Temos elenco e superamos dificuldades por causa da pandemia. Temos mentalidade vencedora e brigaremos pelas três competições”, concluiu o zagueiro.

Confira abaixo a entrevista coletiva do zagueiro Gustavo Gómez:

 

Departamento de Comunicação

O duelo entre Palmeiras e Delfín-EQU, com vitória alviverde por 5 a 0, na noite desta quarta-feira (02), garantiu não só a classificação do Verdão às quartas de final do torneio continental, como também trouxe números positivos para alguns jogadores individualmente: os números impressionantes ficaram por conta de Weverton e Gustavo Gómez.

Presença constante nas listas de convocados para a Seleção Brasileira, Weverton chegou a 136 jogos pelo Palmeiras desde que chegou ao clube, em 2018, e igualou o número de duelos de Nascimento, arqueiro da década de 30, do Palestra Italia, passando a figurar na lista dos dez goleiros que mais defenderam o Verdão em toda a história – o ranking é encabeçado por Leão, com 621 jogos, seguido por Marcos (533), Valdir de Morais (480), Velloso (458), Oberdan (353), Sérgio (333), Gilmar (290), Fernando Prass (274) e Primo (185).

“É muito gratificante poder vestir essa camisa e alcançar números importantes. É motivo de muito orgulho para mim. Todo mundo sabe e eu falo sempre isso, que é muito orgulhoso poder vestir essa camisa que grandes ídolos vestiram. Posso citar o Marcos que foi o que eu mais vi jogar e está nesse top 10 também”, declarou Weverton após a partida.

Este não é o primeiro feito numérico surpreendente alcançado por Weverton em 2020. Recentemente, o camisa 21 (usa a 1 na Libertadores) atingiu uma marca que já durava 23 anos: chegou à terceira temporada consecutiva com 20 ou mais jogos sem sofrer gols, algo que não acontecia desde que Velloso não foi vazado por 28 partidas em 1995, 24 em 1996 e 27 em 1997. Atualmente – já com esta partida –, o arqueiro soma 23 jogos limpos em 47 partidas disputadas em 2020. Em 2018, seu ano de estreia, e em 2019, ele foi intransponível 21 e 26 vezes, respectivamente. E com um total de, agora, 70 jogos sem levar gols pelo Verdão, ele fica na terceira posição do ranking de goleiros com mais jogos sem ser vazado neste século, atrás apenas de Marcos (107) e Fernando Prass (101). Em uma única temporada, é o recordista do século com os 26 jogos de 2019.

O camisa 21 ainda ostenta a terceira menor média de gols sofridos na história do Palmeiras. Vazado apenas 86 vezes em 136 jogos, o jogador tem índice de 0,63 gol por partida, atrás só do paraguaio Benítez, com 0,54 (13 gols sofridos em 24 jogos em 1978), e do também paraguaio Gato Fernández, com 0,62 (22 gols em 35 jogos em 1994). São considerados somente goleiros com ao menos dez jogos disputados pelo clube.

Atleta com mais minutos em campo em 2020 (4497), Weverton atuou em 47 dos 52 jogos do Palmeiras no ano (assim como Zé Rafael) e, neste quesito, só perde para Willian, presente em 50 dos 51 compromissos do time alviverde.

“Poder entrar nesse top 10 para mim é muito bacana. Espero poder ir avançando aos poucos. Sei que teve muito goleiro que jogou bastante. Vai ser difícil chegar até lá, mas acho que o importante é estar sendo citado diante de tantos goleiros importantes na história do Palmeiras. É uma vitória muito grande pessoal. E falando do jogo, também estou muito feliz pela classificação. Era o nosso objetivo classificar e nos classificamos muito bem. Agora vamos seguir avançando aí em busca dos nossos objetivos”, encerrou o arqueiro esmeraldino, que exaltou a marca pessoal alcançada e também a classificação.

Já Gustavo o zagueiro paraguaio Gustavo Gómez, no Palmeiras desde 2018, atingiu a expressiva marca de 100 partidas pelo Verdão e, portanto, ao ter entrado em campo mais uma vez nesta noite, passou a integrar o seleto grupo de jogadores com 100 ou mais partidas que atuaram pelo clube. São eles: Gómez (100), Mayke, com (103), Luan (112), Marcos Rocha (127), Weverton (136), Lucas Lima (146), Felipe Melo (170) e Willian (198).

Gómez atuou em 40 dos 51 jogos do Verdão em 2020 e é o quarto palmeirense com mais interceptações de jogadas adversárias nesta temporada (ou seja, quando o passe, lançamento ou cruzamento rival é impedido no meio do caminho) com 18 intervenções, atrás apenas de Gabriel Menino (21) e dos líderes Patrick de Paula e Viña (empatados com 23).

No ataque, o zagueiro também tem dado a sua contribuição. O paraguaio está a uma bola na rede do top 5 de estrangeiros com mais gols pelo Palmeiras na era dos pontos corridos do Brasileirão: é o sexto com seis tentos (ao lado compatriota Lucas Barrios, do colombiano Mina e do venezuelano Guerra), um a menos do que o atacante argentino Gioino, com sete – completam a lista o também argentino Cristaldo, com nove; o colombiano Borja, com dez; mais um argentino, Barcos, com 14; e o chileno Valdivia, com 15. O zagueiro, aliás, nunca passou uma temporada em branco desde que chegou ao Palmeiras: além de três gols de 2020, marcou cinco vezes em 2019 e outras três vezes em 2018.

O paraguaio teve Felipe Melo como seu companheiro de zaga mais frequente na temporada: 20 jogos, 12 vitórias, sete empates e somente uma derrota, com apenas nove gols sofridos (média de 0,45 gol sofrido por partida). Já a zaga Gómez e Luan está invicta no ano (15 partidas, dez vitórias, cinco empates e apenas sete gols sofridos) e tem retrospecto geral de 53 jogos, 34 vitórias, 14 empates e só cinco derrotas, com 25 gols sofridos (média de 0,47 gol sofrido por partida). No último dia 21, quando o técnico Abel Ferreira escalou uma linha defensiva composta por três zagueiros, Gómez iniciou uma partida ao lado de Renan e de Emerson Santos pela primeira vez e, nos dois jogos seguintes, contra o Delfín-EQU, vitória por 3 a 1 fora de casa pelo jogo de ida das oitavas de final da Libertadores, e mais recentemente Athletico-PR, no triunfo por 3 a 0 em casa pelo Brasileiro, o time voltou a ter uma dupla de zaga no esquema tático e Gómez fez parceria com Emerson Santos – portanto, ao lado do camisa 3 são três jogos, duas vitórias, um revés e dois gols sofridos.

Em 2019, Gómez e Luan atingiram a expressiva marca de 1081 minutos consecutivos sem sofrer gols (sem considerar os acréscimos), segunda maior sequência instransponível de uma dupla de zagueiros na história do Palmeiras – o recorde ainda pertence a Marcio e Vágner Bacharel, que, em 1987, garantiram que o time ficasse sem levar gols por exatos 1.148 minutos (sem acréscimos). Um ano antes, durante a campanha do decacampeonato brasileiro de 2018, eles já haviam contribuído para estabelecer o recorde palmeirense de menos gols sofridos na história do Brasileirão de pontos corridos: apenas 26 tentos tomados (a marca anterior era de 32, na caminhada do título de 2016).

O paraguaio teve Felipe Melo como seu companheiro de zaga mais frequente na temporada: 20 jogos, 12 vitórias, sete empates e somente uma derrota, com apenas nove gols sofridos (média de 0,45 gol sofrido por partida). Já a zaga Gómez e Luan está invicta no ano (14 partidas, nove vitórias, cinco empates e apenas sete gols sofridos) e tem retrospecto geral de 53 jogos, 34 vitórias, 14 empates e só cinco derrotas, com 25 gols sofridos (média de 0,47 gol sofrido por partida). No último sábado (21), quando o técnico Abel Ferreira escalou uma linha defensiva composta por três zagueiros, Gómez iniciou uma partida ao lado de Renan e de Emerson Santos pela primeira vez e, nos dois jogos seguintes, contra o Delfín-EQU, vitória por 3 a 1 fora de casa pelo jogo de ida das oitavas de final da Libertadores, e mais recentemente Athletico-PR, no triunfo por 3 a 0 em casa pelo Brasileiro, o time voltou a ter uma dupla de zaga no esquema tático e Gómez fez parceria com Emerson Santos – portanto, ao lado do camisa 3 são três jogos, duas vitórias, um revés e dois gols sofridos.

Em 2019, Gómez e Luan atingiram a expressiva marca de 1081 minutos consecutivos sem sofrer gols (sem considerar os acréscimos), segunda maior sequência instransponível de uma dupla de zagueiros na história do Palmeiras – o recorde ainda pertence a Marcio e Vágner Bacharel, que, em 1987, garantiram que o time ficasse sem levar gols por exatos 1.148 minutos (sem acréscimos). Um ano antes, durante a campanha do decacampeonato brasileiro de 2018, eles já haviam contribuído para estabelecer o recorde palmeirense de menos gols sofridos na história do Brasileirão de pontos corridos: apenas 26 tentos tomados (a marca anterior era de 32, na caminhada do título de 2016). Dos 100 jogos de Gómez no Verdão, 97 foram titular.

Departamento de Comunicação

O Palmeiras teve mais um jogador convocado para as Eliminatórias da Copa do Mundo nesta sexta-feira (30). Capitão de sua seleção, o zagueiro Gustavo Gómez foi chamado pelo Paraguai para os confrontos com Argentina e Bolívia, pela terceira e quarta rodadas do torneio. Gabriel Menino e Weverton, pelo Brasil, e Viña, pelo Uruguai, também foram convocados.

O Paraguai enfrenta os argentinos no dia 12 de novembro, no Monumental de Nuñez, e recebe a Bolívia no estádio Defensores Del Chaco, no dia 17. Gómez acumula inúmeras convocações na carreira e, inclusive, foi titular nas duas primeiras rodadas das Eliminatórias, contra Peru e Venezuela – atuou os 90 minutos nas duas partidas.

Com histórico na seleção, o zagueiro já disputou duas edições da Copa América (2016 e 2019), além de ter participado de grande parte das partidas das Eliminatórias para a Copa do Mundo da Rússia. Gómez tem 92 jogos e 11 gols com a camisa alviverde, que defende desde 2018, e tem dois títulos pelo Verdão: Campeonato Brasileiro (2018) e Campeonato Paulista (2020).

Ele começou a carreira aos 13 anos como volante do Club 31 de Julio de San Ignacio, município vizinho de San Juan, no Paraguai. Aos 14, foi convocado pela primeira vez para a Seleção Paraguaia Sub-17. E, aos 17, fez parte do grupo de 12 atletas juvenis levado para a Copa do Mundo da África do Sul (em 2010) como sparing. Só então se transferiu ao Libertad-PAR e se profissionalizou, com passagens posteriores por Lanús-ARG e Milan-ITA.

Gómez é titular absoluto da seleção de seu país (Foto: Cesar Greco)

Departamento de Comunicação

O Palmeiras se reapresentou na tarde desta quinta-feira (15), na Academia de Futebol, após a partida contra o Coritiba, no Allianz Parque, pelo Campeonato Brasileiro. O auxiliar Andrey Lopes comandou o treinamento – ele será o técnico do Verdão na partida contra o Fortaleza, neste domingo (18), às 20h30, pela 17ª rodada do torneio nacional.

Matías Viña e Gustavo Gómez retornaram ao clube após defenderem as seleções de Uruguai e Paraguai, respectivamente, nas Eliminatórias da Copa do Mundo. O lateral-esquerdo realizou atividades na sala de musculação e correu ao redor do gramado, enquanto o zagueiro chegou de viagem somente no final da tarde e passou por avaliações e um treino de musculação.

Andrey Lopes comandou o treino desta quinta-feira (15) (Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

Os jogadores que atuaram a maior parte do tempo contra o Coritiba permaneceram na parte interna do centro de excelência e realizaram trabalhos regenerativos, que incluem botas pneumáticas, piscina de água quente, banheiras de gelo, massagens e musculação para membros superiores. Entre eles, estavam Willian e Ramires, que entraram no primeiro tempo.

Em campo, com o restante do grupo, Andrey Lopes realizou um treino técnico de quatro contra quatro em campo reduzido que exigiu marcação, passes rápidos e finalizações. Rony, Raphael Veiga e Danilo, que entraram na última partida, estiveram no gramado – assim como Patrick de Paula e Zé Rafael, que começaram o último jogo entre os titulares.

Os jogadores Lucas Lima (à esquerda) e Patrick de Paula durante atividade na Academia de Futebol (Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

O lateral-esquerdo Lucas Esteves sofreu uma lesão na parte interna da coxa esquerda, diferente da que ele havia sofrido anteriormente, que era na parte posterior. Marcos Rocha, que deixou a partida contra o Coritiba no intervalo com dores, está com um edema na coxa direita. Ambos já iniciaram o tratamento no Núcleo de Saúde e Performance do Palmeiras.

Departamento de Comunicação

> GOLEIROS

Weverton

Um verdadeiro paredão. O goleiro titular palestrino manteve as boas apresentações neste início de temporada, atuando em todas as 20 partidas do Palmeiras em 2020, assim como Willian e Zé Rafael, e sofrendo apenas nove gols no total (sete no Campeonato Paulista). Foram 16 embates pelo Estadual, sendo 10 deles sem ser vazado.

Na primeira partida da grande decisão contra o Corinthians, pelo Campeonato Paulista, além de vestir a braçadeira de capitão, o camisa 1 foi o grande destaque do duelo com defesas importantes ao longo do primeiro tempo. Na volta, ele foi ainda mais importante: defendeu dois pênaltis para ajudar o time a levantar a taça. E não é de hoje que o arqueiro decide para o Verdão.

Em 2018, ano em que chegou ao clube, o jogador se tornou um dos protagonistas do título do Campeonato Brasileiro, inclusive conquistando a Bola de Prata e completando nove jogos sem tomar gols durante a temporada (884 minutos com acréscimos e 812 sem). Com este feito, o atleta passou a obter a segunda melhor marca da história do Palmeiras neste quesito, atrás apens de Zetti, com 12 jogos (1.238 minutos sem acréscimos), em 1987. De quebra, Weverton também é o primeiro acreano campeão na história do Brasileirão desde 1959.

O Campeonato Paulista 2020 é o segundo título de Weverton pelo Palmeiras (Cesar Greco/Palmeiras)

2ª menor média de gols sofridos na história do clube

Vazado apenas 66 vezes em 109 jogos pelo Palmeiras, Weverton detém a segunda menor média de gols sofridos na história do clube: 0,60, atrás apenas do paraguaio Benítez, com 0,54 (13 gols sofridos em 24 jogos em 1978). Na terceira colocação, aparece o também paraguaio Gato Fernández, com 0,62 (22 gols em 35 jogos em 1994). São considerados somente goleiros com ao menos dez jogos disputados pelo Verdão.

Além disso, Weverton não sofreu gols em 59 partidas dessas 109 que jogou pelo Verdão, número que o coloca na terceira colocação do ranking de goleiros com mais jogos sem ser vazado no Século XXI – Marcos (107 jogos) e Fernando Prass (101) lideram. Em uma única temporada, o atual camisa 1 é o recordista do Século XXI com 26 jogos sem sofrer gols em 2019.

Weverton fechou o ano de estreia, em 2018, com 21 jogos sem sofrer gols. Em 2019, foram 26. E, neste ano, já são 12 partidas intransponível em 20 disputadas. Se sair de campo mais oito vezes sem ser vazado nesta temporada, ele alcançará uma marca que não é atingida há 23 anos – o último goleiro a ficar três temporadas consecutivas sem sofrer gols em 20 ou mais jogos foi Velloso, em 1995 (28), 1996 (24) e 1997 (27).

No Verdão, ele defendeu quatro penalidades no ano de 2019: em amistoso diante do Guarani, pela Copa do Brasil diante do Internacional, pela Libertadores contra o Godoy Cruz-ARG e ante o Ceará pelo Brasileirão. Na final do Paulista 2020, foram mais duas nas cobranças alternadas contra o Corinthians. Vale lembrar que, pela Seleção Brasileira, ele defendeu uma cobrança na vitória por 5 a 4 nos pênaltis contra a Alemanha na final dos Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro, ajudando a garantir o então inédito ouro olímpico ao Brasil.

Números gerais:
> 109 Jogos (109 como titular) pelo Palmeiras
> 20 jogos (20 como titular) na temporada 2020
> 16 jogos (16 como titular) neste Campeonato Paulista
Estreia: 11/03/2018 – Ituano 0x3 Palmeiras – Campeonato Paulista
Último jogo: 08/08/2020 – Palmeiras 1 (4) x (3) 1 Corinthians – Campeonato Paulista
Último como titular: 08/08/2020 – Palmeiras 1 (4) x (3) 1 Corinthians – Campeonato Paulista

> ZAGUEIROS

Felipe Melo

Sempre marcado pelo jeito aguerrido e comprometido dentro de campo, o camisa 30 do Verdão ganhou um novo desafio em 2020: atuar como zagueiro. Levando consigo o bom posicionamento, os lançamentos precisos à longa distância e a tarja de capitão, Felipe Melo agradou o técnico Vanderlei Luxemburgo na zaga palmeirense. No Paulista, foram 13 jogos e um gol marcado – o primeiro da vitória por 2 a 0 sobre o Santo André, no Allianz Parque, que deu a vaga ao Alviverde para a semifinal da competição.

Capitão alviverde na final, Felipe Melo levantou a taça do Campeonato Paulista 2020 no Allianz Parque (Fabio Menotti/Palmeiras)

O companheiro de zaga mais frequente do jogador em 2020 tem sido Gustavo Gómez. A dupla atuou 14 vezes em 20 jogos nesta temporada e sofreu somente seis gols, com apenas uma derrota, além de nove vitórias e quatro empates.

Perto do Top 5 de jogadores que mais atuaram no Allianz Parque

Ao ser escalado para a segunda partida da final, Felipe Melo igualou os 67 jogos de Zé Roberto no Allianz Parque e alcançou o Top 5 de jogadores com mais partidas na casa palmeirense com essa configuração atual (inaugurada em 2014). Completam o ranking o volante Thiago Santos, com 71 partidas, o zagueiro Vitor Hugo, 73, o goleiro Fernando Prass, 86, e o atacante Dudu, recordista de jogos na arena, com 127 duelos.

O camisa 30 também se isolou no terceiro lugar entre os jogadores do elenco que mais atuaram, com 156 jogos desde que chegou ao clube, em 2017.

Em vitórias, o zagueiro é o líder do elenco e o 8º colocado no geral do Século XXI com 98 triunfos, atrás de Correa e Wendel, que dividem a 6ª posição com 101 – o 1º colocado é o ex-goleiro Marcos, com 182, e o segundo mais bem ranqueado do atual elenco é Bruno Henrique, 9º com 94, ao lado do ex-volante Pierre. Willian é o 11º com 92.

Felipe Melo está perto também de entrar para o Top 5 de artilheiros do atual elenco: são 12 bolas na rede contra 13 de Vitor Hugo, 14 de Luiz Adriano, 20 de Gustavo Scarpa, 28 de Bruno Henrique e 46 de Willian. Uma curiosidade: em todas as vezes que ele balançou as redes, o Palmeiras jamais saiu de campo derrotado (são oito vitórias e quatro empates).

Números gerais:
> 156 jogos (149 como titular), 12 gols e 5 assistências pelo Palmeiras
> 17 jogos (17 como titular) e 1 gol na temporada 2020
> 13 jogos (13 como titular) e 1 gol neste Campeonato Paulista
Estreia: 21/01/2017 – Chapecoense 1×1 Palmeiras – Amistoso
Último jogo: 08/08/2020 – Palmeiras 1 (4) x (3) 1 Corinthians – Campeonato Paulista
Último como titular: 08/08/2020 – Palmeiras 1 (4) x (3) 1 Corinthians – Campeonato Paulista

Gustavo Gómez

Raça e eficiência resumem muito bem o estilo de jogo de Gustavo Gómez, novamente fundamental para o Palmeiras terminar o Campeonato Paulista com a melhor defesa pelo quarto ano consecutivo. Com ele em campo, foram 13 jogos e apenas cinco gols sofridos.

O camisa 15, titular em todas as 17 partidas em que foi relacionado neste ano, foi o atleta de linha com mais tempo de jogo neste Paulista (1.253 minutos) e ainda fez um gol na competição, no triunfo por 3 a 1 contra o Mirassol.

Na 6ª rodada da competição, Gómez abriu o placar na vitória diante do Mirassol (Cesar Greco/Palmeiras)

Em 2019, ao lado de Luan na zaga, Gómez atingiu a expressiva marca de 1081 minutos consecutivos sem sofrer gols (sem considerar os acréscimos) – a série começou na quinta rodada do Paulista, contra o Corinthians, e terminou nas quartas de final da Copa do Brasil, contra o Internacional. Esta é a segunda maior sequência de uma dupla de zagueiros sem ser vazada na história do Palmeiras. O recorde ainda pertence a Marcio e Vágner Bacharel, que, em 1987, garantiram que o time ficasse por exatos 1.148 minutos intransponível (sem acréscimos).

Durante a campanha do decacampeonato brasileiro de 2018, Gómez e Luan já haviam contribuído para a equipe a estabelecer o recorde palmeirense de menos gols sofridos na história do Brasileirão de pontos corridos: apenas 26 tentos tomados (a marca anterior era de 32, na caminhada do título de 2016).

Números gerais:
> 75 Jogos (73 como titular) e 9 gols pelo Palmeiras
> 17 jogos (17 como titular) e 1 gol na temporada 2020
> 13 jogos (13 como titular) e 1 gol neste Campeonato Paulista
Estreia: 12/08/2018 – Palmeiras 1×0 Vasco – Campeonato Brasileiro
Último jogo: 08/08/2020 – Palmeiras 1 (4) x (3) 1 Corinthians – Campeonato Paulista
Último como titular: 08/08/2020 – Palmeiras 1 (4) x (3) 1 Corinthians – Campeonato Paulista

Luan

O camisa 13 entrou em campo seis vezes no Paulista de 2020, ganhando destaque após a lesão de Felipe Melo no embate contra a Ponte Preta, pela semifinal do torneio. O desfalque do capitão palestrino proporcionou a reedição da dupla com Gustavo Gómez, que rendeu bons frutos nas duas temporadas passadas, culminando com o título brasileiro de 2018 e com o recorde de 1081 minutos consecutivos sem sofrer gols (sem considerar os acréscimos).

Luan chegou ao Palmeiras em 2017, um ano depois de conquistar a medalha de ouro pelo Brasil nos Jogos Olímpicos, no Rio de Janeiro.

Na semifinal contra a Ponte Preta, Luan entrou na vaga de Felipe Melo na zaga (Cesar Greco/Palmeiras)

Números gerais:
> 91 Jogos (84 como titular), 5 gols e 1 assistência pelo Palmeiras
> 9 jogos (3 como titular) na temporada 2020
> 6 jogos (3 como titular) neste Campeonato Paulista
Estreia: 18/06/2017 – Bahia 2×4 Palmeiras – Campeonato Brasileiro
Último jogo: 05/08/2020 – Corinthians 0x0 Palmeiras – Campeonato Paulista
Último como titular: 05/08/2020 – Corinthians 0x0 Palmeiras – Campeonato Paulista

Vitor Hugo

Bem-humorado fora de campo, Vitor Hugo é o oposto dentro das quatro linhas. Mantendo a seriedade e a conhecida impulsão nas jogadas aéreas, o zagueiro se mostrou novamente importante na campanha de mais um título com o manto do Verdão – ele também esteve nas conquistas da Copa do Brasil de 2015 e do Campeonato Brasileiro de 2016.

Durante a ausência de Gustavo Gómez por conta da negociação do paraguaio para a renovação de contrato, o atleta fez dupla com Felipe Melo e não decepcionou, recebendo diversos elogios do treinador Vanderlei Luxemburgo.

Próximo de alcançar Top 10 de zagueiros-artilheiros e 50ª vitória no Allianz Parque

Autor de 13 gols em sua primeira passagem pelo clube, entre 2015 e 2017, Vitor Hugo está a uma bola na rede de entrar no top 10 de zagueiros-artilheiros do Verdão em todos os tempos, igualando Nen e Henrique na 9ª posição (ambos com 14 gols). Completam o ranking Júnior Baiano e Roque Júnior (16 gols), Daniel (18), Bianco Gambini (20), Cléber (21), Vágner Bacharel (22), Loschiavo (33) e Luis Pereira (36).

Com 155 jogos no total, o camisa 4 é o 3º zagueiro com mais partidas pelo clube no Século XXI, atrás apenas de Henrique (2º, com 161 partidas de 2008 2009 e de 2011 a 2014) e Maurício Ramos (1º, com 193 entre 2009 e 2013).

Terceiro na lista dos jogadores que mais atuaram no Allianz Parque na história com 73 partidas (atrás apenas de Dudu, com 127, e Fernando Prass, com 86), Vitor Hugo acumula 49 vitórias na arena palestrina – portanto, está a um passo do 50º triunfo no local.

Vitor Hugo está em sua segunda passagem pelo Verdão acumula números positivos pelo clube (Cesar Greco/Palmeiras)

Números gerais:
> 155 Jogos (155 como titular), 13 gols e 3 assistências pelo Palmeiras
> 4 jogos (4 como titular) na temporada 2020
> 3 jogos (3 como titular) neste Campeonato Paulista
Estreia: 17/01/2015 – Palmeiras 3×1 Shandong Luneng-CHI – Amistoso
Último jogo: 26/07/2020 – Palmeiras 2×1 Água Santa – Campeonato Paulista
Último como titular: 26/07/2020 – Palmeiras 2×1 Água Santa – Campeonato Paulista

> LATERAIS

Marcos Rocha

Suspenso no duelo com o Corinthians na retomada do calendário, Marcos Rocha foi protagonista nas vitórias sobre Água Santa e Santo André. Na primeira, triunfo alviverde por 2 a 1, deu a assistência para Ramires marcar de cabeça. Na segunda, fechou o placar de 2 a 0 com um gol já aos 49 minutos do segundo tempo, chegando à sexta bola na rede pelo clube.

Com três passes a gol nesta temporada (todos pelo Paulista), Marcos Rocha é o maior garçom do time no torneio estadual e no ano todo, igualando Dudu, que concedeu duas assistências pela Libertadores e uma pelo Paulista.

Em 2019, Marcos Rocha foi o segundo maior garçom do elenco, com sete passes a gol, ao lado de Gustavo Scarpa e atrás apenas de Dudu, com 18. Além disso, o lateral-direito fechou o Brasileirão de 2019 como o atleta que mais desarmou jogadas rivais com 103 interceptações, à frente de Gregore, do Bahia, vice com 102, e do também palmeirense Diogo Barbosa, terceiro com 80.

No geral, Marcos Rocha lidera o ranking de assistências do atual elenco ao lado de Willian e Lucas Lima, todos com 18.

Além de se destacar dando assistências para os companheiros de time, Marcos Rocha deixou o seu gol nas quartas de final contra o Santo André (Cesar Greco/Palmeiras)

Números gerais:
> 107 Jogos (105 como titular), 6 gols e 18 assistências pelo Palmeiras
> 15 jogos (15 como titular), 2 gols e 3 assistências na temporada 2020
> 12 jogos (12 como titular), 2 gols e 3 assistências neste Campeonato Paulista
Estreia: 18/01/2018 – Grêmio Novorizontino 0x3 Palmeiras – Campeonato Paulista
Último jogo: 08/08/2020 – Palmeiras 1 (4) x (3) 1 Corinthians – Campeonato Paulista
Último como titular: 08/08/2020 – Palmeiras 1 (4) x (3) 1 Corinthians – Campeonato Paulista

Mayke

Titular em duas partidas do Campeonato Paulista, sendo uma delas o primeiro clássico contra o Corinthians deste ano, Mayke foi importante para a conquista de mais um título pelo Verdão, assim como no Campeonato Brasileiro de 2018, quando ele faturou a Bola de Prata na oportunidade.

Mayke foi titular contra o Mirassol, em jogo válido pela 6ª rodada do Paulista (Cesar Greco/Palmeiras)

Números gerais:
> 88 Jogos (78 como titular), 2 gols e 7 assistências pelo Palmeiras
> 6 jogos (2 como titular) na temporada 2020
> 4 jogos (2 como titular) neste Campeonato Paulista
Estreia: 27/05/2017 – São Paulo 2×0 Palmeiras – Campeonato Brasileiro
Último jogo: 22/07/2020 – Corinthians 1×0 Palmeiras – Campeonato Paulista
Último como titular: 22/07/2020 – Corinthians 1×0 Palmeiras – Campeonato Paulista

Diogo Barbosa

Com a lesão de Matías Viña no primeiro jogo após a retomada do futebol paulista por conta da pandemia de Covid-19, Diogo Barbosa se tornou peça importante no time comandado por Vanderlei Luxemburgo nos confrontos decisivos do Estadual. O lateral-esquerdo assumiu a titularidade até a volta do uruguaio, que ocorreu no primeiro jogo da final.

Diogo Barbosa foi importante nas quartas de final e semifinal do torneio (Cesar Greco/Palmeiras)

Números gerais:
> 98 Jogos (87 como titular) e 6 assistências pelo Palmeiras
> 8 jogos (5 como titular) na temporada 2020
> 6 jogos (4 como titular) neste Campeonato Paulista
Estreia: 31/03/2018 – Corinthians 0x1 Palmeiras – Campeonato Paulista
Último jogo: 26/07/2020 – Palmeiras 2×1 Água Santa – Campeonato Paulista
Último como titular: 26/07/2020 – Palmeiras 2×1 Água Santa – Campeonato Paulista

Matías Viña

Contratado neste ano, o uruguaio foi uma grata surpresa. Muito aguerrido e com boa técnica, o jogador conquistou rapidamente a confiança da torcida e do técnico Vanderlei Luxemburgo, assumindo a titularidade da equipe. Na reta final da campanha do Verdão no Paulista, o atleta sofreu um profundo corte na cabeça e virou desfalque contra Água Santa, Santo André e Ponte Preta. Ele voltou na primeira partida da grande decisão contra o Corinthians, utilizando um capacete na cabeça como proteção. Na volta, no Allianz Parque, o lateral-esquerdo foi o autor da assistência para o gol de Luiz Adriano.

Depois de sofrer um corte na cabeça no primeiro jogo após a paralisação do Paulista, Viña voltou ao time para a disputa das finais (Cesar Greco/Palmeiras)

Números gerais:
> 9 Jogos (9 como titular) e uma assistência pelo Palmeiras
> 9 jogos (9 como titular) e uma assistência na temporada 2020
> 7 jogos (7 como titular) e uma assistência neste Campeonato Paulista
Estreia: 16/02/2020 – Palmeiras 3×1 Mirassol – Campeonato Paulista
Último jogo: 08/08/2020 – Palmeiras 1 (4) x (3) 1 Corinthians – Campeonato Paulista
Último como titular: 08/08/2020 – Palmeiras 1 (4) x (3) 1 Corinthians – Campeonato Paulista

Victor Luis

Torcedor declarado do Palmeiras desde a infância, Victor Luis honrou o manto em todas as vezes em que esteve dentro das quatro linhas pelo clube, inclusive na campanha do título brasileiro de 2018. Antes de acertar sua transferência por empréstimo para o Botafogo, o lateral-esquerdo foi bastante acionado pelo técnico Vanderlei Luxemburgo em 2020, entrando em campo oito vezes, sendo seis pelo Campeonato Paulista. A última partida do jogador pelo Estadual deste ano aconteceu no dia 20 de fevereiro, na vitória por 1 a 0 sobre o Guarani.

Victor Luis foi titular na goleada por 4 a 0 sobre o Ituano pela primeira rodada do Paulista (Cesar Greco/Palmeiras)

Números gerais:
> 113 jogos (95 como titular), 3 gols e 4 assistências pelo Palmeiras
> 8 jogos (6 como titular) na temporada 2020
> 6 jogos (5 como titular) neste Campeonato Paulista
Estreia: 09/03/2014 – Palmeiras 3×1 Paulista de Jundiaí – Campeonato Paulista
Último jogo: 20/02/2020 – Palmeiras 1×0 Guarani – Campeonato Paulista
Último como titular: 08/02/2020 – Ponte Preta 0x1 Palmeiras – Campeonato Paulista

> MEIO-CAMPISTAS

Bruno Henrique

As vitórias do Palmeiras no Campeonato Paulista fizeram Bruno Henrique atingir uma marca histórica pelo clube. Contra a Ponte Preta, pela semifinal, o jogador subiu da 10ª para a 9ª posição na lista dos jogadores que mais venceram pelo Alviverde no Século XXI, alcançando o ex-volante Pierre com 94 triunfos. Felipe Melo, o mais bem colocado do atual elenco, é o oitavo com 98, enquanto o líder é o ex-goleiro Marcos, com 182.

Além disso, com 28 gols em 159 jogos, o volante precisa de apenas mais uma bola na rede para figurar na lista dos 100 maiores artilheiros da história palmeirense em todos os tempos.

Se chegar ao 29º tento, dividirá a 100ª posição com Dudu (anos 60 e 70), Carlos Alberto Seixas (anos 80), Enéas (anos 80) e Magrão (anos 2000). De quebra, saltará da 5ª para a 3ª colocação na lista de volantes que mais fizeram gols na história do clube, dividindo posição com Dudu (anos 60 e 70) e Magrão (anos 2000) e ficando atrás apenas de Marcos Assunção (anos 2010), com 31 tentos, e do líder Zequinha (anos 50 e 60), com 40. Em média, Bruno faz um gol a cada 5,67 jogos, atrás só de Assunção, com um gol a cada 4,67 partidas.

Bruno Henrique está no Palmeiras desde 2017 e ostenta estatísticas positivas pelo clube (Cesar Greco/Palmeiras)

Números gerais:
> 159 jogos (133 como titular), 28 gols e 12 assistências pelo Palmeiras
> 16 jogos (9 como titular) e 1 assistência na temporada de 2020
> 12 jogos (5 como titular) e 1 assistência neste Campeonato Paulista
Estreia: 01/07/2017 – Palmeiras 1×0 Grêmio – Campeonato Brasileiro
Último jogo: 08/08/2020 – Palmeiras 1 (4) x (3) 1 Corinthians – Campeonato Paulista
Último como titular: 26/07/2020 – Palmeiras 2×1 Água Santa – Campeonato Paulista

Gabriel Menino

Apesar da pouca idade, o jovem jogador revelado pelas categorias de base do Palmeiras foi um dos grandes destaques da campanha palestrina no Campeonato Paulista. Com muita personalidade e determinação em campo, seja como volante ou improvisado como lateral-direito, o camisa 25 foi um dos sete jogadores que estiveram em campo nas seis partidas disputadas pelo Palmeiras desde a retomada do calendário após a pausa. Ao lado do amigo e também Cria da Academia Patrick de Paula, ele foi titular nos quatro jogos da fase de eliminatória.

Menino, que possui 19 anos, foi captado pela base do Palmeiras em 2017 e logo se destacou, inclusive sendo convocado para defender a Seleção Brasileira Sub-20 no Sul-Americano de 2019. Tem a polivalência como característica e chegou a atuar como lateral-direito nas partidas contra Mirassol, Guarani, Santos, Tigre-ARG e Corinthians (pela primeira fase).

#CriadaAcademia, Gabriel Menino mostra segurança e personalidade dentro de campo (Cesar Greco/Palmeiras)

Números gerais:
> 15 jogos (11 como titular) e 1 assistência pelo Palmeiras
> 15 jogos (11 como titular) e 1 assistência na temporada de 2020
> 12 jogos (9 como titular) e 1 assistência neste Campeonato Paulista
Estreia: 15/01/2020 – Palmeiras 0x0 Atlético Nacional de Medellín-COL – Florida Cup
Último jogo: 08/08/2020 – Palmeiras 1 (4) x (3) 1 Corinthians – Campeonato Paulista
Último como titular: 08/08/2020 – Palmeiras 1 (4) x (3) 1 Corinthians – Campeonato Paulista

Gustavo Scarpa

Conhecido pelo forte chute de longa distância, Scarpa utilizou esta qualidade em alguns jogos desta edição do Campeonato Paulista. Apesar de não ter iniciado nenhuma partida como titular, o atleta participou bem dos confrontos em que entrou e deixou sua marca ao balançar a rede na goleada por 4 a 0 sobre o Oeste.

Gustavo Scarpa comemora seu gol contra o Oeste durante partida válida pela 3ª rodada do Campeonato Paulista (Cesar Greco/Palmeiras)

Números gerais:
> 79 jogos (47 como titular), 20 gols e 9 assistências pelo Palmeiras
> 8 jogos (0 como titular) e 1 gol na temporada de 2020
> 8 jogos (0 como titular) e 1 gol neste Campeonato Paulista
Estreia: 04/02/2018 – Palmeiras 2×0 Santos – Campeonato Paulista
Último jogo: 08/08/2020 – Palmeiras 1 (4) x (3) 1 Corinthians – Campeonato Paulista
Último como titular: 17/11/2019 – Bahia 1×1 Palmeiras – Campeonato Brasileiro

Lucas Lima

Com a cobrança de escanteio para o gol de Felipe Melo contra o Santo André, nas quartas de final, Lucas Lima chegou a 18 assistências pelo Palmeiras (em 122 jogos) e alcançou a liderança do ranking do atual elenco ao lado de Willian e Marcos Rocha (18 assistências em 169 e 107 jogos, respectivamente). No ano, o camisa 20 tem dois passes diretos a gol, atrás só de Marcos Rocha e Dudu, com três. O meia atuou oito vezes como titular no Paulista e fez um gol, na goleada por 4 a 0 sobre o Ituano, na estreia da competição.

Lucas Lima deixou o seu gol no Paulista logo na primeira rodada da competição (Cesar Greco/Palmeiras)

Números gerais:
> 122 jogos (84 como titular), 10 gols e 18 assistências pelo Palmeiras
> 15 jogos (10 como titular), 2 gols e 2 assistências na temporada de 2020
> 13 jogos (8 como titular), 1 gol e 2 assistências neste Campeonato Paulista
Estreia: 18/01/2018 – Palmeiras 3×1 Santo André – Campeonato Paulista
Último jogo: 08/08/2020 – Palmeiras 1 (4) x (3) 1 Corinthians – Campeonato Paulista
Último como titular: 26/07/2020 – Palmeiras 2×1 Água Santa – Campeonato Paulista

Patrick de Paula

Alçado da base no início da temporada, o meio-campista de 20 anos foi ganhando espaço aos poucos e no final se tornou um dos símbolos da vitoriosa campanha do Verdão no Paulista. Titular da equipe nos cinco jogos desde a retomada do campeonato (sua maior sequência como profissional), ele foi o comandante do meio-campo alviverde atuando durante toda a fase eliminatória ao lado do também recém-promovido Gabriel Menino. Na decisão no Allianz Parque, Patrick mostrou toda a sua personalidade, converteu a última cobrança na disputa por pênaltis e sacramentou o título estadual palestrino.

Seu primeiro gol pelo time profissional na semifinal diante da Ponte Preta, pegando um rebote na entrada da área e acertando um chute de canhota no canto direito do goleiro, foi fundamental para que o Palmeiras vencesse pelo placar mínimo e avançasse à decisão. Ao todo neste ano, ele já atuou por 929 minutos em 14 partidas e, neste quesito, dentre os atletas oriundos da base, só fica atrás de Gabriel Menino, que atuou em 992 minutos em 15 jogos.

Patrick de Paula foi um dos destaques do time na retomada da competição (Cesar Greco/Palmeiras)

Patrick foi captado pelo Verdão enquanto atuava no futebol amador do Rio de Janeiro em 2017. Fazia inicialmente a função de meia armador e assumiu o protagonismo da equipe Sub-20 alviverde quando passou a jogar mais recuado, como primeiro volante (atuou até improvisado como zagueiro em algumas partidas das categorias de base).

Números gerais:
> 14 jogos (9 como titular) e 1 gol pelo Palmeiras
> 14 jogos (9 como titular) e 1 gol na temporada de 2020
> 11 jogos (8 como titular) e 1 gol neste Campeonato Paulista
Estreia: 15/01/2020 – Palmeiras 0x0 Atlético Nacional de Medellín-COL – Florida Cup
Último jogo: 08/08/2020 – Palmeiras 1 (4) x (3) 1 Corinthians – Campeonato Paulista
Último como titular: 08/08/2020 – Palmeiras 1 (4) x (3) 1 Corinthians – Campeonato Paulista

Ramires

Consagrado no futebol internacional, Ramires foi o jogador ideal para dar o toque de experiência que o meio de campo do Palmeiras precisava. Juntamente com Patrick de Paula e a Gabriel Menino, o atleta de 33 anos formou um trio que agradou bastante Vanderlei Luxemburgo nos últimos jogos do Estadual. O volante, inclusive, fez o seu primeiro gol com o manto palestrino no embate contra o Água Santa, no Allianz Parque.

O camisa 18 chegou ao clube em 2019, mas apenas nesta temporada conseguiu engatar uma sequência de partidas com a camisa do Maior Campeão do Brasil.

Ramires marcou seu primeiro gol pelo clube no jogo contra o Água Santa (Cesar Greco/Palmeiras)

Números gerais:
> 21 jogos (14 como titular) e 1 gol pelo Palmeiras
> 15 jogos (12 como titular) e 1 gol na temporada de 2020
> 11 jogos (10 como titular) e 1 gol neste Campeonato Paulista
Estreia: 20/07/2019 – Ceará 2X0 Palmeiras – Campeonato Brasileiro
Último jogo: 08/08/2020 – Palmeiras 1 (4) x (3) 1 Corinthians – Campeonato Paulista
Último como titular: 08/08/2020 – Palmeiras 1 (4) x (3) 1 Corinthians – Campeonato Paulista

Raphael Veiga

Bastante valorizado por Vanderlei Luxemburgo, o jogador permaneceu no elenco palestrino a pedido do treinador em 2020. No Paulista, Veiga entrou em campo nove vezes, sendo quatro como titular, e fez um gol, na vitória por 3 a 1 sobre o Mirassol.

Veiga marcou o segundo gol alviverde no triunfo sobre o Mirassol (Cesar Greco/Palmeiras)

Números gerais:
> 64 jogos (28 como titular), 8 gols e 2 assistências pelo Palmeiras
> 11 jogos (6 como titular) e 1 gol na temporada de 2020
> 9 jogos (4 como titular) e 1 gol neste Campeonato Paulista
Estreia: 21/01/2017 – Chapecoense 2×2 Palmeiras – Amistoso
Último jogo: 08/08/2020 – Palmeiras 1 (4) x (3) 1 Corinthians – Campeonato Paulista
Último como titular: 26/07/2020 – Palmeiras 2×1 Água Santa – Campeonato Paulista

Zé Rafael

Um dos três atletas com presença nos 16 jogos do Palmeiras no Paulista, Zé Rafael foi peça fundamental no esquema de Vanderlei Luxemburgo. Atuando como segundo volante, como meia centralizado ou como um meio-campista pelo lado esquerdo, exerceu funções táticas importantes, inclusive nas partidas decisivas contra o Corinthians. Deixou sua marca na campanha ao balançar a rede logo na primeira rodada da competição, na goleada por 4 a 0 sobre o Ituano fora de casa.

Zé Rafael comemora seu gol na vitória por 4 a 0 sobre o Ituano, na estreia do Paulista (Cesar Greco/Palmeiras)

Números gerais:
> 59 jogos (43 como titular), 8 gols e 7 assistências pelo Palmeiras
> 20 jogos (10 como titular), 1 gol e 2 assistências na temporada de 2020
> 16 jogos (8 como titular), 1 gol e 1 assistência neste Campeonato Paulista
Estreia: 23/01/2019 – Palmeiras 1×0 Botafogo-SP – Campeonato Paulista
Último jogo: 08/08/2020 – Palmeiras 1 (4) x (3) 1 Corinthians – Campeonato Paulista
Último como titular: 08/08/2020 – Palmeiras 1 (4) x (3) 1 Corinthians – Campeonato Paulista

> ATACANTES

Gabriel Veron

O promissor atacante de 17 anos participou de apenas seis partidas do Campeonato Paulista por causa de uma lesão no músculo posterior da coxa direita, sofrida na retomada dos treinos antes do reinício do Estadual, em julho. Veron desfalcou a equipe na reta final do torneio, que acabou com o título alviverde. Apesar de participar de poucos embates, ele ainda deu uma assistência para gol.

Gabriel Veron (à direita) deu o passe para o gol de Luiz Adriano contra o Mirassol (Cesar Greco/Palmeiras)

Números gerais:
> 12 jogos (3 como titular), 2 gols e 2 assistências pelo Palmeiras
> 9 jogos (3 como titular) e 1 assistência na temporada de 2020
> 6 jogos (3 como titular) e 1 assistência neste Campeonato Paulista
Estreia: 28/11/2019 – Fluminense 1×0 Palmeiras – Campeonato Brasileiro
Último jogo: 04/03/2020 – Tigre-ARG 0x2 Palmeiras – Conmebol Libertadores
Último como titular: 16/02/2020 – Palmeiras 3×1 Mirassol-SP – Campeonato Paulista

Iván Angulo

A história do atacante colombiano no time profissional do Palmeiras começou justamente na grande decisão do Campeonato Paulista – ele entrou nos minutos finais do primeiro encontro com o Corinthians, fora de casa.

Com isso, a lista de estrangeiros que jogaram pelo Palmeiras em todos os tempos aumentou: agora, são 113 gringos que já vestiram a camisa do Maior Campeão do Brasil. Considerando apenas os colombianos, o atacante de 21 anos é o oitavo – os outros são Rincón, Lozano, Asprilla, Muñoz, Armero, Mina e Borja.

Iván Angulo fez sua estreia pelo time principal palestrino no primeiro jogo da final (Cesar Greco/Palmeiras)

O Verdão é o clube paulista com o maior número de estrangeiros na história. Além dos oito colombianos, já fizeram ao menos uma partida pelo time principal alviverde mais 45 jogadores argentinos, 20 uruguaios, 12 italianos, 12 paraguaios, três chilenos, dois espanhóis, dois poloneses, dois portugueses, dois venezuelanos, um boliviano, um húngaro, um japonês, um peruano e um tcheco – leva-se em conta o local de nascimento, por isso o chileno naturalizado Valdivia entra como venezuelano e o paraguaio naturalizado Barrios entra como argentino.

Números gerais:
> 1 jogo pelo Palmeiras
> 1 jogo na temporada de 2020
> 1 jogo neste Campeonato Paulista
Estreia: 05/08/2020 – Corinthians 0x0 Palmeiras – Campeonato Paulista

Último jogo: 05/08/2020 – Corinthians 0x0 Palmeiras – Campeonato Paulista

Luan Silva

Aos 21 anos de idade, Luan é bem avaliado pela comissão técnica do Verdão. Contudo, algumas lesões atrapalharam o início da trajetória do atacante no clube, inclusive a sua participação no Campeonato Paulista desta temporada. Ele atuou em apenas uma partida, no empate em 1 a 1 com a Ferroviária.

O único jogo de Luan pelo Palmeiras foi na 9ª rodada do Paulista, contra a Ferroviária (Cesar Greco/Palmeiras)

Números gerais:
> 1 jogo (1 como titular) pelo Palmeiras
> 1 jogo (1 como titular) na temporada de 2020
> 1 jogo (1 como titular) neste Campeonato Paulista
Estreia: 07/03/2020 – Palmeiras 1×1 Ferroviária – Campeonato Paulista
Último jogo: 07/03/2020 – Palmeiras 1×1 Ferroviária – Campeonato Paulista
Último como titular: 07/03/2020 – Palmeiras 1×1 Ferroviária – Campeonato Paulista

Luiz Adriano

O experiente atacante é uma das referências do atual elenco palestrino. Com 33 jogos e 14 gols pelo clube, o camisa 10 colaborou intensamente com o troféu conquistado pelo Alviverde, fazendo três gols e ajudando os companheiros a chegarem com facilidade à meta adversária. O atleta atuou em 14 jogos do Paulista, sendo titular em 13 oportunidades.

Na partida decisiva contra o Corinthians, que terminou em 1 a 1, o centroavante recebeu cruzamento de Matías Viña para, de cabeça, abrir o placar no Allianz Parque.

Luiz Adriano marcou gol de pênalti na virada sobre o Água Santa, na última rodada da fase de grupos do Paulista (Cesar Greco/Palmeiras)

Números gerais:
> 33 jogos (30 como titular), 14 gols e 2 assistências pelo Palmeiras
> 18 jogos (17 como titular), 7 gols e 1 assistência na temporada de 2020
> 14 jogos (13 como titular), 3 gols e 1 assistência neste Campeonato Paulista
Estreia: 11/08/2019 – Palmeiras 2×2 Bahia – Campeonato Brasileiro
Último jogo: 08/08/2020 – Palmeiras 1 (4) x (3) 1 Corinthians – Campeonato Paulista
Último como titular: 08/08/2020 – Palmeiras 1 (4) x (3) 1 Corinthians – Campeonato Paulista

Rony

Reforço para esta temporada, Rony chegou para mostrar todo o seu talento pelos lados do campo. O comandante Vanderlei Luxemburgo costuma valorizar bastante o estilo de jogo do atacante, que foi titular em sete oportunidades durante o Paulista. A estreia do camisa 11 pelo clube aconteceu no clássico contra o Santos, em fevereiro.

Reforço para a temporada, Rony chegou ao Verdão em fevereiro de 2020 (Cesar Greco/Palmeiras)

Números gerais:
> 11 jogos (9 como titular) e 2 assistências pelo Palmeiras
> 11 jogos (9 como titular) e 2 assistências na temporada de 2020
> 9 jogos (7 como titular) neste Campeonato Paulista
Estreia: 29/02/2020 – Santos 0x0 Palmeiras – Campeonato Paulista
Último jogo: 08/08/2020 – Palmeiras 1 (4) x (3) 1 Corinthians – Campeonato Paulista
Último como titular: 05/08/2020 – Corinthians 0x0 Palmeiras – Campeonato Paulista

Wesley

Depois de brilhar em seu período de empréstimo no Vitória, o jovem retornou ao Palmeiras para ser uma opção de velocidade no ataque do time. Quando acionado, correspondeu e mostrou habilidade nas jogadas ofensivas do Verdão. Foram três jogos na campanha do título paulista.

Wesley participou da goleada sobre o Oeste, na 3ª rodada da competição estadual (Cesar Greco/Palmeiras)

Números gerais:
> 5 jogos (1 como titular) e 1 assistência pelo Palmeiras
> 5 jogos (1 como titular) e 1 assistência na temporada de 2020
> 3 jogos (1 como titular) e 1 assistência neste Campeonato Paulista
Estreia: 15/01/2020 – Palmeiras 0x0 Atlético Nacional de Medellín-COL – Florida Cup
Último jogo: 22/07/2020 – Corinthians 1×0 Palmeiras – Campeonato Paulista
Último como titular: 02/02/2020 – Bragantino 2×1 Palmeiras – Campeonato Paulista

Willian

Vice-artilheiro do Paulista com seis gols, Willian se destacou novamente vestindo a camisa do Palmeiras em uma campanha vitoriosa, assim como aconteceu no título brasileiro de 2018, quando deu o passe para Deyverson marcar o tento que confirmou o troféu para o clube. Com oito gols no total, o camisa 29 é o goleador máximo do Verdão em 2020 – balançou as redes também sobre o New York City, pela Florida Cup, e sobre o Tigre-ARG, pela Libertadores.

Contratado em 2017, Willian tem 46 gols pelo Palmeiras. É o terceiro maior artilheiro do clube no Século XXI (atrás somente de Vágner Love, com 54, e Dudu, com 70) e o 62º no geral (logo atrás de Renatinho, com 47, e Artime e Caetano, com 48). Foram 53 jogos e 17 gols em 2017, 68 jogos e 17 gols em 2018, 28 jogos e 4 gols em 2019 (ano em passou grande parte da temporada se recuperando de uma cirurgia no joelho) e, até aqui, 20 jogos e oito gols em 2020.

Com a transferência de Dudu para o Catar, o atacante se tornou o atleta do atual elenco com mais partidas (agora são 169, seguido por Bruno Henrique, com 159), gols (46, seguido por Bruno Henrique, com 28, e Gustavo Scarpa, com 20) e assistências (18, ao lado de Marcos Rocha e Lucas Lima).

Willian foi o artilheiro da equipe no Campeonato Paulista (Cesar Greco/Palmeiras)

Números gerais:
> 169 jogos (121 como titular), 46 gols e 18 assistências pelo Palmeiras
> 20 jogos (13 como titular), 8 gols e 2 assistências na temporada de 2020
> 16 jogos (11 como titular), 6 gols e 1 assistência neste Campeonato Paulista
Estreia: 29/01/2017 – Palmeiras 1×1 Ponte Preta – Campeonato Paulista
Último jogo: 08/08/2020 – Palmeiras 1 (4) x (3) 1 Corinthians – Campeonato Paulista
Último como titular: 08/08/2020 – Palmeiras 1 (4) x (3) 1 Corinthians – Campeonato Paulista

Dudu

Apesar de ter se transferido por empréstimo para o futebol do Catar neste ano, Dudu também fez parte da campanha vitoriosa do Palmeiras no Campeonato Paulista de 2020. Um dos principais nomes do clube nos últimos anos, o eterno camisa 7 palestrino disputou oito partidas pelo Estadual e marcou dois gols – a sua ultima aparição pela competição aconteceu no empate por 0 a 0 com a Inter de Limeira.

Protagonista nas conquistas da Copa do Brasil de 2015 e dos Campeonatos Brasileiros de 2016 e 2018, o “Baixola”, como era carinhosamente chamado pelos companheiros de elenco, é o único atleta com participação em campo em quatro títulos do Verdão no Século XXI.

Em 2016, com a tarja de capitão da equipe, foi eleito o melhor atacante do país por todas as agremiações, com direito ao prêmio da Bola de Prata e convocação para a Seleção Brasileira. No ano seguinte, Dudu voltou a receber a Bola de Prata com o vice-campeonato brasileiro do Alviverde. Já em 2018, em mais uma temporada com troféu do Brasileirão, o jogador levou a Bola de Ouro de melhor jogador da competição.

Dudu se despediu do Maior Campeão do Brasil com marcas históricas na bagagem: além de artilheiro ao marcar 70 gols, é o jogador de linha que mais atuou e venceu com a camisa do time paulista neste século, com 305 jogos e 174 vitórias, respectivamente. Ele também coleciona números expressivos dentro do Allianz Parque: quem mais jogou (127), venceu (90), balançou as redes (33) e deu assistências (35).

A última partida de Dudu pelo Campeonato Paulista de 2020 ocorreu no empate em 0 a 0 com a Inter de Limeira (Cesar Greco/Palmeiras)

Números gerais:
> 305 jogos (284 como titular), 70 gols e 78 assistências pelo Palmeiras
> 12 jogos (11 como titular), 2 gols e 3 assistências na temporada 2020
> 8 jogos (7 como titular), 2 gols e 2 assistências neste Campeonato Paulista
Estreia: 25/01/2015 – Palmeiras 3×2 Red Bull Brasil – Amistoso
Último jogo: 14/03/2020 – Palmeiras 0x0 Inter de Limeira – Campeonato Paulista
Último como titular: 14/03/2020 – Palmeiras 0x0 Inter de Limeira – Campeonato Paulista

Departamento de Comunicação

De volta ao time titular após acertar a renovação de contrato com o clube, o zagueiro Gustavo Gómez fez duas partidas (contra Santo André, pelas quartas de final, e Ponte Preta, pela semifinal) nesta retomada do Campeonato Paulista e saiu de campo sem ser vazado em ambas – nas duas ocasiões, começou jogando ao lado de Felipe Melo e terminou ao lado de Luan, que entrou no andamento dos jogos.

“Eu trabalho muito para isso. Quando nós, defensores, não tomamos gol, ficamos tranquilos porque o trabalho foi bem feito. Nosso objetivo é sempre ajudar o Palmeiras. E gosto de me cuidar e trabalhar bastante no dia a dia para estar à disposição (da comissão técnica) e somar minutos (em campo) sempre”, afirmou o paraguaio, que no último domingo (02), contra a Ponte, alcançou Willian na segunda posição da lista de atletas com mais tempo de jogo pelo Palmeiras em 2020: já são 1057 minutos em campo, atrás somente do goleiro Weverton, com 1352. Das 18 partidas do Maior Campeão do Brasil na temporada, Gómez atuou em 15.

Desfalque da equipe no fim da primeira fase do torneio estadual, o camisa 15 alviverde fará nesta quarta-feira (05), contra o Corinthians, às 21h30, na arena de Itaquera, seu primeiro clássico com portões fechados para o público. “É um jogo especial, é uma final e estou muito ansioso. Estamos nos preparando bem e mentalizando que teremos de fazer um jogo inteligente. Não haverá torcida lá, mas jogaremos por nossa família, pela instituição e por todos os palmeirenses”, disse.

O zagueiro Gustavo Gómez tem 1057 minutos em campo nesta temporada (Cesar Greco/Palmeiras)

Em 2019, ao lado de Luan na zaga, Gómez atingiu a expressiva marca de 1081 minutos consecutivos sem sofrer gols (sem considerar os acréscimos) – a série começou na quinta rodada do Paulista, contra o Corinthians, e terminou nas quartas de final da Copa do Brasil, contra o Internacional. Esta é a segunda maior sequência de uma dupla de zagueiros sem ser vazada na história do Palmeiras. O recorde ainda pertence a Marcio e Vágner Bacharel, que, em 1987, garantiram que o time ficasse por exatos 1.148 minutos intransponível (sem acréscimos).

Durante a campanha do decacampeonato brasileiro de 2018, Gómez e Luan já haviam contribuído para a equipe a estabelecer o recorde palmeirense de menos gols sofridos na história do Brasileirão de pontos corridos: apenas 26 tentos tomados (a marca anterior era de 32, na caminhada do título de 2016). O retrospecto geral da dupla é de 41 jogos, 26 vitórias, 10 empates e 5 derrotas, com apenas 19 gols sofridos (média de 0,46 por partida).

Contratado no segundo semestre de 2018, Gómez tem 73 jogos e nove gols pelo Verdão. E ele nunca passou uma temporada sem balançar as redes no clube – em 2018, foram 17 jogos e três gols; em 2019, 41 partidas e cinco gols; e em 2020, 15 jogos e um gol, no dia 16/02, na vitória por 3 a 1 sobre o Mirassol, no Allianz Parque.

Gómez marcou nove gols com a camisa do Palmeiras (Cesar Greco/Palmeiras)

Os cinco gols marcados em 2019, aliás, fizeram com que Gómez fosse o zagueiro-artilheiro do time no ano e entrasse em um seleto grupo de defensores que mais balançaram as redes adversárias em uma única temporada pelo Verdão: ele está na 6ª posição ao lado de Bianco (cinco tentos em 1916), Luís Pereira (cinco gols em 1971 e outros cinco em 1972), Vitor Hugo (que fez cinco gols em 2016) e Yerry Mina (que fez cinco gols na temporada de 2017) – atrás só de Luis Pereira e Nen (com seis gols em 1974 e 2004, respectivamente), Cléber e Vitor Hugo (com oito tentos em 1996 e 2015, respectivamente) e Vágner Bacharel (com nove gols em 1983).

Departamento de Comunicação

O zagueiro Gustavo Gómez e o atacante Iván Angulo serão as novidades do Palmeiras nos mata-matas do Campeonato Paulista. A dupla foi inscrita pelo clube nesta terça-feira (28), data limite para trocas na lista, e fica à disposição do técnico Vanderlei Luxemburgo para o duelo das quartas de final contra o Santo André, nesta quarta-feira (29), às 21h30, no Allianz Parque.

O defensor paraguaio assinou nesta terça (28) sua renovação com o Verdão até junho de 2024 e substitui Dudu entre os inscritos. Mesmo desfalcando a equipe nas duas últimas rodadas, Gómez ainda aparece no top 5 dos jogadores com mais minutos em campo em 2020: está na 4ª posição com 861 minutos jogados, atrás só de Felipe Melo (3º com 868), Willian (2º com 897) e Weverton (1º com 1157) – Lucas Lima completa a lista, com 796 minutos.

Gustavo Gómez renovou contrato com o Verdão até 2024 (Cesar Greco/Palmeiras)

Gómez foi contratado do Milan-ITA e acumula ao todo 72 partidas com a camisa alviverde. Desde que chegou ao clube, em 2018, o jogador também nunca passou uma temporada sem fazer gols – em 2018, foram 13 jogos e três gols; em 2019, 41 partidas e cinco gols; e em 2020, 17 jogos e um gol (no dia 16/02, na vitória por 3 a 1 sobre o Mirassol, no Allianz Parque).

O paraguaio ajudou ainda o time a estabelecer o recorde de menos gols sofridos na história do Brasileirão de pontos corridos durante a campanha do decacampeonato brasileiro de 2018: apenas 26 tentos tomados (a marca anterior era de 32, na caminhada do título de 2016). Em 2019, ao lado de Luan, atingiu a expressiva marca de 1081 minutos consecutivos sem sofrer gols (sem considerar os acréscimos) – segunda maior da história do clube.

Já Iván Ângulo retornou de empréstimo do Cruzeiro na segunda-feira (27) por requisição da comissão técnica palestrina – o jovem de 21 anos substitui Victor Luis na lista de inscritos no Paulista. Pelo time mineiro, onde chegou em meados de março, estreou (e jogou os 90 minutos) na vitória por 3 a 0 sobre a URT-MG, no domingo (26), pelo Campeonato Mineiro.

Ivan Angulo foi inscrito no Campeonato Paulista (Cesar Greco/Palmeiras)

Revelado pelo Envigado-COL, o colombiano chegou à base do Palmeiras por empréstimo em fevereiro do ano passado. Teve grande desempenho no primeiro semestre e se tornou um dos destaques da equipe Sub-20 no título inédito da Copa do Brasil da categoria. Acabou adquirido em definitivo pelo Verdão no começo de junho e, dias depois, foi integrado ao Profissional.

O ponta foi relacionado para uma partida do time principal em 2019, mas ficou somente no banco de reservas (empate em 1 a 1 contra o Grêmio, na Arena do Grêmio, no dia 17/08, pelo Brasileirão). Rápido e habilidoso, atua pelos lados do campo e já teve diversas convocações para as seleções de base da Colômbia (disputou a Copa do Mundo Sub-20 e o Sul-Americano Sub-20 de 2019).

Zagueiro-artilheiro do Verdão em 2019, Gómez volta a balançar as redes em 2020

Departamento de Comunicação
Bruno Alexandre Elias

Gustavo Gómez possui 67 partidas e nove gols pelo Palmeiras (Cesar Greco/Palmeiras)

O gol de Gustavo Gómez na partida contra o Mirassol pela 6ª rodada do Campeonato Paulista, na tarde deste domingo (16), marcou o início da arrancada palmeirense na busca pela virada de jogo (terminou 3 a 1 para o Verdão) – aliás, essa foi a segunda virada em 2020, já que, a primeira, fora diante do New York City pela Florida Cup (2 a 1), torneio amistoso do qual o Alviverde saiu como campeão.

Além de ser um dos grandes responsáveis pelo bom momento defensivo do Verdão, Gómez também possui característica ofensiva. Em 2019, ele foi o zagueiro-artilheiro do clube, marcando cinco vezes no ano (em 42 jogos). Em 2018, ano em que chegou no Maior Campeão do Brasil, havia deixado sua marca três vezes (em 17 partidas). Com o primeiro tento em 2020, portanto, chegou ao seu 9º tento pelo clube em um total de 67 duelos.

Os cinco gols marcados na temporada passada, aliás, fizeram com que Gómez se aproximasse de um seleto grupo de zagueiros que mais balançaram as redes adversárias em um único ano: com seis bolas na rede, estão Luis Pereira e Nen (em 1974 e 2004, respectivamente); com oito gols, aparecem Cléber e Vitor Hugo (em 1996 e 2015, respectivamente); com nove bolas na rede, está Vágner Bacharel (feito imposto em 1983); já o maior zagueiro-artilheiro do Verdão em todos os tempos, considerando uma mesma temporada, é Loschiavo, que marcou 11 gols em 1923 e, depois, repetiu o feito em 1925. Ao lado de Gómez, com cinco gols em um mesmo ano, estão o colombiano Yerry Mina (que fez cinco gols na temporada de 2017), Vitor Hugo (que fez cinco gols em 2016), Luís Pereira (cinco gols em 1971 e outros cinco em 1972) e Bianco Gambini (cinco tentos em 1916).

Contratado no meio de 2018, vindo do Milan-ITA, Gustavo Gómez conquistou seu espaço no time rapidamente e se tornou um dos pilares do forte sistema defensivo do Palmeiras campeão brasileiro daquele ano. Em 2018, inclusive, o camisa 15 foi fundamental para a quebra do recorde de gols sofridos na conquista do decacampeonato brasileiro, com apenas 26 tentos tomados (marca anterior era de 32, alcançada no título de 2016).

O zagueiro é figura constante na Seleção Paraguaia e, muitas vezes, inclusive, veste a braçadeira de capitão. Por sua nação, disputou a Copa América Centenário, em 2016, a Copa América de 2019, amistosos em também em 2019, além de ter participado de grande parte das partidas das Eliminatórias para a Copa do Mundo da Rússia 2018.

GUSTAVO GÓMEZ: CAMPEÃO POR ONDE PASSOU

Amuleto. Essa é a palavra que melhor descreve Gustavo Gómez no futebol, pois, desde que o jogador se profissionalizou, defendeu quatro clubes e sempre conquistou títulos! No Libertad, foram dois Campeonatos Paraguaios. No Lanús, um Argentino. Já pelo Milan, levantou a taça da Supercopa da Itália. E pelo Palmeiras comemorou a conquista do Brasileirão.

RELEMBRE ESTA MARCA: JUNTOS, GÓMEZ E LUAN FICARAM SEM SOFRER GOL POR 1121 MINUTOS

Em pouco tempo juntos, os zagueiros Gustavo Gómez e Luan fizeram história com a camisa do Palmeiras: o fato ocorreu no início da temporada de 2019, quando, a partir do Derby na 5ª rodada do Paulista, com a dupla em campo, o time alviverde ficou sem sofrer gol por 1121 minutos (sem considerar os acréscimos).

Foram 998 minutos referentes aos dez duelos feitos pela dupla dentro dessa série (já descontando o tempo em que Luan saiu sentindo dores contra o Santos, pela 8ª rodada do Paulista de 2019, aos 27 da etapa inicial, e contra o Botafogo-RJ, pela 6ª rodada do Brasileiro, aos 26 do segundo tempo) e outros 83 correspondentes ao tempo restante do derby, pela 5ª rodada do Estadual, quando foi iniciada a sequência (logo após o time ter sido vazado aos sete minutos daquele clássico), somados aos 40 minutos do jogo contra o Internacional pela Copa do Brasil, minuto em que saiu o gol do time Colorado que pôs fim à série.

O recorde na história palestrina sem tomar gol levando em conta uma dupla de zaga, entretanto, ainda pertence a Marcio e Vágner Bacharel que, em 1987, garantiram que o time ficasse por exatos 1121 minutos intransponível.

Deyverson e Mayke completam 50 jogos pelo Palmeiras; confira estatísticas

Bruno Alexandre Elias
Departamento de Comunicação

Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação_Mayke entrou no 2º tempoAlguns jogadores puderam comemorar ainda mais a vitória sobre o Cruzeiro pela 27ª rodada. O triunfo teve sabor especial para o atacante Deyverson e o lateral-direito Mayke, que atingiram uma marca expressiva: ambos chegaram ao 50º jogo com a camisa do Palmeiras.

Dono da camisa 16 possui, Deyverson foi titular na partida deste domingo ante a Raposa. Com o resultado de hoje, o jogador acumula 26 vitórias, 12 empates e 12 reveses, além de 12 gols marcados, enquanto Mayke, dono da camisa 12, entrou na vaga de Marcos Rocha no segundo tempo e agora possui 34 triunfos, seis empates e dez derrotas pelo Verdão, e um tento assinalado.

Contratado pelo Verdão em 2017, Deyverson tem vínculo firmado com o clube alviverde até 2022 e vem conquistando cada dia mais a confiança da torcida e também da comissão técnica de Felipão – de quem inclusive recebeu elogio após a atuação de hoje, dividindo o protagonismo da posição de centroavante fixo com Borja (o colombiano desempenha função similar à de Deyverson no esquema tático da equipe). Vale lembrar que, recentemente, o jogador marcou o gol da vitória por 1 a 0 contra o Corinthians, no Allianz Parque.

Mayke também chegou ao Alviverde na temporada passada, vindo do Cruzeiro – clube que enfrentou hoje. O jogador é outro que tem ganhado mais chances após a chegada do técnico Felipão e hoje vive um bom momento com a torcida, além de ter chamado a atenção pelas boas atuações nos últimos jogos e pela regularidade. O camisa 12 tem contrato com o Alviverde até o fim de 2018.

Invicto, zagueiro Gustavo Gómez marca 1º gol pelo Verdão

A manhã deste domingo não foi especial apenas para Deyverson e Mayke. O zagueiro Gustavo Gómez, figura frequente na Seleção do Paraguai, que pertence ao Milan-ITA e está no Verdão por empréstimo, marcou o seu primeiro gol pelo clube diante do Cruzeiro. Curiosamente, o camisa 15 nunca perdeu pelo Verdão nas nove partidas que disputou até aqui.

Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação_Gustavo Gómez marcou gol e completou 9 jogos invictos pelo Verdão desde que chegou