Libertadores 2021 - Final
27/11 | 17H00 | Centenário

Palmeiras x Flamengo: informações, estatísticas e curiosidades

Pré-jogo: Palmeiras x Flamengo l CONMEBOL Libertadores 2021 (final)
Data e hora: 27/11/2021 l 17h
Local: Estádio Centenário, em Montevidéu (Uruguai)
Transmissão: CONMEBOL TV, SBT e FOX Sports
Árbitro: Nestor Pitana (Argentina)
Escalação: Weverton; Mayke, Gustavo Gómez, Luan e Piquerez; Danilo, Zé Rafael e Raphael Veiga; Gustavo Scarpa, Dudu e Rony
Pendurados: Renan
Suspenso: Marcos Rocha (três cartões amarelos)

DESTAQUES PRINCIPAIS

> Esta é a sexta final de Libertadores na história do Palmeiras. Primeiro clube brasileiro a chegar à decisão do torneio (em 1961, contra o Peñarol-URU, com o jogo de ida em Montevidéu), o Verdão é o que mais vezes alcançou a fase decisiva da competição, ao lado do São Paulo – foi campeão em 1999 e 2020 e vice-campeão em 1961, 1968 e 2000. Em quatro oportunidades, o jogo que valeu a taça foi disputado no Brasil (1961 no Pacaembu, 1999 no Palestra, 2000 no Morumbi e 2020 no Maracanã). Curiosamente, as duas únicas partidas decisivas disputadas fora do país foram na capital uruguaia: 1968, em jogo-desempate contra o Estudiantes-ARG, e agora em 2021.

> O Maior Campeão do Brasil é ainda o clube brasileiro com mais participações de Libertadores (21, ao lado de São Paulo e Grêmio), mais jogos (209), mais vitórias (116), mais vitórias como visitante (44), mais gols (390), mais gols como mandante (233) e mais gols como visitante (156 tentos).

> O Palmeiras busca seu primeiro título de campeonato fora do Brasil. Desconsiderando torneios amistosos, todas as taças internacionais do clube foram conquistadas em território nacional: Mundial de 1951 e Libertadores de 2020 no Maracanã (Rio de Janeiro) e Copa Mercosul de 1998 e Libertadores de 1999 no Estádio Palestra Italia (São Paulo).

> A primeira partida da história do Palmeiras fora do Brasil foi disputada em Montevidéu. No dia 08 de março de 1925, o então Palestra Italia mediu forças com a Seleção do Uruguai (derrota por 3 a 2) em partida amistosa realizada no Parque Central, o mesmo local onde o Verdão realizou os seus treinos antes da decisão contra o Flamengo. Mas a relação entre Palmeiras e o país vizinho vai além. Foi também contra a Seleção do Uruguai, na inauguração do Mineirão, em 1965, que o Verdão se tornou o primeiro clube a representar a Seleção Brasileira em toda a história (e venceu a Celeste por 3 a 0). No banco de reservas, Humberto Cabelli foi o técnico do único tricampeonato da história palestrina (Paulistas de 1932, 33 e 34) e Ventura Cambon foi o comandante na conquista do Mundial de 1951.

> Superior no retrospecto geral (46 vitórias contra 42 derrotas em 121 jogos), o Palmeiras enfrentará o Flamengo pela primeira vez na história da Libertadores. Em 1997, na única vez em que os rivais se enfrentaram fora do Brasil, o Verdão conquistou o Troféu Naranja ao vencer o Rubro-Negro por 2 a 0 na decisão, em Valencia (Espanha), gols de Zinho e Oséas.

> O Palmeiras, aliás, tem 100% de aproveitamento contra times brasileiros em duelos realizados fora do país. Foram dois jogos contra o Botafogo (1 a 0 em 1962, no México, e 2 a 1 em 1963, na Itália), um contra o São Paulo (2 a 1 em 1993, na Espanha) e um contra o Flamengo (2 a 0 em 1997, na Espanha).

> O Verdão está invicto há cinco partidas contra equipes do Brasil na Libertadores: vitória contra o Santos, pela final de 2020; empate e vitória contra o São Paulo, pelas quartas de final de 2021; e dois empates com o Atlético-MG, pela semifinal de 2021.

> Abel Ferreira e a sua comissão somam 19 jogos de mata-mata pelo Palmeiras, saindo vitoriosos em 13 deles (com classificação ou título) e sendo superados em seis (ficando pelo caminho ou com o vice-campeonato). Neste período, os portugueses conquistaram os troféus da Libertadores e da Copa do Brasil, ambos pela temporada 2020.

> Em caso de vitória, Abel pode se isolar na segunda posição da lista de técnicos com mais triunfos em Libertadores pelo Palmeiras – o atual comandante tem 13 vitórias (em 18 partidas), ao lado de Vanderlei Luxemburgo e atrás apenas de Luiz Felipe Scolari, com 23. Ele já é, ao lado de Felipão, o técnico que mais vezes chegou à final da Libertadores pelo clube: 2020 e 2021, enquanto Felipão o fez em 1999 e 2000 – os outros finalistas foram os argentinos Armando Renganeschi (1961) e Alfredo González (1968).

> Weverton é o jogador com mais vitórias pelo Palmeiras em Libertadores (28) e o segundo com mais partidas, ao lado de Dudu (ambos com 40, atrás apenas de Marcos, com 57).

> Gómez é o jogador de linha com mais vitórias pelo Palmeiras em Libertadores (25).

> Rony e Willian estão entre os vice-artilheiros do Palmeiras em Libertadores (ambos com 11 gols, ao lado de Borja e Tupãzinho e atrás apenas de Alex, com 12).

HISTÓRICO NA TEMPORADA

NÚMEROS GERAIS
68 jogos | 36 vitórias | 13 empates | 19 derrotas | 108 gols marcados | 69 gols sofridos

> Mandante: 33 jogos | 17 vitórias | 5 empates | 11 derrotas | 60 gols marcados | 39 gols sofridos
> Visitante: 34 jogos | 19 vitórias | 7 empates | 8 derrotas | 46 gols marcados | 28 gols sofridos
> Campo neutro: 1 jogo | 0 vitória | 1 empate | 0 derrota | 2 gols marcados | 2 gols sofridos

CONMEBOL LIBERTADORES
12 jogos | 8 vitórias | 3 empates | 1 derrota | 27 gols marcados | 9 gols sofridos

> Mandante: 6 jogos | 4 vitórias | 1 empate | 1 derrota | 18 gols marcados | 4 gols sofridos
> Visitante: 6 jogos | 4 vitórias | 2 empates | 0 derrota | 9 gols marcados | 5 gols sofridos

CAMPEONATO BRASILEIRO
35 jogos | 18 vitórias | 5 empates | 12 derrotas | 54 gols marcados | 42 gols sofridos

> Mandante: 18 jogos | 10 vitórias | 3 empates | 5 derrotas | 33 gols marcados | 26 gols sofridos
> Visitante:
17 jogos | 8 vitórias | 2 empates | 7 derrotas | 22 gols marcados | 16 gols sofridos

COPA DO BRASIL
2 jogos | 1 vitória | 0 empate | 1 derrota | 1 gol marcado | 1 gol sofrido

> Mandante: 1 jogo | 0 vitória | 0 empate | 1 derrota | 0 gol marcado | 1 gol sofrido
> Visitante:
1 jogo | 1 vitória | 0 empate | 0 derrota | 1 gol marcado | 0 gol sofrido

CAMPEONATO PAULISTA
16 jogos | 8 vitórias | 4 empates | 4 derrotas | 21 gols marcados | 12 gols sofridos

> Mandante: 7 jogos | 3 vitórias | 1 empates | 3 derrotas | 9 gols marcados | 6 gols sofridos
> Visitante: 9 jogos | 5 vitórias | 3 empates | 1 derrota | 12 gols marcados | 6 gols sofridos

CONMEBOL RECOPA
2 jogos | 1 vitória | 0 empates | 1 derrota | 3 gols marcados | 3 gols sofridos

> Mandante: 1 jogo | 0 vitória | 0 empate | 1 derrota | 1 gol marcado | 2 gols sofridos
> Visitante: 1 jogo | 1 vitória | 0 empate | 0 derrota | 2 gols marcados | 1 gol sofrido

SUPERCOPA DO BRASIL
1 jogo | 0 vitória | 1 empate | 0 derrota | 2 gols marcados | 2 gols sofridos

> Campo neutro: 1 jogo | 0 vitória | 1 empate | 0 derrota | 2 gols marcados | 2 gols sofridos

ÚLTIMO JOGO
Palmeiras 2x2 Atlético-MG, dia 23/11, no Allianz Parque, em São Paulo-SP, pelo Campeonato Brasileiro.
Escalação: Jailson, Marcos Rocha, Renan, Kuscevic, Jorge (Victor Luis, 27'/2ºT), Patrick de Paula, Danilo Barbosa, Gabriel Menino (Matheus Fernandes, 28'/2ºT), Wesley (Willian, 32'/2ºT), Deyverson, Gabriel Veron (Breno Lopes, 27'/2ºT). Técnico: João Martins.

Jogos anteriores: Fortaleza 1x0 Palmeiras (Brasileiro), Palmeiras 0x2 São Paulo (Brasileiro), Fluminense 2x1 Palmeiras (Brasileiro), Palmeiras 4x0 Atlético-GO (Brasileiro), Santos 0x2 Palmeiras (Brasileiro) e Grêmio 1x3 Palmeiras (Brasileiro).

HISTÓRICO NA COMPETIÇÃO

PALMEIRAS É O RECORDISTA BRASILEIRO EM PARTICIPAÇÕES, JOGOS, FINAIS, VITÓRIAS E GOLS EM LIBERTADORES

> Já contabilizando a edição de 2021, o Palmeiras disputa sua sexta final de Libertadores na história: 1961 (vice), 1968 (vice), 1999 (campeão), 2000 (vice) e 2020 (campeão). É o clube brasileiro com mais decisões do torneio sul-americano ao lado do São Paulo.

> Em 1961, logo na segunda edição do torneio, o Verdão se tornou o primeiro brasileiro a disputar uma final continental, contra o Peñarol-URU.

> Em sua 21ª participação, o Palmeiras é um dos três clubes brasileiros com mais edições de Libertadores disputadas, ao lado de Grêmio e São Paulo, porém é o único dos três que nunca caiu antes da fase de grupos. Além disso, o Verdão disputa a Libertadores pelo sexto ano consecutivo, um recorde na história do clube. O Grêmio, que caiu logo na fase preliminar, também disputou as últimas seis. O recorde entre os brasileiros é do São Paulo, com sete seguidas entre 2004 e 2010.

> O Palmeiras também é o brasileiro com maior número de jogos na história da competição, com 209 partidas, seguido por Grêmio, com 208, São Paulo, com 199, Cruzeiro, com 166, e Santos, com 153.

> Em número de vitórias, o Palmeiras lidera entre os brasileiros com 116, seguido pelo Grêmio, com 107. O Verdão é o segundo colocado como mandante (71 vitórias, ao lado do Grêmio e atrás apenas do São Paulo, com 72) e o primeiro como visitante (44 triunfos contra 36 do Grêmio, segundo colocado).

> Com 390 gols em 209 jogos disputados, o Palmeiras aparece na sétima posição entre os times que mais fizeram gols na história da Libertadores. O segundo brasileiro que mais foi às redes é o Grêmio, com 318 gols em 208 jogos.

1º – River Plate-ARG: 616 gols em 373 jogos
2º – Nacional-URU: 559 gols em 401 jogos
3º – Peñarol-URU: 555 gols em 369 jogos
4º – Boca Juniors-ARG: 471 gols em 308 jogos
5º – Olimpia-PAR: 455 gols em 320 jogos
6º – Cerro Porteño-PAR: 405 gols em 317 jogos
7º – Palmeiras: 390 gols em 209 jogos
8º – Bolívar-BOL: 352 gols em 241 jogos
9º – Universidad Católica-CHI: 343 gols em 230 jogos
10º – Colo-Colo-CHI: 336 gols em 241 jogos
*números atualizados até 22/11/2021

> O Verdão é também o clube brasileiro com mais gols como mandante, com 233 bolas na rede, seguido pelo São Paulo, com 206, e como visitante, com 156 tentos, seguido pelo Grêmio, com 122.

*O gol do título da Libertadores 2020 não entra na soma nem de mandante nem de visitante porque foi anotado em campo neutro.

MELHOR MÉDIA DE GOLS ENTRE OS PRINCIPAIS CLUBES

> Time brasileiro com mais bolas na rede na história da Libertadores, o Verdão também detém a melhor média de gols entre todos os times do continente que possuem pelo menos 150 jogos pelo torneio internacional. O Alviverde ostenta 1,86 gol marcado por partida (390 gols em 209 jogos), seguido por Cruzeiro, com 1,84 (307 gols em 166 jogos), e River Plate, com 1,65 (616 gols em 373 jogos).

RECORDE DE INVENCIBILIDADE COMO VISITANTE

> Na última vez que foi a campo como visitante na Libertadores, contra o Atlético-MG, no Mineirão, pela semifinal da competição, o Palmeiras ampliou o seu recorde: são 15 jogos seguidos sem derrota fora de casa (dez vitórias e cinco empates), a maior série de invencibilidade como visitante na história da competição sul-americana. A última derrota palestrina na casa do aversário foi para o San Lorenzo-ARG, por 1 a 0, em Buenos Aires (ARG), pela fase de grupos em 2019 – os números não contabilizam o duelo com o Santos na final de 2020 por ter sido disputada em campo neutro, no Maracanã.

15 jogos – Palmeiras (2019-2021)
12 jogos – River Plate-ARG (2018-2019)
10 jogos – Boca Juniors-ARG (1966-1970)
10 jogos – Vasco (1998-2001)

INVICTO HÁ CINCO JOGOS CONTRA BRASILEIROS

> O Verdão não perde para equipes do Brasil na Libertadores há cinco partidas: vitória contra o Santos, pela final de 2020; empate e vitória contra o São Paulo, pelas quartas de final de 2021; e dois empates com o Atlético-MG, pela semifinal de 2021.

– Retrospecto geral na Libertadores: 209 jogos, 116 vitórias, 39 empates, 54 derrotas, 390 gols marcados e 217 gols sofridos
> Títulos: 2 (1999 e 2020)
> Vice-campeonatos: 3 (1961, 1968 e 2000)
> Primeiro jogo: 04/05/1961 – Independiente-ARG 0x2 Palmeiras (gols de Gildo e Zequinha) – Estádio Presidente Perón (Avellaneda-ARG)
> Último jogo: 28/09/2021 – Atlético-MG 1x1 Palmeiras (gol de Dudu) – Mineirão (Belo Horizonte-MG)
> Maior goleada como mandante: Palmeiras 7×0 El Nacional-EQU (gols de Edmundo, duas vezes, Válber, duas vezes, Rivaldo, duas vezes, e Paulo Isidoro) – 04/05/1995 – Estádio Palestra Italia (São Paulo-SP)
> Maior goleada como visitante: 25/04/2019 – Melgar-PER 0x4 Palmeiras (gols de Gustavo Gómez, Gustavo Scarpa, duas vezes, e Moisés) – Monumental de la Unsa (Arequipa-PER)
> Jogador com mais jogos: Marcos (57)
> Jogador do atual elenco com mais jogos: Dudu e Weverton (40)
> Jogador com mais gols: Alex (12)
> Jogador do atual elenco com mais gols: Willian e Rony (11)

– Retrospecto como mandante na Libertadores: 103 jogos, 71 vitórias, 18 empates, 14 derrotas, 233 gols marcados e 81 gols sofridos

– Retrospecto como visitante na Libertadores: 104 jogos, 44 vitórias, 21 empates, 39 derrotas, 156 gols marcados e 134 gols sofridos

– Retrospecto em campo neutro na Libertadores: 2 jogos, 1 vitória, 1 derrota, 1 gol marcado e 2 gols sofridos

HISTÓRICO DO CONFRONTO

PALMEIRAS ENFRENTARÁ FLAMENGO PELA PRIMEIRA VEZ NA LIBERTADORES

> Superior no retrospecto geral (46 vitórias contra 42 do Flamengo em 121 jogos, além de 33 empates, 197 gols marcados contra 179 sofridos), o Palmeiras enfrentará o rival carioca pela primeira vez na história da Libertadores.

VERDÃO JÁ CONQUISTOU UM TÍTULO CONTRA FLAMENGO FORA DO BRASIL

> Em 1997, o Palmeiras conquistou o torneio amistoso Troféu Naranja, na Espanha, justamente contra o Flamengo no jogo decisivo. Após enfrentar o Valencia, time local, o Alviverde superou o Flamengo, por 2 a 0 (gols de Zinho e Oséas), e levantou o troféu da competição. O Verdão foi a campo com Velloso; Pimentel, Roque Júnior, Cléber e Júnior (Wágner); Amaral (Marquinhos), Galeano, Alex e Zinho (Rogério); Euller (Edmílson) e Oséas. Técnico: Felipão.

– Retrospecto geral contra o Flamengo: 121 jogos, 46 vitórias, 33 empates, 42 derrotas, 197 gols marcados e 179 gols sofridos
> Primeiro jogo: 24/03/1929 – Flamengo 1x0 Palestra Italia – Rua Paysandú (Rio de Janeiro-RJ) – Amistoso
> Primeira vitória: 19/05/1929 - Palestra Italia 5x0 Flamengo (gols de Lara, Osses, duas vezes, Carrone e Miguel Feite) – Estádio Palestra Italia (São Paulo-SP) – Taça Flamengo-RJ
> Último jogo: 12/09/2021 – Palmeiras 1x3 Flamengo (gol de Wesley) – Allianz Parque (São Paulo-SP) – Campeonato Brasileiro
Na ocasião, o técnico Abel Ferreira mandou a campo: Weverton, Marcos Rocha, Luan, Gustavo Gómez e Piquerez (Willian, aos 27' 2°T); Danilo (Patrick de Paula, aos 15' 2°T), Zé Rafael e Raphael Veiga (Gustavo Scarpa, no intervalo); Dudu, Wesley (Breno Lopes, aos 15' 2°T) e Rony (Luiz Adriano, aos 15' 2°T)
> Última vitória: 12/11/2017 – Palmeiras 2x0 Flamengo (gols de Deyverson) – Allianz Parque (São Paulo-SP) – Campeonato Brasileiro
> Maior goleada: 25/02/1951 – Palmeiras 7x1 Flamengo (gols de Rodrigues Tatu, Liminha, quatro vezes, Lima e Aquiles) – Pacaembu (São Paulo-SP) – Torneio Rio-SP
> Maior sequência invicta do Palmeiras: 9 jogos (entre 17/09/2014 e 27/10/2018 – quatro vitórias e cinco empates)
> Maior série de vitórias: Palmeiras, 4 triunfos (entre 17/12/1947 e 25/02/1951)
> Maior sequência sem sofrer gols: 3 jogos – para o Flamengo, uma vez, e para o Palmeiras, em duas ocasiões (primeiro, entre 03/07/1997 e 18/10/1997 e, depois, entre 22/07/2000 e 31/01/2001)
> Jogador com mais jogos: Marcos (15)
> Jogador do atual elenco com mais jogos: Dudu (11)
> Jogador com mais gols: Servílio (7)
> Jogador do atual elenco com mais gols: Dudu, Deyverson, Willian e Raphael Veiga (2)
> Técnico com mais jogos: Luiz Felipe Scolari (14)

– Retrospecto contra times brasileiros pela Libertadores: 50 jogos, 17 vitórias, 13 empates, 20 derrotas, 66 gols marcados e 67 gols sofridos
> Último jogo: 28/09/2021 – Atlético-MG 1 x 1 Palmeiras – Mineirão (Belo Horizonte-MG) – Libertadores
> Última vitória: 17/08/2021 – Palmeiras 3x0 São Paulo (gols de Raphael Veiga, Dudu e Patrick de Paula) – Allianz Parque (São Paulo-SP) – Libertadores

HISTÓRICO NO LOCAL

MONTEVIDÉU, O PALCO DAS DUAS PARTIDAS DECISIVAS DE LIBERTADORES DISPUTADAS PELO VERDÃO FORA DO BRASIL

> De todas as finais de Libertadores disputadas pelo Palmeiras (1961, 1968, 1999, 2000, 2020 e 2021), apenas duas tiveram a partida decisiva fora do Brasil. E ambas em Montevidéu: em 1968, o Verdão foi derrotado pelo Estudiantes-ARG por 2 a 0 em jogo-desempate disputado no Estádio Centenário, após derrota por 2 a 1 em Buenos Aires-ARG e vitória por 3 a 2 no Pacaembu. Os outros jogos de título foram no Pacaembu (1961, contra o Peñarol-URU), no Estádio Palestra italia (1999, contra o Deportivo Cali-COL), no Morumbi (2000, contra o Boca Juniors-ARG) e no Maracanã (2020, contra o Santos).

PRIMEIRO JOGO DA HISTÓRIA DO PALMEIRAS FORA DO BRASIL ACONTECEU NO URUGUAI, HÁ 95 ANOS

> A primeira partida da história do Palmeiras fora do Brasil foi disputada em Montevidéu. No dia 08 de março de 1925, o então Palestra Italia mediu forças com a Seleção do Uruguai (derrota por 3 a 2) em partida amistosa realizada no Parque Central, o mesmo local onde o Verdão realizou os seus treinos antes da decisão contra o Flamengo.

JOGADOR MAIS JOVEM A FAZER GOL PELO PALMEIRAS REGISTROU RECORDE NO CENTENÁRIO

> O atacante Juliano é o jogador mais jovem a fazer um gol pelo Palmeiras em toda a história: ele balançou as redes aos 16 anos, 11 meses e 23 dias no Estádio Centenário, no Uruguai, na goleada por 5 a 0 sobre o Nacional-URU, dia 19/08/1998, pela Copa Mercosul. Juliano fechou a contagem aos 40 minutos do segundo tempo, quando o time vencia por 4 a 0, com gols de Oséas, Magrão, duas vezes, e Tiago Silva. Esta goleada, inclusive, é até hoje a maior do Palmeiras fora do Brasil em jogos de campeonato, ou seja, sem considerar amistosos e torneios amistosos.

VERDÃO TEM QUATRO JOGOS E QUATRO VITÓRIAS CONTRA BRASILEIROS NO EXTERIOR

> O Palmeiras, tem 100% de aproveitamento contra times brasileiros em duelos realizados fora do país. Foram dois jogos contra o Botafogo (1 a 0 em 1962, no México, e 2 a 1 em 1963, na Itália), um contra o São Paulo (2 a 1 em 1993, na Espanha) e um contra o Flamengo (2 a 0, na final do Troféu Naranja, em 1997, na Espanha).

Retrospecto no Uruguai: 28 jogos, 11 vitórias, 6 empates, 11 derrotas, 38 gols marcados e 30 gols sofridos
– Último jogo: 26/04/2017 – Peñarol 2×3 Palmeiras (gols de Willian, duas vezes, e Mina) – Estádio Campeón del Siglo (Montevidéu-URU) – Libertadores

– Retrospecto no Uruguai pela Libertadores:
11 jogos, 4 vitórias, 2 empates, 5 derrotas, 12 gols marcados e 15 gols sofridos

– Retrospecto no Estádio Centenário: 23 jogos, 10 vitórias, 5 empates, 8 derrotas, 31 gols marcados e 21 gols sofridos
> Último jogo: 23/01/2016 – Nacional-URU 0 (4)x(3) 0 Palmeiras – Torneio de Montevidéu (Copa Antel)
> Última vitória: 20/01/2016 – Libertad-PAR 0x2 Palmeiras (gols de Allione e Moisés) – Torneio de Montevidéu (Copa Antel)

– Retrospecto no Estádio Centenário pela Libertadores: 8 jogos, 3 vitórias, 1 empate, 4 derrotas, 7 gols marcados e 10 gols sofridos
> Último jogo: 17/06/2009 – Nacional-URU 0x0 Palmeiras
> Última vitória: 24/03/1973 – Nacional-URU 1x2 Palmeiras (gols de Nei e Ademir da Guia)

OUTRAS CURIOSIDADES ENTRE PALMEIRAS E URUGUAI

PALMEIRAS REPRESENTOU A SELEÇÃO BRASILEIRA EM DUELO COM URUGUAI

> Em 07 de setembro de 1965, o Palmeiras se tornou o primeiro clube da história a representar a Seleção Brasileira por completo (time e comissão técnica), e o adversário foi a Seleção do Uruguai – o duelo fez parte das festividades de inauguração do Estádio Magalhães Pinto, o Mineirão. Na ocasião, o Verdão (Brasil) superou a equipe celeste por 3 a 0, com gols de Rinaldo, Tupãzinho e Germano, e conquistou a Taça Independência.

PALMEIRAS É O CLUBE PAULISTA COM MAIS ATLETAS URUGUAIOS NA HISTÓRIA

> O Verdão é o time do Estado de São Paulo que mais teve jogadores uruguaios em seu elenco ao longo da história: ao todo, 21 jogadores do país vizinho defenderam o time profissional – em seguida, aparecem o São Paulo (17 uruguaios), o Santos (15) e o Corinthians (oito). O primeiro uruguaio a defender o Palmeiras foi Edoardo Mazzucchi, na década de 1910, sendo também o primeiro atleta sul-americano (sem contar brasileiro) do clube. Na atual campanha da Libertadores, o Palmeiras contou com o lateral-esquerdo Matías Viña, hoje na Roma-ITA, e tem no plantel o também lateral-esquerdo Joaquín Piquerez.

TÍTULO MUNDIAL DE 1951 TINHA URUGUAIO NO COMANDO TÉCNICO

> Na conquista mais importante da história do clube, o Mundial de 1951, o técnico era uruguaio. Ventura Cambon foi responsável por conduzir o Verdão ao título do Torneio Internacional de Clubes Campeões de 1951, a última das chamadas Cinco Coroas. Treinador estrangeiro que mais passagens acumulou pelo Palmeiras (dirigiu a equipe em 284 jogos), ele faturou ainda os Paulistas de 1936, 1944, 1947 e 1950, o Torneio Rio-São Paulo de 1951, as Taças Cidade de São Paulo de 1945, 1946, 1950 e 1951 e o Campeonato Paulista Extra de 1938. Como jogador, foi bicampeão paulista em 1932 e 1933 e campeão do Torneio Rio-São Paulo de 1933, todos sob o comando do compatriota Humberto Cabelli.

> O uruguaio Humberto Cabelli, aliás, foi o treinador no único tricampeonato na história do Palmeiras, os Paulistas de 1932, 1933 e 1934.

ARRANCADA HEROICA CONTOU COM URUGUAIO NO TIME TITULAR

> No jogo que marcou a estreia do nome Palmeiras, em 1942, a equipe contava com um uruguaio: Segundo Villadoniga. Nascido em 16 de novembro de 1915, Villadoniga chegou ao Palestra em julho de 1942 (o clube já se chamava Palestra de São Paulo) e foi titular na partida conhecida como Arrancada heroica, quando o Verdão venceu o São Paulo 3 a 1 e se sagrou campeão paulista daquele ano. Campeão estadual também em 1944, ele é o uruguaio que mais fez gols pelo clube em toda a história (e o quarto estrangeiro), com 52 bolas na redes, e frequentou o Verdão até o fim da vida, inclusive praticando bocha na sede social e sendo sepultado no jazigo oficial do clube, em 2006.

DESTAQUES COLETIVOS

2021 É O ANO QUE PALMEIRAS MAIS JOGOU NESTE SÉCULO

> Com 87 jogos disputados (incluindo os confrontos válidos pela temporada 2020), o Palmeiras alcançou um novo recorde em 2021. Este já é o ano que o Verdão mais entrou em campo neste século, superando os 77 duelos de 2018 e os 75 de 2010. O meia Gustavo Scarpa é o atleta do elenco que mais atuou, com 69 partidas, seguido por Raphael Veiga, com 66.

SEGUNDO MELHOR APROVEITAMENTO COMO VISITANTE NA TEMPORADA

> O Verdão tem o segundo melhor aproveitamento de pontos como visitante na temporada 2021 entre os clubes que disputam a Série A do Campeonato Brasileiro, com 62,75% – em 34 jogos disputados fora de seus domínios, o Verdão venceu 19, empatou sete e perdeu oito. O líder da lista é o Flamengo, com 69,61%.

CLUBE ULTRAPASSA MARCA DE 12 MIL GOLS EM SUA HISTÓRIA

> O Palmeiras ultrapassou a marca de 12 mil gols marcados em toda a sua história. Atualmente, o Verdão possui 12.086 tentos em 6.264 partidas. Nesta temporada, são 108 gols em 68 duelos, média de 1,58 por jogo.

Retrospecto geral de partidas e gols do Palmeiras na história: 6264 jogos, 3356 vitórias, 1524 empates, 1383 derrotas, 12086 gols marcados e 6.982 gols sofridos
> Primeiro gol: Bianco Spartaco Gambini (Savoia 0x2 Palestra Italia, em 24/01/1915)
> Jogador com mais gols: Heitor, com 323 gols
> Jogador com maior média de gols: Humberto Tozzi, com média de 0,92 por jogo (127 gols em 138 jogos)
> Jogador com mais gols no mesmo jogo:
Heitor, com 6 gols (Palestra Italia 11x0 Internacional-SP, em 08/08/1920)
> Jogador com mais gols no mesmo ano:
Evair, com 53 gols em 1994
> Jogador mais jovem a marcar gol:
Juliano, aos 16 anos, 11 meses e 23 dias (Nacional-URU 0x5 Palmeiras, em 19/08/1998)
> Jogador mais velho a marcar gol: Zé Roberto, aos 42 anos, 10 meses e 18 dias (Palmeiras 3x1 Tucuman-ARG, em 24/05/2017)
> Maior goleada: Combinado Vale D´Aosta-ITA 0x15 Palmeiras (15/07/1999, amistoso)
> Maior goleada em campeonato: Palestra Italia 11x0 Internacional-SP (08/08/1920, Campeonato Paulista)
> Ano com maior quantidade de gols: 1996, com 220 gols (81 jogos)
> Ano com maior média de gols: 1927, com 4,59 gols por jogo (147 gols em 32 jogos)

#CRIASDAACADEMIA REGISTRAM RECORDES NAS ÚLTIMAS TEMPORADAS

> Em duas oportunidades pelo Campeonato Paulista, oito jogadores oriundos das categorias de base do Verdão foram escalados entre os 11 titulares, um recorde neste século. Na primeira, empate por 0 a 0 com o Botafogo-SP, após as substituições foram 11 Crias da Academia no total. A segunda foi na vitória por 1 a 0 contra o Santo André, quando ao todo 12 pratas da casa participaram da partida.

> O Palmeiras relacionou 19 jogadores formados na base para a partida contra o São Bento, em março, pelo Campeonato Paulista, um recorde no século 21: foram chamados os goleiros Vinicius Silvestre e Mateus, o lateral-direito Gustavo Garcia, os zagueiros Henri e Renan, os laterais-esquerdos Victor Luis, Lucas Esteves e Vanderlan, os meio-campistas Danilo, Patrick de Paula, Gabriel Menino, Fabinho, Ramon e Vitinho e os atacantes Pedro Acácio, Giovani, Gabriel Silva, Rafael Elias e Newton.

> Todos os jogos desta temporada tiveram presença de pratas da casa. Ao todo, 20 foram a campo: Vinícius, Gustavo Garcia, Michel, Renan, Lucas Esteves, Victor Luis, Gabriel Menino, Danilo, Patrick de Paula, Vanderlan, Fabinho, Pedro Bicalho, Gabriel Veron, Gabriel Silva, Rafael Elias, Giovani, Wesley, Newton, Henri e Marcelinho. Destes, sete estrearam neste ano: Gustavo Garcia, Fabinho e Giovani, contra o Corinthians, Newton, contra o São Bento, Henri, contra o Guarani, Pedro Bicalho, contra o Mirassol, e Michel, contra a Ponte Preta.

> Com a estreia de Michel contra a Ponte Preta, o Verdão chegou a 22 atletas formados nas categorias de base utilizados em um único ano, igualando o recorde de 2002, quando o time palestrino alcançou a mesma marca – este dado também contabiliza as partidas da temporada 2020 disputadas em 2021.

> No total, já foram convocadas 28 Crias da Academia para jogos na temporada 2021, sendo que 20 entraram em campo. Destas, só não estrearam ainda os goleiros Kaique e Mateus, o zagueiro Lucas Freitas, os meio-campistas Ramon, Vitinho e Yago Santos, e o atacante Kevin. Já o atacante Pedro Acácio ainda não jogou nesta temporada.

> A temporada 2020 ficou marcada por ser a que mais teve pratas da casa convocadas neste século: 31. Destas, 18 entraram em campo (somando 283 jogos, um recorde no século), sendo que 13 estrearam (outro recorde do século): na ordem, Patrick de Paula, Gabriel Menino, Wesley, Alan, Angulo, Gabriel Silva, Danilo, Renan, Aníbal, Marcelinho, Fabrício, Pedro Acácio e Vanderlan – juntos, eles somaram 220 jogos e fizeram de 2020 a temporada que o Palmeiras mais colocou jovens estreantes da base para atuar neste século.

> O Verdão teve pelo menos uma prata da casa em campo em todas as partidas rumo aos títulos da Libertadores, da Copa do Brasil, do Campeonato Paulista e da Florida Cup em 2020 – dos 79 jogos da temporada, só não houve uma Cria da Academia contra o Grêmio, pelo Brasileiro. Diante do Delfín-EQU, pela Libertadores, os 11 suplentes eram oriundos da base, feito inédito na história do clube.

*Dados levantados até 23/11

COMISSÃO TÉCNICA

> Desde a estreia, em 5 de novembro de 2020, a comissão técnica portuguesa soma 104 jogos | 54 vitórias | 23 empates | 27 derrotas | 162 gols marcados | 94 gols sofridos
Abel Ferreira:
92 jogos | 49 vitórias | 17 empates | 26 derrotas | 141 gols marcados | 81 gols sofridos
João Martins: 10 jogos | 5 vitórias | 5 empates | 19 gols marcados | 9 gols sofridos
Vitor Castanheira: 2 jogos | 1 empate | 1 derrota | 2 gols marcados | 4 gols sofridos

> Desde a estreia contra o Red Bull Bragantino, em novembro de 2020, justamente em um duelo eliminatório, Abel Ferreira e a sua comissão somam 19 jogos de mata-mata, saindo vitoriosos em 13 deles (com classificação ou título) e sendo superados nos outros seis (ficando pelo caminho ou com o vice-campeonato). Neste período, os portugueses conquistaram os troféus da Libertadores e da Copa do Brasil, ambos pela temporada 2020.

> Com o triunfo por 3 a 0 sobre o São Paulo, Abel empatou com Vanderlei Luxemburgo em número de vitórias pelo Verdão em jogos da Libertadores, com 13 triunfos, ficando atrás apenas de Luiz Felipe Scolari (23). Em quantidade de jogos, o português é o terceiro colocado com 18 partidas, logo depois de Luxemburgo (25) e Felipão (43).

> O atual comandante palestrino também é o técnico que mais vezes chegou à final da Libertadores pelo Palmeiras: duas vezes (2020 e 2021), ao lado de Felipão (1999 e 2000). Os outros finalistas são os argentinos Armando Renganeschi (1961) e Alfredo González (1968).

> Com 48 jogos, Abel Ferreira é o 9º técnico que mais dirigiu o Verdão na história do Campeonato Brasileiro. Completam o ranking: Emerson Leão e Jorge Vieira (empatados na 7ª colocação, com 50), Dudu – Olegário Tolói de Oliveira (6º, com 62), Cuca (5º, com 63), Rubens Minelli (4º, com 65), Oswaldo Brandão (3º, com 111), Vanderlei Luxemburgo (2º, com 147) e Luiz Felipe Scolari (1º, com 203). Ele também é o 9º que mais venceu pelo Nacional, com 23 vitórias, logo atrás de Emerson Leão, com 24.

> Abel é o treinador que mais comandou o Palmeiras na história do Allianz Parque, com 41 partidas. Em número de vitórias na arena palestrina, o técnico português também aparece com destaque, já que ocupa a segunda posição na lista, com 23 triunfos, atrás apenas de Cuca, com 24.

> Considerando todas as transformações físicas do estádio do Verdão, como Parque Antarctica, Palestra Italia e Allianz Parque, Abel Ferreira figura como o 8º técnico que mais dirigiu o time na casa palmeirense, com 41 jogos, logo atrás de Dudu (Olegário Tolói de Oliveira), com 45.

> Na vitória por 1 a 0 contra o Fluminense, Abel Ferreira atingiu a sua maior série de vitórias consecutivas no comando do Palmeiras, com nove triunfos seguidos. O antigo recorde do treinador era de sete resultados positivos em sequência, alcançado em maio deste ano, quando superou Santo André, Defensa y Justicia-ARG, Santos, Ponte Preta, Independiente Del Valle-EQU, Bragantino e Corinthians.

Único técnico a ganhar dois títulos de campeonato em uma mesma temporada pelo Palmeiras neste século.

> Em toda a história do clube, apenas Abel (2020), Humberto Cabelli (1933), Ventura Cambon (1951), Oswaldo Brandão (1972), Vanderlei Luxemburgo (1993 e 1994) e Felipão (1998) conquistaram mais de um título em competições regulares na mesma temporada.

Apenas Abel (2020) e Vanderlei Luxemburgo (1993) levantaram mais de um troféu de campeonato na temporada de estreia.

> Campeão da Libertadores com 26 jogos, Abel só não conquistou um título mais precocemente neste século do que Vanderlei Luxemburgo, que faturou o Paulista de 2020 com 20 partidas à frente do time.

> Primeiro técnico estrangeiro a conquistar título pelo Verdão desde 1965, quando o argentino Filpo Nuñez também levantou duas taças: Torneio Rio São Paulo e Torneio Internacional IV Centenário do Rio de Janeiro.

> Primeiro português, oitavo europeu e 23º estrangeiro a assumir o comando do Maior Campeão do Brasil na história. O último treinador nascido na Europa tinha sido o italiano Caetano De Domenico, campeão paulista em 1940, enquanto o mais recente comandante de fora do país era o argentino Ricardo Gareca, em 2014.

NÚMEROS INDIVIDUAIS:

JOGOS
– Mais jogos no geral: Dudu (332); Willian (253); Felipe Melo (224); Weverton (204); Marcos Rocha (181); Luan (177); Gustavo Scarpa (172); Raphael Veiga (160); Gustavo Gómez (155); Mayke (151); Zé Rafael (150); Victor Luis (145); Deyverson (134); Jailson (104)
– Mais jogos na temporada 2021: Gustavo Scarpa (54); Raphael Veiga (51); Wesley (49); Luan e Zé Rafael (47); Danilo e Patrick de Paula (46); Weverton e Rony (45); Felipe Melo (43); Renan (40); Gustavo Gómez (39); Marcos Rocha (37); Luiz Adriano e Willian (35); Gabriel Menino e Breno Lopes (32); Mayke e Victor Luis (31); Deyverson (30); Danilo Barbosa (29); Dudu (27); Matías Viña (20); Gabriel Veron (19); Jailson (18); Piquerez (15); Lucas Esteves e Kuscevic (14); Giovani (11); Gustavo Garcia, Fabinho e Lucas Lima (8); Vinicius Silvestre e Jorge (7); Gabriel Silva (6)
Mais jogos na Libertadores 2021: Danilo (12); Weverton, Gustavo Gómez, Raphael Veiga e Wesley (11); Luan e Marcos Rocha (10); Patrick de Paula, Zé Rafael e Rony (9); Renan (8); Felipe Melo e Luiz Adriano (7); Danilo Barbosa, Gustavo Scarpa e Dudu (6); Victor Luis (5); Willian e Gabriel Menino, Gabriel Veron e Deyverson (4); Matías Viña, Mayke, Piquerez e Breno Lopes (3); Kuscevic (2); Jailson, Lucas Esteves, Vanderlan, Lucas Lima e Giovani (1)
Mais jogos no Brasileiro 2021: Gustavo Scarpa e Raphael Veiga (31); Luan e Zé Rafael (26); Patrick de Paula e Deyverson (26); Rony (25); Felipe Melo (24); Wesley (23); Marcos Rocha, Danilo e Breno Lopes (22); Weverton e Dudu (21); Gustavo Gómez, Renan e Willian (20); Luiz Adriano (19); Gabriel Menino (17); Victor Luis e Danilo Barbosa (15); Jailson (14); Mayke e Gabriel Veron (13); Piquerez (12); Kuscevic (10); Jorge (7); Matías Viña e Matheus Fernandes (4); Vinicius e Lucas Esteves (1)

GOLS
– Mais gols no geral: Dudu (74), Willian (66); Raphael Veiga (42); Luiz Adriano (32); Gustavo Scarpa (31); Deyverson (29); Rony (23); Gustavo Gómez (17); Zé Rafael (15); Felipe Melo (13); Breno Lopes e Gabriel Veron (11)
– Mais gols na temporada 2021: Raphael Veiga (17); Rony (12); Willian (10); Gustavo Scarpa e Breno Lopes (8); Wesley (5); Danilo, Dudu, Deyverson e Luiz Adriano (4); Gustavo Gómez, Patrick de Paula e Zé Rafael (3); Matías Viña, Gabriel Menino e Lucas Lima (2); Renan, Luan, Marcos Rocha, Lucas Esteves, Victor Luis, Felipe Melo, Danilo Barbosa, Gabriel Silva e Newton (1)
Mais gols na Libertadores 2021: Rony (6); Raphael Veiga (4); Patrick de Paula (3); Zé Rafael, Dudu e Willian (2); Renan, Gustavo Gómez, Marcos Rocha, Matías Viña, Danilo, Danilo Barbosa, Gustavo Scarpa e Luiz Adriano (1)
Mais gols no Brasileiro 2021: Raphael Veiga (10); Breno Lopes (7); Gustavo Scarpa, Rony, Wesley, Willian e Deyverson (4); Luiz Adriano (3); Danilo, Gabriel Menino e Dudu (2); Luan, Gustavo Gómez, Felipe Melo e Zé Rafael (1)
– Último hat-trick: Luiz Adriano (10/03/2020 – Palmeiras 3×1 Guaraní-PAR – Allianz Parque, em São Paulo-SP – Libertadores)

ASSISTÊNCIAS
– Mais assistências no geral: Dudu (81); Gustavo Scarpa (39); Willian (26); Marcos Rocha (21); Zé Rafael (15); Raphael Veiga (13); Gabriel Menino e Rony (12)
– Mais assistências na temporada 2021: Gustavo Scarpa (22); Raphael Veiga (6); Luiz Adriano (4); Matías Viña, Danilo, Zé Rafael, Dudu, Wesley, Rony, Willian e Deyverson (3); Victor Luis, Patrick de Paula, Gabriel Menino, Danilo Barbosa e Gabriel Veron (2); Renan, Kuscevic, Piquerez, Felipe Melo, Lucas Lima e Breno Lopes (1)
Mais assistências na Libertadores 2021: Gabriel Menino, Zé Rafael, Raphael Veiga, Gustavo Scarpa e Luiz Adriano (2); Matías Viña, Victor Luis, Danilo, Patrick de Paula, Gabriel Veron, Rony e Wesley (1)
Mais assistências no Brasileiro 2021: Gustavo Scarpa (14); Raphael Veiga (4); Dudu e Deyverson (3); Danilo Barbosa, Wesley e Luiz Adriano (2); Kuscevic, Matías Viña, Piquerez, Victor Luis, Patrick de Paula, Danilo, Rony, Gabriel Veron, Willian e Breno Lopes (1)

CAPITÃO
– Mais vezes capitão do time na temporada 2021: Felipe Melo (33); Gustavo Gómez (16); Willian (6); Weverton (4); Jailson (3); Marcos Rocha e Luiz Adriano (2); Lucas Lima e Gustavo Scarpa (1)
– Mais vezes capitão do time na Libertadores 2021:
Gustavo Gómez (7); Felipe Melo (4); Willian (1)
– Mais vezes capitão do time no Brasileiro 2021: Felipe Melo (19); Gustavo Gómez (7); Jailson, Marcos Rocha, Willian e Luiz Adriano (2); Weverton (1)

BOLAS PARADAS
– Último gol de falta: Zé Rafael (20/10/2021 – Ceará 1x2 Palmeiras – Arena Castelão, em Fortaleza-CE – Campeonato Brasileiro)
– Último gol de pênalti em tempo regulamentar: Gustavo Scarpa (10/11/2021 – Palmeiras 4x0 Atlético-GO – Allianz Parque, em São Paulo-SP – Campeonato Brasileiro)
– Último gol de pênalti em disputa de penais: Rony (14/04/2021 – Palmeiras 1 (3)×(4) 2 Defensa y Justicia-ARG – Estádio Mané Garrincha, em Brasília-DF – CONMEBOL Recopa)
– Última defesa de pênalti em tempo regulamentar: Jailson (20/06/2021 – Palmeiras 2×1 América-MG – Allianz Parque, em São Paulo-SP – Campeonato Brasileiro)
– Última defesa de pênalti em disputa de penais: Weverton (09/06/2021 – Palmeiras 0 (3)x(4) 1 CRB-AL – Allianz Parque, em São Paulo-SP – Copa do Brasil)

FORMAÇÕES DA ZAGA:
Luan e Gustavo Gómez: 83 jogos, 49 vitórias, 21 empates, 13 derrotas, 52 gols sofridos e 49 jogos sem sofrer gols (41 vitórias e 8 empates)
> Luan, Gustavo Gómez e Renan: 7 jogos, 4 vitórias, 2 empates, 1 derrota, 4 gols sofridos e 4 jogos sem sofrer gols (3 vitórias e 1 empate)
> Luan, Gustavo Gómez e Empereur: 2 jogos, 1 vitória, 1 derrota e 3 gols sofridos

  • (Total de Luan e Gustavo Gómez juntos em campo, independentemente de titularidade: 103 jogos, 61 vitórias, 25 empates, 17 derrotas, 65 gols sofridos e 55 jogos sem sofrer gols – 47 vitórias e 8 empates)
  • Em 2019, Luan e Gómez atingiram a expressiva marca de 1081 minutos consecutivos sem sofrer gols (sem considerar os acréscimos), segunda maior sequência de uma dupla de zagueiros na história do Palmeiras – o recorde ainda pertence a Marcio e Vágner Bacharel, que, em 1987, ficaram sem levar gols por 1148 minutos. Um ano antes, durante a campanha do decacampeonato brasileiro de 2018, eles já haviam contribuído para estabelecer o recorde palmeirense de menos gols sofridos na história do Brasileirão de pontos corridos: apenas 26 tentos (a marca anterior era de 32, na caminhada do título de 2016).

> Felipe Melo e Gustavo Gómez: 49 jogos, 29 vitórias, 13 empates, 7 derrotas e 28 gols sofridos
> Luan e Renan: 7 jogos, 3 vitórias, 2 empates, 2 derrotas e 9 gols sofridos
> Luan e Kuscevic: 7 jogos, 4 vitórias, 1 empate, 2 derrotas e 7 gols sofridos
> Kuscevic e Gustavo Gómez: 4 jogos, 3 vitórias, 1 empate e 1 gol sofrido
> Luan e Felipe Melo: 3 jogos, 1 vitória, 2 derrotas e 4 gols sofridos
> Kuscevic e Renan: 3 jogos, 1 empate, 2 derrotas e 6 gols sofridos
Gustavo Gómez e Renan: 2 jogos, 1 empate, 1 derrota e 2 gols sofridos
> Luan, Kuscevic e Renan: 1 jogo, 1 derrota e 2 gols sofridos
> Mayke, Gustavo Gómez e Renan: 1 jogo, 1 vitória e nenhum gol sofrido
> Felipe Melo e Renan: 1 jogo, 1 vitória e 1 gol sofrido
Marcos Rocha, Felipe Melo e Renan: 1 jogo, 1 derrota e 3 gols sofridos

INFORMAÇÕES DO ELENCO

GOLEIROS

42. JAILSON
40 anos | 1,87m

> 104 jogos (95 como titular) pelo Palmeiras
> 18 jogos (17 como titular) na temporada 2021
> 1 jogo (1 como titular) pela Libertadores 2021
> 14 jogos (13 como titular) pelo Brasileiro 2021
Estreia: 17/01/2015 – Palmeiras 3×1 Shandong Luneng-CHI – Amistoso
Último jogo: 23/11/2021 – Palmeiras 2x2 Atlético-MG – Brasileiro
Último como titular: 23/11/2021 – Palmeiras 2x2 Atlético-MG – Brasileiro

Segundo colocado no ranking de palmeirenses com as maiores invencibilidades no Brasileirão em todos os tempos: 27 duelos consecutivos sem perder, superando craques como Ademir da Guia e Leão, com 26, e atrás apenas de Edu Bala, com 34.

> Campeão Brasileiro de 2016 sem perder nenhuma vez em 19 partidas e ainda levando a Bola de Prata.

Atleta há mais tempo no elenco profissional (desde 2014) e com mais títulos (Copa do Brasil de 2015 e 2020, Brasileiros de 2016 e de 2018, Paulista 2020 e Libertadores 2020).

1. VINICIUS SILVESTRE
27 anos | 1,95m

> 10 jogos (9 como titular) pelo Palmeiras
> 7 jogos (6 como titular) na temporada 2021
> Ainda não estreou pela Libertadores 2021
> 1 jogo (1 como titular) pelo Brasileiro 2021
Estreia:29/10/2016 – Santos 1×0 Palmeiras – Brasileiro
Último jogo:23/06/2021 – Red Bull Bragantino 3x1 Palmeiras – Brasileiro
Último como titular: 23/06/2021 – Red Bull Bragantino 3x1 Palmeiras – Brasileiro

> Participou de metade das partidas do time na fase de grupos do Campeonato Paulista nesta temporada: cinco como titular e uma entrando ao longo do jogo após expulsão de Weverton.

> Segundo jogador do atual elenco com mais tempo de casa, está no clube desde 2006 e subiu para o elenco profissional no fim de 2013. Recentemente, renovou o seu contrato até o fim de 2024.

> Após ganhar experiência em empréstimos para Ponte Preta (2018) e CRB (2019), voltou ao Palmeiras na temporada 2020.

21. WEVERTON
33 anos | 1,86m

> 204 jogos (204 como titular) pelo Palmeiras
> 45 jogos (45 como titular) na temporada 2021
> 11 jogos (11 como titular) pela Libertadores 2021
> 21 jogos (21 como titular) pelo Brasileiro 2021
Estreia: 11/03/2018 – Ituano 0x3 Palmeiras – Paulista
Último jogo: 20/11/2021 – Fortaleza 1x0 Palmeiras – Brasileiro
Último como titular: 20/11/2021 – Fortaleza 1x0 Palmeiras – Brasileiro

Jogador com mais vitórias pelo Palmeiras em Libertadores: 28, seguido por Marcos, com 27, e Gustavo Gómez, com 25.

2º jogador com mais partidas pelo Palmeiras em Libertadores: 40, ao lado de Dudu e atrás apenas de Marcos (57).

> Jogador com mais minutos em campo pelo clube em 2021: 5.475, seguido por Luan, com 4.775 – este dado contabiliza também os duelos da temporada 2020 realizados entre janeiro e março deste ano.

> Jogador do elenco com mais minutos em campo pelo clube nesta temporada: 4.195, seguido por Luan, com 4.031.

9º goleiro que mais jogou pelo Palmeiras em todos os tempos, com 204 partidas – o ranking é encabeçado por Emerson Leão, com 621 jogos, seguido por Marcos (533), Valdir de Morais (480), Velloso (458), Oberdan (353), Sérgio (333), Gilmar (290) e Fernando Prass (274).

10º goleiro que mais venceu pelo Verdão em todos os tempos: 111 triunfos – o ranking é encabeçado por Emerson Leão, com 328 vitórias, seguido por Valdir de Morais (291), Marcos (257), Velloso (247), Oberdan (214), Sérgio (165), Fernando Prass (151), Primo (134) e Gilmar (112).

6º goleiro que mais jogou no Estádio Palestra Italia/Allianz Parque: 86 partidas, ao lado de Fernando Prass – o ranking é encabeçado por Marcos, com 212 jogos, seguido por Velloso (154), Emerson Leão (137), Sérgio (131) e Primo (90).

> 2º goleiro com maior sequência de jogos sem sofrer gol na história do clube: nove em 2018, atrás apenas de Zetti, com 12 jogos em 1987.

> Vice-líder no ranking de mais jogos sem sofrer gol neste século: 101, ao lado de Fernando Prass e atrás apenas de Marcos (107).

3º goleiro com menor média de gols sofridos na história do Palmeiras: 0,70 gol por partida (143 vezes em 204 jogos), atrás só do paraguaio Benítez, com 0,54 (13 gols sofridos em 24 jogos em 1978), e do também paraguaio Gato Fernández, com 0,62 (22 gols em 35 jogos em 1994). São considerados somente goleiros com ao menos dez jogos disputados pelo clube.

> Primeiro goleiro desde Velloso (entre 1995 e 1997) a fechar três temporadas seguidas sem sofrer gols por 20 jogos ou mais: 21 em 2018, 26 em 2019 e 35 em 2020. Nesta temporada, Weverton já ficou 19 jogos sem ser vazado, em um total de 45 duelos disputados.

> Recordista do século de jogos sem sofrer gol na mesma temporada: 35 em 2020.

> Atleta com mais jogos (70) e minutos (6362) em campo na temporada 2020. Atuou em todas as partidas do título da Libertadores.

> Eleito para as seleções da Libertadores, do Campeonato Brasileiro e da Copa do Brasil em 2020, além de conquistar sua segunda Bola de Prata (venceu também em 2018).

ZAGUEIROS

4. BENJAMÍN KUSCEVIC
25 anos | 1,85m

> 26 jogos (21 como titular) e 1 assistência pelo Palmeiras
> 14 jogos (13 como titular) e 1 assistência na temporada 2021
> 2 jogos (1 como titular) pela Libertadores 2021
> 10 jogos (10 como titular) e 1 assistência pelo Brasileiro 2021
Estreia: 05/12/2020 – Santos 2×2 Palmeiras – Brasileiro
Último jogo: 23/11/2021 – Palmeiras 2x2 Atlético-MG – Brasileiro
Último como titular: 23/11/2021 – Palmeiras 2x2 Atlético-MG – Brasileiro

> Kuscevic é um dos dois chilenos que conseguiram ser campeões da Libertadores por um clube estrangeiro em toda a história da competição, igualando o feito de Ignacio Prieto, campeão com o Nacional-URU em 1971. Portanto, ele pode se tornar o primeiro bicampeão da história.

> Diante do Bahia, no último dia 12 de outubro, alcançou a sua maior sequência como titular desde que chegou ao Palmeiras: quatro jogos consecutivos. Além do duelo com o Bahia, o defensor fez parte dos 11 iniciais contra Juventude, América-MG e Red Bull Bragantino.

> Em dezembro de 2020, na vitória por 3 a 0 sobre o Bahia, formou com Gómez a primeira dupla de zaga estrangeira da história do Allianz Parque – a última havia sido formada pelo argentino Tobio e pelo uruguaio Victorino, em setembro de 2014, no Pacaembu.

15. GUSTAVO GÓMEZ
28 anos | 1,85m

> 156 jogos (153 como titular), 17 gols e 1 assistência pelo Palmeiras
> 39 jogos (39 como titular) e 3 gols na temporada 2021
> 11 jogos (11 como titular) e 1 gol pela Libertadores 2021
> 20 jogos (20 como titular) e 1 gol pelo Brasileiro 2021
Estreia: 12/08/2018 – Palmeiras 1×0 Vasco – Brasileiro
Último jogo: 20/11/2021 – Fortaleza 1x0 Palmeiras – Brasileiro
Último como titular: 20/11/2021 – Fortaleza 1x0 Palmeiras – Brasileiro
Último gol: 10/07/2021 – Palmeiras 3x2 Santos – Brasileiro

> Jogador de linha com mais vitórias pelo Palmeiras em Libertadores: 25, atrás dos goleiros Marcos (27) e Weverton (28).

> 6º colocado na lista dos jogadores com mais partidas pelo Palmeiras em Libertadores: 35, ao lado de Willian e atrás apenas de Galeano (38), Alex (39), Weverton e Dudu (40) e Marcos (57).

> 2º jogador de linha com mais minutos em campo pelo clube em 2021: 4.342, atrás apenas de Luan, com 4.775, e do goleiro Weverton, com 5.475 – este dado contabiliza também os duelos da temporada 2020 realizados entre janeiro e março deste ano.

3º estrangeiro que mais atuou pelo Palmeiras em todos os tempos, com 156 – o ranking é encabeçado pelo paraguaio Arce e pelo chileno Valdivia, ambos com 241 jogos.

7º colocado na lista dos maiores zagueiros artilheiros da história do clube com 17 gols – o ranking é encabeçado por Luis Pereira, com 36, seguido por Loschiavo (33), Vágner Bacharel (22), Cleber (21), Bianco Gambini (20) e Daniel (18).

5º colocado na lista de estrangeiros com mais gols pelo Palmeiras na era dos pontos corridos do Brasileirão: sete gols, ao lado do atacante argentino Gioino – completam a lista o também argentino Cristaldo (nove), o colombiano Borja (dez), mais um argentino, Barcos (14), e o chileno Valdivia (15).

> Autor do gol da vitória por 1 a 0 no jogo de ida da final da Copa do Brasil 2020, foi um dos três palmeirenses a balançar as redes em todas as competições regulares da temporada passada – os outros foram Raphael Veiga e Luiz Adriano.

> Nunca passou uma temporada sem fazer gol desde que chegou ao Palmeiras: balançou as redes uma vez em 2021, seis vezes em 2020, cinco em 2019 e três em 2018.

> Jogador de linha com mais minutos em campo na temporada de 2020 (4832) e único jogador de linha presente em todos os jogos da Libertadores 2020.

> Segundo que mais vestiu a braçadeira de capitão na temporada 2020: 20 vezes (incluindo a final da Libertadores), atrás só de Felipe Melo, com 36.

> Vencedor das Bolas de Prata de 2019 e 2020 e eleito para a seleção ideal da Libertadores 2020.

13. LUAN
28 anos | 1,89m

> 177 jogos (156 como titular), 6 gols e 2 assistências pelo Palmeiras
> 47 jogos (43 como titular) e 1 gol na temporada 2021
> 10 jogos (9 como titular) pela Libertadores 2021
> 26 jogos (25 como titular) e 1 gol pelo Brasileiro 2021
Estreia:
18/06/2017 – Bahia 2×4 Palmeiras – Brasileiro
Último jogo: 20/11/2021 – Fortaleza 1x0 Palmeiras – Brasileiro
Último como titular: 20/11/2021 – Fortaleza 1x0 Palmeiras – Brasileiro
Último gol: 28/08/2021 – Palmeiras 2x1 Athletico-PR – Brasileiro

> 2º jogador com mais minutos em campo pelo clube em 2021: 4.775, atrás apenas do goleiro Weverton, com 5.475.

> 2º jogador com mais minutos em campo pelo clube na temporada: 4.031, atrás apenas do goleiro Weverton, com 4.195.

> 5º colocado em desarmes nesta temporada: 57, atrás de Felipe Melo, com 59, Renan, com 69, Marcos Rocha, com 78, e Zé Rafael, com 83.

> 3º colocado em ações defensivas (desarmes + interceptações) nesta temporada: 86, atrás de Marcos Rocha, com 98, e Zé Rafael, com 100.

> Titular em cinco das oito partidas que disputou na Libertadores 2020, inclusive na final diante do Santos.

> Um dos 14 jogadores da história que conseguiram conquistar o Paulista, o Brasileiro, a Copa do Brasil e a Libertadores pelo Palmeiras defendendo o clube do início ao fim das competições – os outros são os goleiros Weverton, Jailson, Marcos e Velloso, os zagueiros Gómez e Cleber, os laterais Marcos Rocha e Mayke, os meio-campistas Felipe Melo, Lucas Lima, Gustavo Scarpa e Zinho e o atacante Willian. O zagueiro Victor Hugo e o atacante Dudu também se sagraram campeões das quatro competições, mas não disputaram o Paulista 2020 e a Libertadores 2020 até o final.

3. RENAN
19 anos | 1,84m

> 51 jogos (45 como titular), 1 assistência e 1 gol pelo Palmeiras
> 40 jogos (35 como titular), 1 assistência e 1 gol na temporada 2021
> 8 jogos (7 como titular) e 1 gol pela Libertadores 2021
> 20 jogos (17 como titular) pelo Brasileiro 2021
Estreia:14/10/2020 – Palmeiras 1×3 Coritiba – Brasileiro
Último jogo:23/11/2021 – Palmeiras 2x2 Atlético-MG – Brasileiro
Último como titular: 23/11/2021 – Palmeiras 2x2 Atlético-MG – Brasileiro
Último gol: 21/04/2021 – Universitario-PER 0x0 Palmeiras – Libertadores

> 3º palmeirense mais jovem a fazer gol na história da Libertadores: contra o Universitario-PER, pela fase de grupos de 2021 (seu primeiro como profissional), aos 18 anos, 11 meses e 2 dias – o recorde é de Gabriel Veron, que com 18 anos, um mês e 19 dias deixou sua marca contra o Tigre-ARG, em 2020, enquanto Gabriel Jesus é o segundo com o gol aos 18 anos, 10 meses e 13 dias contra o River Plate-URU, em 2016.

> Cria da Academia com mais minutos em campo pelo clube em 2021: 3.902, seguido por Danilo, com 3.883 – este dado contabiliza também os duelos da temporada 2020 realizados entre janeiro e março deste ano.

> 3º colocado em desarmes na temporada: 69, atrás apenas de Marcos Rocha, com 78, e Zé Rafael, com 83.

> 4º colocado em ações defensivas (desarmes + interceptações) nesta temporada: 84, atrás apenas de Luan, com 86, Marcos Rocha, com 98, e Zé Rafael, ambos com 100.

> Chegou ao Verdão em 2015, aos 13 anos de idade, e desde o início de 2019 começou a jogar também como lateral-esquerdo pelo Sub-17. Na base, conquistou importantes troféus, entre eles o bicampeonato do Mundial de Clubes Sub-17 pelo Palmeiras, em 2018 e 2019, e a Copa do Mundo Sub-17 em 2019 pelo Brasil.

> Em 2020, sua temporada de transição ao time principal, teve participação direta no título da Libertadores, com um jogo disputado, e da Copa do Brasil, com duas partidas. Efetivado no plantel profissional em 2021, foi eleito a revelação do Campeonato Paulista.

LATERAIS

2. MARCOS ROCHA
32 anos | 1,76m

> 181 jogos (172 como titular), 7 gols e 21 assistências pelo Palmeiras
> 37 jogos (34 como titular) e 1 gol na temporada 2021
> 10 jogos (10 como titular) e 1 gol pela Libertadores 2021
> 22 jogos (21 como titular) pelo Brasileiro 2021
Estreia: 18/01/2018 – Grêmio Novorizontino 0x3 Palmeiras – Paulista
Último jogo: 23/11/2021 – Palmeiras 2x2 Atlético-MG – Brasileiro
Último como titular: 23/11/2021 – Palmeiras 2x2 Atlético-MG – Brasileiro
Último gol: 21/07/2021 – Palmeiras 1x0 Universidad Católica-CHI – Libertadores

> Em toda a história da Libertadores, desde 1960, Marcos Rocha é o jogador brasileiro que mais disputou o torneio em sequência, com nove participações consecutivas entre 2013 (quando atuava pelo Atlético-MG) e 2021. No geral de participações, o camisa 2 do Verdão fica atrás apenas de Danilo (Corinthians e São Paulo) e Jean (Palmeiras, Fluminense e São Paulo), ambos com 10.

> Vice-líder em desarmes nesta temporada: 78, atrás apenas de Zé Rafael, com 83.

> Vice-líder em ações defensivas (desarmes + interceptações) nesta temporada: 98, atrás apenas de Zé Rafael, com 100.

> 5º atleta do atual elenco com mais duelos pelo clube, com 181, atrás apenas de Weverton (204), Felipe Melo (224), Willian (253) e Dudu (332).

> 3º colocado em assistências na história do Allianz Parque: 13, atrás só de Gustavo Scarpa (23) e Dudu (37).

> 4º colocado em assistências do atual elenco: 21, atrás de Willian (26), Gustavo Scarpa (39) e Dudu (81).

> 3º colocado em passes para finalizações na temporada 2020: 69, atrás de Gabriel Menino (73) e Lucas Lima (81).

> Líder em desarmes na temporada 2020: 130, seguido de Zé Rafael e Viña (ambos com 114). Em 2019, fechou o Campeonato Brasileiro como o atleta com mais desarmes, com 103, à frente de Gregore, do Bahia, com 102.

> Um dos seis que foram titulares nas três partidas decisivas da temporada 2020 (Paulista, Copa do Brasil e Libertadores), ao lado de Weverton, Gustavo Gómez, Matías Viña, Zé Rafael e Luiz Adriano.

12. MAYKE
28 anos | 1,79m

> 151 jogos (112 como titular), 2 gols e 8 assistências pelo Palmeiras
> 31 jogos (20 como titular) na temporada 2021
> 3 jogos (0 como titular) pela Libertadores 2021
> 12 jogos (7 como titular) pelo Brasileiro 2021
Estreia: 27/05/2017 – São Paulo 2×0 Palmeiras – Brasileiro
Último jogo: 20/11/2021 – Fortaleza 1x0 Palmeiras – Brasileiro
Último como titular: 
20/11/2021 – Fortaleza 1x0 Palmeiras – Brasileiro
Último gol: 30/05/2019 – Palmeiras 2×0 Sampaio Corrêa – Copa do Brasil

> Polivalente, atuou como zagueiro nas primeiras partidas do Campeonato Paulista. Na temporada 2020, jogou algumas vezes como lateral-esquerdo (sendo titular no jogo de ida contra o Delfin-EQU, pelas oitavas da Libertadores) e como atacante pelo lado direito (inclusive nas duas partidas finais da Copa do Brasil, entrando no segundo tempo).

> Bola de Prata 2018: esteve presente em 20 jogos na campanha do decacampeonato brasileiro, sendo 14 como titular.

> Um dos 14 jogadores da história que conseguiram conquistar o Paulista, o Brasileiro, a Copa do Brasil e a Libertadores pelo Palmeiras – os outros são os goleiros Weverton, Jailson, Marcos e Velloso, os zagueiros Luan, Gómez e Cleber, o lateral Marcos Rocha, os meio-campistas Felipe Melo, Lucas Lima, Gustavo Scarpa e Zinho e o atacante Willian. O zagueiro Victor Hugo e o atacante Dudu também se sagraram campeões das quatro competições, mas não disputaram o Paulista 2020 e a Libertadores 2020 até o final.

22. JOAQUÍN PIQUEREZ
23 anos | 1,85m

> 15 jogos (12 como titular) e 1 assistência pelo Palmeiras
> 15 jogos (12 como titular) e 1 assistência na temporada 2021
> 3 jogos (2 como titular) pela Libertadores 2021
> 12 jogos (10 como titular) e 1 assistência pelo Brasileiro 2021
Estreia: 14/08/2021 – Atlético-MG 2x0 Palmeiras – Brasileiro
Último jogo: 20/11/2021 – Fortaleza 1x0 Palmeiras – Brasileiro
Último como titular: 
20/11/2021 – Fortaleza 1x0 Palmeiras – Brasileiro

> Piquerez é o 21º uruguaio na história do Palmeiras, sucedendo o também lateral-esquerdo Viña, que foi campeão paulista, da Copa do Brasil e da Conmebol Libertadores pelo clube na temporada 2020.

> Com passagens pelas Seleções Uruguaias Sub-17 e Sub-23, Piquerez foi revelado pelo Defensor-URU e passou também pelo River Plate-URU antes de chegar ao Peñarol-URU, no começo de 2020. No Verdão, fez a sua estreia em agosto deste ano, marcando presença nos duelos válidos pela Libertadores e pelo Brasileirão.

> Destaque do Peñarol-URU na atual temporada, o jogador fez 17 partidas pelo clube uruguaio, sendo sete pelo Torneio Apertura do Campeonato Uruguaio e dez pela Copa Sul-Americana – ele atuou, inclusive, nas duas vitórias sobre o Corinthians na primeira fase da competição continental, dando uma assistência no triunfo por 2 a 0 em São Paulo-SP, no dia 29 de abril (em Montevidéu-URU, os uruguaios venceram por 4 a 0).

6. JORGE
25 anos | 1,84m

> 7 jogos (6 como titular) pelo Palmeiras
> 7 jogos (6 como titular) na temporada 2021
> 7 jogos (6 como titular) pelo Brasileiro 2021
Estreia: 25/09/2021 – Corinthians 2x1 Palmeiras – Brasileiro
Último jogo: 23/11/2021 – Palmeiras 2x2 Atlético-MG – Brasileiro
Último como titular: 23/11/2021 – Palmeiras 2x2 Atlético-MG – Brasileiro

> Sem nenhum jogo disputado pela Libertadores desde o começo da carreira, Jorge pode fazer a sua estreia na competição sul-americana na grande final de 2021, justamente diante do Flamengo, o seu clube formador.

> Revelado pelo Flamengo, estreou como profissional em 2014 e, dois anos depois, foi eleito o melhor lateral-esquerdo do Campeonato Brasileiro em premiação realizada pela CBF.

> Em 2017, após ter sido convocado pela Seleção Brasileira Principal pela primeira vez, Jorge, que havia defendido a equipe verde-amarela também nas categorias Sub-20 e Sub-23, foi vendido ao Monaco-FRA e depois emprestado ao Porto-POR. Passou ainda por Santos e Basel-SUI, mas uma lesão no joelho esquerdo prejudicou sua performance e ele acabou atuando pouco. Após o fim da temporada europeia, o jogador assinou contrato com o Palmeiras até dezembro de 2025.

> O lateral fez a sua estreia no clássico contra o Corinthians, pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro, e entrou para a lista de palmeirenses que tiveram o privilégio de estrear no Derby. O camisa 6 agora figura ao lado de nomes como Serafini, Romeu Pellicciari, Ademir da Guia e Arce.

26. VICTOR LUIS
28 anos | 1,79m

> 145 jogos (115 como titular), 4 gols e 4 assistências pelo Palmeiras
> 31 jogos (18 como titular), 1 gol e 2 assistências na temporada 2021
> 5 jogos (4 como titular) e 1 assistência pela Libertadores 2021
> 15 jogos (9 como titular) e 1 assistência pelo Brasileiro 2021
Estreia:09/03/2014 – Paulista 1×3 Palmeiras – Paulista
Último jogo:23/11/2021 – Palmeiras 2x2 Atlético-MG – Brasileiro
Último como titular: 14/11/2021 – Fluminense 2x1 Palmeiras – Brasileiro
Último gol: 16/05/2021 – Corinthians 0x2 Palmeiras – Paulista

> Foi titular em 12 das 13 partidas de Libertadores que disputou pelo Palmeiras (quatro em 2018, quatro em 2019 e quatro em 2021) e tem 100% de aproveitamento, com 13 vitórias e apenas cinco gols sofridos. Na vitória por 5 a 0 contra o Independiente del Valle-EQU, no Allianz Parque, deu assistência para Rony anotar um dos gols da partida.

> Na campanha do decacampeonato brasileiro, entrou em campo 22 vezes e marcou um gol, o da vitória sobre o Santos por 3 a 2 na reta final da competição.

> Torcedor do Palmeiras desde a infância, é o jogador do atual elenco com mais tempo de casa: começou no Sub-11 do clube em 2004, subiu em 2014, foi emprestado nos anos seguintes para o Ceará e o Botafogo para adquirir experiência e retornou em 2018.

> Na campanha do decacampeonato brasileiro, entrou em campo 22 vezes e marcou um gol, o da vitória sobre o Santos por 3 a 2 na reta final da competição.

> Emprestado ao Botafogo novamente em 2020, iniciou em 2021 mais uma temporada com a camisa alviverde.

MEIO-CAMPISTAS

28. DANILO
20 anos | 1,77m

> 82 jogos (54 como titular), 5 gols e 5 assistências pelo Palmeiras
> 46 jogos (35 como titular), 4 gols e 3 assistências na temporada 2021
> 12 jogos (10 como titular), 1 gol e 1 assistência pela Libertadores 2021
> 22 jogos (18 como titular), 2 gols e 1 assistência pelo Brasileiro 2021
Estreia:06/09/2020 – Red Bull Bragantino 1×2 Palmeiras – Brasileiro
Último jogo:20/11/2021 – Fortaleza 1x0 Palmeiras – Brasileiro
Último como titular: 20/11/2021 – Fortaleza 1x0 Palmeiras – Brasileiro
Último gol: 03/10/2021 – Palmeiras 1x1 Juventude – Brasileiro

> 4º palmeirense mais jovem a fazer gol na história da Libertadores: contra o Delfín-EQU, em 2020, aos 19 anos, 7 meses e 13 dias – o recorde é de Gabriel Veron, que com 18 anos, um mês e 19 dias deixou sua marca contra o Tigre-ARG, também em 2020, enquanto Gabriel Jesus é o segundo com o gol aos 18 anos, 10 meses e 13 dias contra o River Plate-URU, em 2016, e Renan o terceiro ao marcar contra o Universitario-PER, pela fase de grupos de 2021, aos 18 anos, 11 meses e 2 dias.

> 2ª Cria da Academia com mais minutos em campo pelo clube em 2021: 3.883, atrás apenas de Renan, com 3.902 – este dado contabiliza também os duelos da temporada 2020 realizados entre janeiro e março deste ano.

> 6º colocado em desarmes nesta temporada: 53, ao lado de Gustavo Gómez e atrás de Luan, com 57, Felipe Melo, com 59, Renan, com 69, Marcos Rocha, com 78, e Zé Rafael, com 83.

> 7º colocado em participação em gol na temporada, com sete (quatro gols e três assistências), ao lado de Dudu e Deyverson e atrás de Wesley, com oito, Breno Lopes e Luiz Adriano, com nove, Willian, com 13, Rony, com 15, Raphael Veiga, com 23, e Gustavo Scarpa, com 30.

> Chegou ao Palmeiras em 2018, foi titular na Copa São Paulo de 2020 e, no início do segundo semestre daquele ano, chamou a atenção da comissão técnica durante os treinos do Sub-20 na Academia de Futebol. Promovido ao Profissional desde então, foi titular na final da Libertadores.

18. DANILO BARBOSA
25 anos | 1,83m

> 29 jogos (12 como titular), 1 gol e 2 assistências pelo Palmeiras
> 29 jogos (12 como titular), 1 gol e 2 assistências na temporada 2021
> 6 jogos (2 como titular) e 1 gol pela Libertadores 2021
> 15 jogos (4 como titular) e 2 assistências pelo Brasileiro 2021
Estreia: 16/04/2021 – Palmeiras 0x1 São Paulo – Paulista
Último jogo: 23/11/2021 – Palmeiras 2x2 Atlético-MG – Brasileiro
Último como titular: 
23/11/2021 – Palmeiras 2x2 Atlético-MG – Brasileiro
Último gol: 27/04/2021 – Palmeiras 5x0 Independiente del Valle-EQU – Libertadores

> Contratação do Verdão para a temporada 2021, também pode atuar como zagueiro, função que desempenhou em seis das dez partidas em que iniciou como titular: São Paulo, Guarani, Inter de Limeira e Santos, pelo Paulista, e Defensa y Justicia-ARG e Universitario-PER, pela Libertadores.

> Revelado pelo Vasco, transferiu-se para a Europa aos 18 anos e foi comandado por Abel Ferreira no Sporting Braga-POR na temporada 2017-18, quando atuou em 46 partidas e anotou quatro gols. Em seguida, foi adquirido pelo Nice-FRA antes de chegar ao Maior Campeão do Brasil.

> Convocado em todas as categorias de base da Seleção Brasileira, foi campeão sul-americano Sub-15 em 2011 e vice-campeão mundial Sub-20 em 2015 (sendo capitão e eleito o segundo melhor jogador do torneio).

30. FELIPE MELO
38 anos | 1,84m

> 224 jogos (204 como titular), 13 gols e 7 assistências pelo Palmeiras
> 43 jogos (34 como titular), 1 gol e 1 assistência na temporada 2021
> 7 jogos (3 como titular) pela Libertadores 2021
> 24 jogos (19 como titular) e 1 gol pelo Brasileiro 2021
Estreia: 21/01/2017 – Chapecoense 1×1 Palmeiras – Amistoso
Último jogo: 14/11/2021 – Fluminense 2x1 Palmeiras – Brasileiro
Último como titular: 14/11/2021 – Fluminense 2x1 Palmeiras – Brasileiro
Último gol: 25/10/2021 – Palmeiras 2x1 Sport – Brasileiro

> 2º jogador de linha com mais vitórias pelo Palmeiras em Libertadores: 24, atrás de Gustavo Gómez, com 25 – todos atrás dos goleiros Marcos (27) e Weverton (28).

> 8º colocado na lista dos jogadores com mais partidas pelo Palmeiras em Libertadores: 34, atrás de Gustavo Gómez e Willian (35), Galeano (38), Alex (39), Weverton e Dudu (40) e Marcos (57).

> 3º jogador do elenco em jogos, atrás só de Willian (253) e Dudu (332), e 3º em vitórias (135), atrás apenas de Willian (136) e Dudu (188).

> 5º colocado na lista dos jogadores com mais vitórias pelo Palmeiras neste século: 135, atrás apenas de Willian (136), Fernando Prass (151), Marcos (182) e Dudu (188).

> 3º colocado na lista dos que mais atuaram no Allianz Parque: 98 jogos, atrás apenas de Willian (108) e Dudu (141).

> 4º colocado em desarmes nesta temporada: 59, atrás apenas de Renan, com 69, Marcos Rocha, com 78, e Zé Rafael, com 83.

> 5º colocado em ações defensivas (desarmes + interceptações) nesta temporada: 81, atrás apenas de Renan, com 84, Luan, com 86, Marcos Rocha, com 98, e Zé Rafael, com 100.

> Um dos 14 jogadores da história que conseguiram conquistar o Paulista, o Brasileiro, a Copa do Brasil e a Libertadores pelo Palmeiras – os outros são os goleiros Weverton, Jailson, Marcos e Velloso, os zagueiros Luan, Gómez e Cleber, os laterais Marcos Rocha e Mayke, os meio-campistas Lucas Lima, Gustavo Scarpa e Zinho e o atacante Willian. O zagueiro Victor Hugo e o atacante Dudu também se sagraram campeões das quatro competições, mas não disputaram o Paulista 2020 e a Libertadores 2020 até o final.

25. GABRIEL MENINO
21 anos | 1,76m

> 93 jogos (68 como titular), 6 gols e 12 assistências pelo Palmeiras
> 32 jogos (18 como titular), 2 gols e 2 assistências na temporada de 2021
> 4 jogos (1 como titular) e 2 assistências pela Libertadores 2021
> 17 jogos (10 como titular) e 2 gols pelo Brasileiro 2021
Estreia: 15/01/2020 – Palmeiras 0x0 Atlético Nacional de Medellín-COL – Florida Cup
Último jogo: 23/11/2021 – Palmeiras 2x2 Atlético-MG – Brasileiro
Último como titular: 23/11/2021 – Palmeiras 2x2 Atlético-MG – Brasileiro
Último gol: 25/09/2021 – Corinthians 2x1 Palmeiras – Brasileiro

> 5º palmeirense mais jovem a fazer gol na história da Libertadores: contra o Bolívar-BOL, pela fase de grupos de 2020, aos 19 anos, 11 meses e 16 dias – o recorde é de Gabriel Veron, que com 18 anos, um mês e 19 dias deixou sua marca contra o Tigre-ARG, também em 2020, enquanto Gabriel Jesus é o segundo com o gol aos 18 anos, 10 meses e 13 dias contra o River Plate-URU, em 2016, Renan é o terceiro com o tento anotado aos 18 anos, 11 meses e 2 dias contra o Universitario-PER, em 2021, e Danilo é o quarto ao marcar contra o Delfín-EQU, em 2020, aos 19 anos, 7 meses e 13 dias.

> Eleito para a seleção ideal da Libertadores 2020 pela CONMEBOL.

> 13º colocado em participação em gol na temporada, com quatro (dois gols e duas assistências), ao lado de Patrick de Paula e atrás de Matías Viña, com cinco, Zé Rafael, com seis, Danilo, Dudu e Deyverson, com sete, Wesley, com oito, Breno Lopes e Luiz Adriano, com nove, Willian, com 13, Rony, com 15, Raphael Veiga, com 23, e Gustavo Scarpa, com 30.

> Cria da Academia que mais entrou em campo na temporada 2020: 61 jogos, seguido por Patrick de Paula (52).

> Líder em assistências na temporada 2020: dez, seguido por Rony (nove).

> Na temporada 2020, foi ainda vice-líder em assistências para finalização, vice-líder em interceptações de jogadas do adversário, terceiro em dribles e quarto em desarmes.

> Polivalente, atua como lateral-direito (posição na qual foi convocado duas vezes para a Seleção Brasileira) e na linha ofensiva pelo lado direito (como no caso da final da Libertadores 2020).

> No clube desde 2017, faturou o Campeonato Brasileiro Sub-20 (2018), a Copa do Brasil Sub-17 (2017) e três títulos paulistas seguidos (2018 e 2019 pelo Sub-20 e 2020 pelo profissional) no clube.

14. GUSTAVO SCARPA
27 anos | 1,76m

> 172 jogos (101 como titular), 31 gols e 39 assistências pelo Palmeiras
> 54 jogos (37 como titular), 8 gols e 22 assistências na temporada 2021
> 6 jogos (4 como titular), 1 gol e 2 assistências pela Libertadores 2021
> 31 jogos (21 como titular), 4 gols e 14 assistências pelo Brasileiro 2021
Estreia: 29/10/2020 – Red Bull Bragantino 1×3 Palmeiras – Copa do Brasil
Último jogo: 20/11/2021 – Fortaleza 1x0 Palmeiras – Brasileiro
Último como titular: 20/11/2021 – Fortaleza 1x0 Palmeiras – Brasileiro
Último gol: 10/11/2021 – Palmeiras 4x0 Atlético-GO – Brasileiro

> Líder do Campeonato Brasileiro 2021 em assistências: 14 no total, seguido por Arthur, do Red Bull Bragantino, e Vitinho, do Flamengo, ambos com oito.

> Líder do Campeonato Brasileiro 2021 em cruzamentos certos: 58, seguido por Arthur, do Red Bull Bragantino, com 44.

> 3º colocado do Campeonato Brasileiro 2021 em finalizações: 78, atrás apenas de Marinho, do Santos, com 79, e Hulk, do Atlético-MG, com 97.

> Jogador com mais partidas pelo clube em 2021: 69 no total, seguido por Raphael Veiga, com 66 – este dado contabiliza também os duelos da temporada 2020 realizados entre janeiro e março deste ano.

> Jogador com mais partidas pelo clube na temporada: 54, seguido por Raphael Veiga, com 51.

> 3º jogador de linha com mais minutos em campo pelo clube em 2021: 4.289, atrás apenas de Gustavo Gómez, com 4.342, Luan, com 4.775, e do goleiro Weverton, com 5.475 – este dado contabiliza também os duelos da temporada 2020 realizados entre janeiro e março deste ano.

> 2º maior garçom do elenco no geral: 39 assistências, atrás de Dudu, com 81.

> Vice-líder em assistências na história do Allianz Parque: 23, atrás só de Dudu (37).

> Líder em assistências nesta temporada, com 22, foi o vice-líder no quesito em 2019 (sete) e o terceiro em 2020 (oito).

> 5º maior artilheiro do elenco: 31 gols, atrás de Luiz Adriano (32), Raphael Veiga (42), Willian (66) e Dudu (74) – em 2019, foi o goleador do time, ao lado de Dudu, com 13.

> 93º maior artilheiro da história do Palmeiras: 31 gols, ao lado de Barcos, Careca, Gaúcho, Marcos Assunção, Muñoz, Reinaldo Xavier e Ronaldo e atrás de Baroninho, González, Loschiavo, Luiz Adriano e Pedrinho, todos com 32.

> Líder em participação em gol na temporada, com 30 (oito gols e 22 assistências), seguido por Raphael Veiga, com 23.

> Líder em assistências para finalização nesta temporada: 101, seguido por Raphael Veiga, com 64.

> Vice-líder em finalizações certas nesta temporada: 47, atrás apenas de Raphael Veiga, com 53.

> 4º colocado em dribles nesta temporada: 37, atrás apenas de Zé Rafael, com 39, Raphael Veiga, com 63, e Wesley, com 68.

> Marcou mais um gol de falta com a camisa do Palmeiras na vitória por 3 a 2 contra o Bahia, no Allianz Parque, pelo Campeonato Brasileiro. O último tento de falta do Verdão havia sido anotado justamente pelo camisa 14, no triunfo por 2 a 1 contra o Defensa y Justicia-ARG, na Argentina, pela CONMEBOL Recopa.

> Polivalente, revezou-se em diversas posições durante a temporada passada: meia-armador, lateral-esquerdo e atacante pelos dois lados.

> Um dos 14 jogadores da história que conseguiram conquistar o Paulista, o Brasileiro, a Copa do Brasil e a Libertadores pelo Palmeiras – os outros são os goleiros Weverton, Jailson, Marcos e Velloso, os zagueiros Luan, Gómez e Cleber, os laterais Marcos Rocha e Mayke, os meio-campistas Felipe Melo, Lucas Lima e Zinho e o atacante Willian. O zagueiro Victor Hugo e o atacante Dudu também se sagraram campeões das quatro competições, mas não disputaram o Paulista 2020 e a Libertadores 2020 até o final.

38. MATHEUS FERNANDES
23 anos | 1,83m

> 16 jogos (7 como titular), 1 gol e 1 assistência pelo Palmeiras
> 4 jogos (1 como titular) na temporada 2021
> 4 jogos (1 como titular) pelo Brasileiro 2021
Estreia: 01/05/2019 – Cruzeiro 0x2 Palmeiras – Brasileiro
Último jogo: 23/11/2021 – Palmeiras 2x2 Atlético-MG – Brasileiro
Último como titular: 17/11/2021 – Palmeiras 0x2 São Paulo – Brasileiro
Último gol: 01/12/2019 – Palmeiras 1×3 Flamengo – Brasileiro

> De volta ao Palmeiras após um período no futebol europeu, fez a sua reestreia pelo Verdão na vitória por 2 a 0 contra a Chapecoense, na Arena Condá, em Chapecó-SC, pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro.

> Revelado pelo Botafogo, Matheus Fernandes chegou ao Palmeiras em 2019 após boa passagem pelo time carioca. No início de 2020, o jogador foi negociado com o Barcelona-ESP, e, em seguida, foi emprestado ao Real Valladolid-ESP. Após rescindir o seu contrato com o clube catalão em junho deste ano, o atleta acertou o seu retorno ao Verdão.

5. PATRICK DE PAULA
22 anos | 1,80m

> 98 jogos (61 como titular), 8 gols e 4 assistências pelo Palmeiras
> 46 jogos (24 como titular), 3 gols e 2 assistências na temporada 2021
> 9 jogos (4 como titular), 3 gols e 1 assistência pela Libertadores 2021
> 26 jogos (13 como titular) e 1 assistência pelo Brasileiro 2021
Estreia: 15/01/2020 – Palmeiras 0x0 Atlético Nacional de Medellín-COL – Florida Cup
Último jogo:
23/11/2021 – Palmeiras 2x2 Atlético-MG – Brasileiro
Último como titular:
 23/11/2021 – Palmeiras 2x2 Atlético-MG – Brasileiro
Último gol:
17/08/2021 – Palmeiras 3x0 São Paulo – Libertadores

> 3ª Cria da Academia com mais minutos em campo pelo clube em 2021: 3.180, atrás apenas de Danilo, com 3.883, e Renan, 3.902 – este dado contabiliza também os duelos da temporada 2020 realizados entre janeiro e março deste ano.

> jogador com mais partidas pelo clube em 2021: 59, atrás de Weverton, com 60, Raphael Veiga, com 66, e Gustavo Scarpa, com 69 – este dado contabiliza também os duelos da temporada 2020 realizados entre janeiro e março deste ano.

> 3º colocado em interceptação de jogadas adversárias e quinto em desarmes na temporada 2020.

> Jogador de linha com mais tempo em campo no Brasileirão 2020: 1897 minutos, seguido de Gabriel Menino (1937).

> Captado para a base do Palmeiras em 2017, foi campeão brasileiro Sub-20 em 2018, faturou a Copa do Brasil Sub-20 em 2019 e, assim como Gabriel Veron, Gabriel Silva e Wesley, enfileirou quatro títulos paulistas seguidos pelo clube: 2017, 2018 e 2019 pelo Sub-20 e 2020 pelo Profissional.

> Responsável pela quinta e decisiva cobrança do Verdão na disputa de pênaltis na final do Paulista 2020 contra o rival Corinthians.

23. RAPHAEL VEIGA
26 anos | 1,78m

> 161 jogos (109 como titular), 42 gols e 13 assistências pelo Palmeiras
> 51 jogos (46 como titular), 17 gols e 6 assistências na temporada 2021
> 11 jogos (10 como titular), 4 gols e 2 assistências pela Libertadores 2021
> 31 jogos (27 como titular), 10 gols e 4 assistências pelo Brasileiro 2021
Estreia: 21/01/2017 – Chapecoense 2×2 Palmeiras – Amistoso
Último jogo: 20/11/2021 – Fortaleza 1x0 Palmeiras – Brasileiro
Último como titular: 20/11/2021 – Fortaleza 1x0 Palmeiras – Brasileiro
Último gol: 10/11/2021 – Palmeiras 4x0 Atlético-GO – Brasileiro

> Artilheiro do time nesta temporada com 17 bolas na rede, seguido por Rony, com 12.

> 2º colocado em participação em gol nesta temporada, com 23 (17 gols e seis assistências), atrás apenas de Gustavo Scarpa, com 30.

> 3º maior artilheiro do elenco no geral: 42 gols, atrás apenas de Willian (66) e Dudu (74).

> 3º maior artilheiro do Allianz Parque: 22 gols, atrás apenas de Willian (27) e Dudu (35).

> 67º maior artilheiro da história do Palmeiras: 42 gols, ao lado de Mantovani, Moacyr e Caxambú e atrás de Ministrinho e Paulinho, com 43.

> 4º maior artilheiro do Palmeiras neste século: 42 gols, atrás de Vágner Love, com 54.

> 4º maior artilheiro do Palmeiras na era dos pontos corridos do Brasileiro: 24 gols, atrás de Deyverson (25), Willian (32) e Dudu (42).

> Jamais perdeu pênalti, seja no tempo regulamentar ou em disputas eliminatórias, pelo Palmeiras. Foram 15 oportunidades, sendo 13 durante os 90 minutos de jogo e duas em decisões por penalidades máximas. A última cobrança convertida aconteceu no duelo com o Grêmio, na Arena do Grêmio, pelo Campeonato Brasileiro.

> 2º jogador que mais fez gols de pênalti no tempo regulamentar pelo Palmeiras neste século: 13 no total, ao lado de Alex Mineiro e atrás apenas de Edmundo, com 14.

> Vice-líder em dribles nesta temporada: 63, atrás apenas de Wesley, com 68.

> Líder em finalizações certas a gol nesta temporada: 53 chutes no alvo, seguido por Gustavo Scarpa, com 47.

> Vice-líder em assistências para finalização nesta temporada: 64, atrás apenas de Gustavo Scarpa, com 101.

> Vice-artilheiro do Palmeiras na temporada 2020: 18 gols, ao lado de Willian e atrás apenas de Luiz Adriano (20).

> Titular nas finais da Libertadores e da Copa do Brasil, foi um dos três palmeirenses a fazer gols em todas as competições regulares disputadas em 2020, ao lado de Luiz Adriano e Gustavo Gómez.

> Artilheiro do time no Brasileirão 2020: 11 gols, seguido por Luiz Adriano (10).

> Artilheiro (quatro gols) e o garçom (duas assistências, uma em cada partida das finais) do Palmeiras na Copa do Brasil 2020. Eleito pela CBF o craque da competição.

> Único jogador presente em todas as partidas do time na Copa do Brasil 2020.

8. ZÉ RAFAEL
28 anos | 1,75m

> 150 jogos (113 como titular), 15 gols e 15 assistências pelo Palmeiras
> 47 jogos (34 como titular), 3 gols e 3 assistências na temporada 2021
> 9 jogos (7 como titular), 2 gols e 2 assistências pela Libertadores 2021
> 26 jogos (20 como titular) e 1 gol pelo Brasileiro 2021
Estreia: 23/01/2019 – Palmeiras 1×0 Botafogo-SP – Paulista
Último jogo: 20/11/2021 – Fortaleza 1x0 Palmeiras – Brasileiro
Último como titular: 20/11/2021 – Fortaleza 1x0 Palmeiras – Brasileiro
Último gol: 20/10/2021 – Ceará 1x2 Palmeiras – Brasileiro

> Líder em desarmes nesta temporada: 83, seguido por Marcos Rocha, com 78.

> Líder em ações defensivas (desarmes + interceptações) nesta temporada: 100, seguido por Marcos Rocha, com 98.

> 3º colocado em dribles nesta temporada: 39, atrás apenas de Raphael Veiga, com 63, e Wesley, com 68.

> 10º colocado em participação em gol na temporada, com seis (três gols e três assistências), atrás de Danilo, Dudu e Deyverson, com sete, Wesley, com oito, Breno Lopes e Luiz Adriano, com nove, Willian, com 13, Rony, com 15, Raphael Veiga, com 23, e Gustavo Scarpa, com 30.

> 5º colocado na lista de maiores garçons do elenco no geral: 15 assistências, atrás apenas de Marcos Rocha (21), Willian (26), Gustavo Scarpa (39) e Dudu (81) – no Brasileirão 2019, foi o vice-líder do time com cinco passes a gol, atrás apenas de Dudu, com 11.

> 5º colocado na lista de maiores garçons da temporada 2020: sete assistências, ao lado de Willian e atrás apenas de Matías Viña e Gustavo Scarpa (ambos com oito), Rony (nove) e Gabriel Menino (dez).

> Garçom do time na Copa do Brasil 2020: duas assistências, ao lado de Raphael Veiga.

> Líder em dribles na temporada 2020: 43 fintas completas, seguido por Rony (33).

> Vice-líder em desarmes na temporada 2020: 114 roubos de bola, ao lado de Matías Viña e atrás apenas de Marcos Rocha (130).

> Um dos seis que foram titulares nas três partidas decisivas da temporada 2020 (Paulista, Copa do Brasil e Libertadores), ao lado de Weverton, Marcos Rocha, Gustavo Gómez, Matías Viña e Luiz Adriano.

ATACANTES

19. BRENO LOPES
25 anos | 1,78m

> 55 jogos (22 como titular), 11 gols e 1 assistência pelo Palmeiras
> 32 jogos (13 como titular), 8 gols e 1 assistência na temporada 2021
> 3 jogos (2 como titular) pela Libertadores 2021
> 22 jogos (5 como titular), 7 gols e 1 assistência pelo Brasileiro 2021
Estreia: 14/11/2020 – Palmeiras 2×0 Fluminense – Brasileiro
Último jogo: 23/11/2021 – Palmeiras 2x2 Atlético-MG – Brasileiro
Último como titular: 17/11/2021 – Palmeiras 0x2 São Paulo – Brasileiro
Último gol: 10/11/2021 – Palmeiras 4x0 Atlético-GO – Brasileiro

> Contratado no segundo semestre de 2020, foi o autor do gol do título da Libertadores com apenas 17 partidas disputadas pelo Verdão. Na final, entrou aos 39 min do segundo tempo e fez o gol pouco antes dos 54 min.

> 5º colocado em participação em gol na temporada, com nove (oito gols e uma assistência), ao lado de Luiz Adriano e atrás de Willian, com 13, Rony, com 15, Raphael Veiga, com 23, e Gustavo Scarpa, com 30.

> Fechou o Brasileirão 2020 como palmeirense com mais partidas em sequência: 17 (da 23ª rodada até a 38ª).

9. DEYVERSON
30 anos | 1,87m

> 134 jogos (72 como titular), 29 gols e 10 assistências pelo Palmeiras
> 30 jogos (11 como titular), 4 gols e 3 assistências na temporada 2021
> 4 jogos (2 como titular) pela Libertadores 2021
> 26 jogos (9 como titular), 4 gols e 3 assistências pelo Brasileiro 2021
Estreia: 23/07/2017 – Sport 0×2 Palmeiras – Brasileiro
Último jogo: 23/11/2021 – Palmeiras 2x2 Atlético-MG – Brasileiro
Último como titular:
23/11/2021 – Palmeiras 2x2 Atlético-MG – Brasileiro
Último gol: 23/11/2021 – Palmeiras 2x2 Atlético-MG – Brasileiro

> 6º maior artilheiro do elenco: 29 gols, atrás só de Gustavo Scarpa (31), Luiz Adriano (32), Raphael Veiga (42), Willian (66) e Dudu (74).

> 3º maior artilheiro do Palmeiras na era dos pontos corridos do Brasileiro: 25 gols, atrás apenas de Willian (32) e Dudu (43).

> Dono de uma personalidade única e bastante irreverente, Deyverson foi contratado pelo Palmeiras em 2017 após passagens por times de Portugal, Alemanha e Espanha e com a fama de ter balançado as redes do Real Madrid e do Barcelona pelo Alavés-ESP.

> Em 2018, o jogador foi um dos destaques do Verdão na campanha vitoriosa do Campeonato Brasileiro, inclusive anotando o gol do título no triunfo por 1 a 0 diante do Vasco da Gama, no Rio de Janeiro-RJ. Marcou também contra o Corinthians e o São Paulo, ajudando o Alviverde a quebrar um tabu de mais de 16 anos sem vitória contra o rival tricolor no estádio do Morumbi.

43. DUDU
29 anos | 1,66m

> 332 jogos (305 como titular), 74 gols e 81 assistências pelo Palmeiras
> 27 jogos (21 como titular), 4 gols e 3 assistências na temporada 2021
> 6 jogos (4 como titular) e 2 gols pela Libertadores 2021
> 21 jogos (16 como titular), 2 gols e 3 assistências pelo Brasileiro 2021
Estreia: 25/01/2015 – Palmeiras 3×2 Red Bull Brasil – Amistoso
Último jogo: 20/11/2021 – Fortaleza 1x0 Palmeiras – Brasileiro
Último como titular: 20/11/2021 – Fortaleza 1x0 Palmeiras – Brasileiro
Último gol: 14/11/2021 – Fluminense 2x1 Palmeiras – Brasileiro

> jogador com mais partidas pelo Palmeiras em Libertadores: 40, ao lado de Weverton e atrás apenas de Marcos, com 57.

> jogador com mais vitórias pelo Palmeiras em Libertadores: 24, ao lado de Felipe Melo e atrás de Gustavo Gómez, com 25.

> Jogador do elenco com mais jogos (332), vitórias (188), gols (74) e assistências (81).

> Artilheiro do Palmeiras no século: 74 gols, seguido por Willian, com 66.

> 2º com mais jogos no século (332, atrás apenas de Marcos, com 392) e 1º com mais vitórias (188).

> 4º atacante com mais jogos na história (332, atrás de Heitor, com 357) e 4º com mais vitórias (188, atrás de Heitor, com 248).

> 27º com mais jogos na história do Palmeiras (332, atrás de Sérgio e Zinho, com 333) e 29º com mais gols (74, ao lado de Jair Rosa Pinto e logo atrás de Edu Bala, com 76).

> 9º jogador com mais vitórias na história do Palestra Italia/Allianz Parque: 98 triunfos, ao lado de Bianco Gambini e atrás de Cléber, com 105, Carnera, com 106, Junqueira, com 108, Velloso, com 110, Galeano, com 116, Heitor, com 122, Ademir da Guia, com 125, e Marcos, com 135.

> 9º jogador com mais jogos na história do Palestra Italia/Allianz Parque: 141 partidas, atrás de Luís Pereira, com 146.

> Jogador com mais jogos (141), mais vitórias (98), mais gols (35) e mais assistências (37) no Allianz Parque.

> jogador com mais partidas pelo Palmeiras em Brasileiro: 175, logo atrás de Eurico e Edu Bala, com 178.

> jogador com mais vitórias pelo Palmeiras em Brasileiro: 96, logo atrás de Dudu (Olegário Tolói de Oliveira), com 100.

> 2º maior goleador do Palmeiras na história do Brasileiro: 43, atrás de César Maluco, com 61.

> Maior artilheiro do Palmeiras na era dos pontos corridos do Brasileiro: 43, seguido por Willian, com 32.

> jogador com mais partidas pelo Palmeiras na Copa do Brasil: 26, ao lado de Márcio Araújo e logo atrás de Rogério, com 28.

> jogador com mais vitórias pelo Palmeiras na Copa do Brasil: 15, logo atrás de Zinho, com 16.

> 7º jogador com mais gols pelo Palmeiras na Copa do Brasil: 6, ao lado de Djalminha, Júnior, Kleber, Rivaldo e Zinho e logo atrás de Viola, com 7.

27. GABRIEL VERON
19 anos | 1,74m

> 61 jogos (21 como titular), 11 gols e 8 assistências pelo Palmeiras
> 19 jogos (3 como titular) e 2 assistências na temporada 2021
> 4 jogos (0 como titular) e 1 assistência pela Libertadores 2021
> 13 jogos (3 como titular) e 1 assistência pelo Brasileiro 2021
Estreia: 28/11/2019 – Fluminense 1×0 Palmeiras – Brasileiro
Último jogo: 23/11/2021 – Palmeiras 2x2 Atlético-MG – Brasileiro
Último como titular: 23/11/2021 – Palmeiras 2x2 Atlético-MG – Brasileiro
Último gol: 24/01/2021 – Ceará 2×1 Palmeiras – Brasileiro

> Jogador mais jovem a fazer gol pelo Palmeiras na história da Libertadores: 18 anos, um mês e 19 dias, no 5 a 0 contra o Tigre, em 2020, superando Gabriel Jesus, com 18 anos, 10 meses e 13 dias em 2016.

> 2º jogador mais jovem a fazer gol pelo Palmeiras em todos os tempos: balançou as redes duas vezes aos 17 anos, três meses e dois dias, na vitória por 5 a 1 sobre o Goiás pelo Brasileiro 2019, desbancando Mazzola, que marcou (também duas vezes) com 17 anos, seis meses e cinco dias em um amistoso contra o Catanduva em 1956, e ficando atrás apenas de Juliano, que, com 16 anos, 11 meses e 23 dias, fez um na goleada por 5 a 0 sobre o Nacional-URU, pela Copa Mercosul 1998.

> Jogador mais jovem a fazer gol pelo Palmeiras na história da Copa do Brasil: 18 anos, dois meses e três dias, na vitória por 1 a 0 sobre o Red Bull Bragantino, em 2020, superando Gabriel Jesus, com 18 anos, três meses e 13 dias em 2015.

> No Palmeiras desde 2017, foi campeão paulista Sub-15, Sub-17, Sub-20 e Profissional pelo Verdão. Destaque também para o bicampeonato mundial de clubes sub-17 em 2018 (marcando gol na vitória por 4 a 2 sobre o Real Madrid na decisão e terminando a competição como o artilheiro e eleito o melhor jogador) e 2019, além das Copas do Brasil Sub-17 e Sub-20.

> Com a Seleção Brasileira, foi campeão e eleito o melhor jogador da Copa do Mundo Sub-17 em 2019.

10. LUIZ ADRIANO
34 anos | 1,83m

> 106 jogos (83 como titular), 32 gols e 8 assistências pelo Palmeiras
> 35 jogos (22 como titular), 5 gols e 4 assistências na temporada 2021
> 7 jogos (5 como titular), 1 gol e 2 assistências pela Libertadores 2021
> 19 jogos (12 como titular), 3 gols e 2 assistências pelo Brasileiro 2021
Estreia: 11/08/2019 – Palmeiras 2×2 Bahia – Brasileiro
Último jogo: 17/11/2021 – Palmeiras 0x2 São Paulo – Brasileiro
Último como titular: 17/11/2021 – Palmeiras 0x2 São Paulo – Brasileiro
Último gol: 25/10/2021 – Palmeiras 2x1 Sport – Brasileiro

> 5º colocado em participação em gol na temporada, com nove ações (cinco gols e quatro assistências), ao lado de Breno Lopes e atrás apenas de Willian, com 13, Rony, com 15, Raphael Veiga, com 23, e Gustavo Scarpa, com 30.

> 4º artilheiro do elenco no geral com 32 gols, atrás apenas de Raphael Veiga, com 42, Willian, com 66, e Dudu, com 74.

> 88º maior artilheiro da história do Palmeiras: 32 gols, ao lado de Baroninho, González, Loschiavo e Pedrinho e atrás de Cardoso, Ênio Andrade, Luís Pereira e Miguel Borja, com 36.

> melhor média de gols da história do Allianz Parque: 0,34 (16 gols em 46 jogos), ao lado de Cristaldo (0,34 – 11 gols em 32 jogos), atrás de Borja (0,38 – 19 gols em 50 jogos) e seguido por Leandro Pereira (0,33 – 7 gols em 21 jogos), Gabriel Jesus (0,32 – 11 gols em 34 jogos), Rafael Marques (0,28 – 12 gols em 42 jogos), Barrios (0,26 – 5 gols em 19 jogos), Keno (0,25 – 9 gols em 35 jogos) e Alecsandro (0,25 – 6 gols em 24 jogos). Raphael Veiga é o segundo do atual elenco com 0,32 (22 gols em 68 jogos), seguido por Willian, com 0,25 (28 gols em 108 jogos), Dudu, com 0,24 (35 gols em 141 jogos), e Deyverson, com 0,23 (14 gols em 59 jogos).

> 5º maior artilheiro do Allianz Parque com 16 gols, atrás de Borja (19), Raphael Veiga (22), Willian (28) e Dudu (35).

> Artilheiro do time na temporada 2020 com 20 gols, seguido por Willian e Raphael Veiga, ambos com 18.

> Artilheiro do time na Libertadores 2020 (cinco gols, ao lado de Rony) e eleito para a seleção da competição pela CONMEBOL.

> Vice-artilheiro do time no Brasileiro 2020 com dez gols, atrás de Raphael Veiga, com 11.

> Vice-líder em participação em gols na temporada 2020 com 23 ações (gols e assistências somadas), atrás só de Willian, com 25.

> Um dos três palmeirenses a ter marcado em todas as competições regulares da temporada 2020, ao lado de Raphael Veiga e Gustavo Gómez.

> Deixou sua marca em momentos decisivos da Tríplice Coroa em 2020, com gol na final do Paulista contra o Corinthians (1 a 1), na semifinal da Libertadores contra o River na Argentina (3 a 0) e na semifinal da Copa do Brasil contra o América-MG em Belo Horizonte (2 a 0).

> Um dos seis que foram titulares nas três partidas decisivas da temporada 2020 (Paulista, Copa do Brasil e Libertadores), ao lado de Weverton, Marcos Rocha, Gustavo Gómez, Matías Viña e Zé Rafael.

> Dois hat-tricks pelo clube, ambos no Allianz Parque: contra o Fluminense, no Brasileirão 2019, e contra o Guaraní-PAR, na Libertadores 2020.

7. RONY
26 anos | 1,67m

> 97 jogos (77 como titular), 23 gols e 12 assistências pelo Palmeiras
> 45 jogos (37 como titular), 12 gols e 3 assistências na temporada 2021
> 9 jogos (9 como titular), 6 gols e 1 assistência pela Libertadores 2021
> 25 jogos (19 como titular), 4 gols e 1 assistência pelo Brasileiro 2021
Estreia: 29/02/2020 – Santos 0x0 Palmeiras – Paulista
Último jogo: 20/11/2021 – Fortaleza 1x0 Palmeiras – Brasileiro
Último como titular:
 20/11/2021 – Fortaleza 1x0 Palmeiras – Brasileiro
Último gol: 10/11/2021 – Palmeiras 4x0 Atlético-GO – Brasileiro

> 2º maior artilheiro do Palmeiras em Libertadores: 11 gols, ao lado de Willian, Borja e Tupãzinho e atrás apenas de Alex (12).

> Artilheiro do time na Libertadores 2020 com cinco gols, ao lado de Luiz Adriano, recebeu quatro vezes o prêmio de melhor em campo e foi eleito para a seleção do torneio pela CONMEBOL. Em 2021, já marcou seis vezes em nove duelos disputados, com direito a dois prêmios de melhor em campo: na goleada por 5 a 0 contra o Independiente del Valle-EQU, no Allianz Parque, e na vitória por 2 a 1 diante do Defensa y Justicia-ARG, na Argentina.

> Líder geral em assistências na Libertadores 2020 com oito passes certeiros, inclusive o cruzamento para Breno Lopes marcar o gol do título diante do Santos, tem uma assistência na Libertadores 2021 e, com isso, soma 20 participações em gol em 20 jogos de Libertadores pelo Verdão.

> Vice-artilheiro do time nesta temporada com 12 bolas na rede, atrás apenas de Raphael Veiga, com 17.

> 3º colocado em finalizações certas nesta temporada, com 40, atrás de Gustavo Scarpa, com 47, e Raphael Veiga, com 53.

> 3º colocado em participação em gol nesta temporada: 15 ações (12 gols e três assistências), atrás de Raphael Veiga, com 23, e Gustavo Scarpa, com 30.

> Vice-líder em assistências na temporada 2020 com nove passes a gol, atrás só de Gabriel Menino, com dez.

> Na Copa do Brasil, iniciou a jogada do gol de Gabriel Menino que sacramentou a conquista do título contra o Grêmio.

> 2º jogador que mais acertou a meta adversária na temporada 2020 com 45 finalizações certas, atrás de Willian, com 46.

> 2º jogador que mais driblou na temporada 2020, com 33 fintas completas, atrás só de Zé Rafael, com 43.

11. WESLEY
22 anos | 1,75m

> 76 jogos (43 como titular), 10 gols e 9 assistências pelo Palmeiras
> 49 jogos (27 como titular), 5 gols e 3 assistências na temporada 2021
> 11 jogos (4 como titular) e 1 assistência pela Libertadores 2021
> 23 jogos (16 como titular), 4 gols e 2 assistências pelo Brasileiro 2021
Estreia: 15/01/2020 – Palmeiras 0x0 Atlético Nacional de Medellín-COL – Florida Cup
Último jogo: 23/11/2021 – Palmeiras 2x2 Atlético-MG – Brasileiro
Último como titular: 23/11/2021 – Palmeiras 2x2 Atlético-MG – Brasileiro
Último gol: 12/09/2021 – Palmeiras 1x3 Flamengo – Brasileiro

> 3º jogador com mais partidas pelo clube na temporada: 49, atrás de Raphael Veiga, com 51, e Gustavo Scarpa, com 54.

> Líder em dribles nesta temporada: 68, seguido por Raphael Veiga, com 63.

> 4º colocado em assistência para finalização nesta temporada: 37, atrás apenas de Dudu, com 49, Raphael Veiga, com 64, e Gustavo Scarpa, com 101.

> 7º colocado em participação em gol na temporada, com oito (cinco gols e três assistências), atrás de Breno Lopes e Luiz Adriano, com nove, Willian, com 13, Rony, com 15, Raphael Veiga, com 23, e Gustavo Scarpa, com 30.

> Retornou de lesão no joelho após 32 jogos afastado (cerca de três meses e meio), fez duas partidas de readaptação no Brasileiro e foi titular nas duas finais da Copa do Brasil 2020 contra o Grêmio, inclusive fazendo o primeiro gol na vitória por 2 a 0 no duelo decisivo.

> Apesar do longo tempo fora do time, foi o terceiro jogador que mais driblou na temporada 2020, com 31 fintas, ao lado de Gabriel Menino e atrás só de Zé Rafael (43) e Rony (33).

> Chegou ao Palmeiras em 2016 para o Sub-17, subiu para o Sub-20 na temporada seguinte e conquistou o Campeonato Brasileiro em 2018, a Copa do Brasil em 2019 e, assim como Patrick de Paula, Gabriel Veron e Gabriel Silva, enfileirou quatro títulos paulistas seguidos pelo clube: 2017, 2018 e 2019 pelo Sub-20 e 2020 pelo Profissional.

29. WILLIAN
35 anos | 1,71m

> 253 jogos (167 como titular), 66 gols e 26 assistências pelo Palmeiras
> 35 jogos (20 como titular), 10 gols e 3 assistências na temporada 2021
> 4 jogos (2 como titular) e 2 gols pela Libertadores 2021
> 20 jogos (8 como titular), 4 gols e 1 assistência pelo Brasileiro 2021
Estreia: 29/01/2017 – Palmeiras 1×1 Ponte Preta – Paulista
Último jogo: 23/11/2021 – Palmeiras 2x2 Atlético-MG – Brasileiro
Último como titular: 
17/11/2021 – Palmeiras 0x2 São Paulo – Brasileiro
Último gol: 10/07/2021 – Palmeiras 3x2 Santos – Brasileiro

> 2º maior artilheiro do Palmeiras em Libertadores: 11 gols, ao lado de Rony, Borja e Tupãzinho e atrás apenas de Alex (12).

> 5º com mais vitórias pelo Palmeiras em Libertadores: 23, atrás de Felipe Melo e Dudu (24), Gustavo Gómez (25), Marcos (27) e Weverton (28).

6º com mais partidas pelo Palmeiras em Libertadores: 35, ao lado de Gustavo Gómez e atrás de Galeano (38), Alex (39), Weverton e Dudu (40) e Marcos (57).

jogador do atual elenco com mais partidas (253, atrás de Dudu, com 332), 2º em gols (66, atrás novamente de Dudu, com 74), e 3º em assistências (26, atrás de Gustavo Scarpa, com 39, e Dudu, com 81).

No Allianz Parque, é o vice-artilheiro (28 bolas na rede, atrás só de Dudu, com 35), o 2º em jogos (108, também atrás só de Dudu, com 141) e o 3º em assistências (13, ao lado de Marcos Rocha e atrás de Gustavo Scarpa, com 23, e Dudu, com 37).

2º maior artilheiro do Palmeiras neste século: 66 gols, atrás só de Dudu (74).

4º com mais partidas pelo Palmeiras neste século (253, atrás de Fernando Prass, com 274), e 4º com mais vitórias: 136, atrás de Fernando Prass (151), Marcos (182) e Dudu (188).

> 2º maior artilheiro do Palmeiras na era dos pontos corridos do Brasileiro: 32 gols, atrás apenas de Dudu (43).

6º maior artilheiro do Palmeiras em Brasileiro: 32 gols, ao lado de Toninho Catarina e atrás de Edmundo (34), Ademir da Guia (36), Leivinha (40), Dudu (43) e César Maluco (61).

34º no ranking dos maiores artilheiros da história do Palmeiras: 66 gols, logo atrás de Rivaldo, com 68.

47º no ranking dos atletas com mais jogos na história do Palmeiras: 252 partidas, ao lado de Márcio Araújo e logo atrás de Rogério, com 258.

> Jogador de linha que mais atuou na temporada 2020: 69 das 79 partidas, atrás só de Weverton (70).

> Líder em participação nos gols da temporada 2020 com 25 ações (somando gols e seis assistências), seguido de Luiz Adriano, com 24.

> Vice-artilheiro do time na temporada 2020: 18 gols, ao lado de Raphael Veiga e atrás de Luiz Adriano (20).

> Artilheiro do Palmeiras e vice-artilheiro no geral do Paulista 2020, com seis gols, atrás só de Ytalo, do RB Bragantino, com sete.

> Vice-artilheiro do Palmeiras na Libertadores 2020: quatro gols, atrás só de Luiz Adriano e Rony (ambos com cinco).

> Autor da assistência para Gabriel Menino fazer o último gol da temporada 2020, na vitória por 2 a 0 sobre o Grêmio que garantiu o título da Copa do Brasil.

> Autor da assistência para Deyverson fazer o gol da vitória por 1 a 0 sobre o Vasco no Brasileiro 2018, sacramentando o decampeonato alviverde.

> Único atacante da história que conseguiu conquistar o Paulista, o Brasileiro, a Copa do Brasil e a Libertadores pelo Palmeiras defendendo o clube do início ao fim das competições – Dudu também se sagrou campeão dos quatro torneios, mas não disputou o Paulista 2020 e a Libertadores 2020 até o final.

Cartões Amarelos: Felipe Melo, Joaquín Piquerez, Gustavo Gómez (PAL);
Rodrigo Caio, Gabriel, Arrascaeta (FLA)
Gols: Raphael Veiga(5'/1ºT), Deyverson(4'/1ºT Prorrogação) (PAL);
Gabriel(26'/2ºT) (FLA)

Palmeiras: Weverton, Mayke (Gabriel Menino, Intervalo Prorrogação), Luan, Gustavo Gómez, Joaquín Piquerez (Felipe Melo, 8'/2ºT Prorrogação), Danilo (Patrick de Paula, 25'/2ºT), Zé Rafael (Danilo Barbosa, 36'/2ºT), Raphael Veiga (Deyverson, Intervalo Prorrogação), Gustavo Scarpa, Rony, Dudu (Wesley, 32'/2ºT).
TÉCNICO: Abel Ferreira.

Flamengo: Diego Alves, Mauricio Isla (Matheuzinho, 33'/2ºT), Rodrigo Caio, David Luiz, Filipe Luís (Renê, 31'/1ºT), Willian Arão, Everton Ribeiro (Michael, 18'/2ºT), Andreas Pereira (Pedro, 6'/2ºT Prorrogação), Arrascaeta (Vitinho, 5'/2ºT Prorrogação), Gabriel, Bruno Henrique (Kenedy, Intervalo Prorrogação).
TÉCNICO: Renato Gaúcho.

  • LocalCentenário

    ÁRBITRONestor Pitana

  • Data27/11 - 17H00

    AssistentesJuan Belatti  e Gabriel Chade

    Assistentes de vídeoJulio Bascuñan

Fonte: Footstats
Desenvolvido por Foursys